PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

barre

barrento | adj.

Que tem ou leva barro (ex.: água barrenta)....


cacimbado | adj.

Diz-se do terreno onde há cacimbas ou poços....


Relativo a energia (ex.: economia energética; fontes energéticas)....


ostracino | adj.

Que está ou vive sobre a concha da ostra....


imisso | adj.

Que se imitiu....


alizar | n. m.

Guarnição de madeira que cobre as ombreiras das portas e janelas....


Acto ou efeito de arranchar ou arranchar-se....


arranco | n. m.

Acto de arrancar....


arriel | n. m.

Barra de ouro ou de prata....


argila | n. f.

Terra ou rocha formada de sílica e alumina....


barrada | n. f.

Terra de semear, nas encostas, fora das vargens....


barrado | adj. | n. m.

Que tem barra....


barradura | n. f.

Acto ou efeito de barrar (revestir de barro)....


barragem | n. f.

Barreira erguida num caminho....


barral | n. m.

Terra em que há muito barro....


barranha | n. f.

Espécie de barro que serve para adubar terras....


barreira | n. f.

O que impede a comunicação ou o entendimento (ex.: barreira ideológica, barreira linguística)....



Dúvidas linguísticas



Gostava de saber o grau superlativo absoluto sintético das seguintes palavras: velho, esperto, forte e mau.
Os adjectivos velho, esperto, forte e mau flexionam no grau superlativo absoluto sintético como velhíssimo, espertíssimo, fortíssimo e malíssimo/péssimo, respectivamente.



Na conjugação do verbo ver numa frase que começa com "se", qual das opções é a correta: "Se ela vir você aqui, ela vai ficar brava". ou "Se ela ver você aqui..."?

Na frase que menciona, a forma correcta é virSe ela vir você aqui, ela vai ficar brava. –, forma de ver no futuro do conjuntivo (futuro do subjuntivo, no Brasil) e não no condicional (que seria veria: Não sabia se ela veria o filme).

O futuro do conjuntivo (ou do subjuntivo) é um tempo verbal que apresenta uma acção futura como possível ou hipotética, geralmente em orações subordinadas. Assim, a frase Se ela vir você aqui, ela vai ficar brava é composta por uma oração principal (ela vai ficar brava) e por uma oração subordinada condicional (se ela vir você aqui), que traduz a tal acção hipotética ou possível. Normalmente, este tempo é conjugado com as mesmas formas do infinitivo pessoal ou flexionado (ver exemplos de comer, abaixo) mas há um conjunto de verbos considerados irregulares em que tal não acontece, como ver, vir ou fazer, por exemplo:

O facto de ele não ver isto pode prejudicar o trabalho. (infinitivo pessoal do v. ver, irregular)
Se ele não vir isto pode prejudicar o trabalho. (futuro do conjuntivo do v. ver, irregular)

O facto de ele não vir pode prejudicar o trabalho. (infinitivo pessoal do v. vir, irregular)
Se ele não vier pode prejudicar o trabalho. (futuro do conjuntivo do v. vir, irregular)

O facto de tu não fazeres isto pode prejudicar o trabalho. (infinitivo pessoal do v. fazer, irregular)
Se tu não fizeres isto podes prejudicar o trabalho. (futuro do conjuntivo do v. fazer, irregular)

O facto de nós não comermos pode prejudicar o trabalho. (infinitivo pessoal do v. comer, regular)
Se nós não comermos podemos prejudicar o trabalho. (futuro do conjuntivo do v. comer, regular)



Ver todas