Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

alizar

alizaralizar | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

a·li·zar a·li·zar


(árabe al-izar)
nome masculino

1. Guarnição de madeira que cobre as ombreiras das portas e janelas.

2. Fasquia de madeira colocada na parede à altura do encosto das cadeiras.Ver imagem = GUARDA-CADEIRAS

3. Barra, geralmente de madeira ou de azulejo, que forra a parte inferior das paredes. = GUARDA-VASSOURAS, RODAPÉ

Confrontar: alisar.
pub

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Region alizar desse modo implicará uma divisão territorial entre norte e sul, mas que atenda igualmente...

Em Regionaliza

Temos campanhas em que podemos ganhar coisas fantasticas como por exemplo escova de alizar o cabelo que muita gente procura e sem pagarmos nada..

Em aprendersobre.blogs.sapo.pt

alizar da mesma cor da parede - cinza escuro..

Em correio selado

...pa­ra que, mesmo nas suas fraque­zas, pos­sam servir a Deus em har­monia e re­ alizar os Seus projetos na terra — o­remos ao Senhor: L: Por

Em alamos.blogs.sapo.pt

São ainda de mencionar a alizar rococó de azulejos policromos da Sacristia, com

Em RUAS DE LISBOA COM ALGUMA HISTÓRIA
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Nesta locução latina, qual das formas está correta: "status quo" ou "statu quo"?
A grafia correcta, atestada pelos principais dicionários de língua portuguesa, é statu quo e significa “o estado das coisas em determinado momento”. Esta locução, que se fixou por influência da área diplomática, é redução da expressão latina in statu quo ante que significa “no estado em que se encontrava antes”.

Em português (e em outros idiomas como o francês ou o espanhol), a locução statu quo perdeu o valor adverbial latino e adquiriu valor de substantivo (ex.: A manifestação não representa uma ruptura do statu quo), o que pode estar na origem do aparecimento da forma status quo.

Em latim (e noutras línguas declináveis, como o alemão ou o russo) as funções sintácticas são assinaladas morfologicamente: as diferentes desinências da palavra indicam se ela está a ser usada na posição de sujeito (através do caso nominativo, como em status), de complemento directo (através do caso acusativo, como em statum), de complemento indirecto (através do caso dativo, como em statui), de complemento circunstancial (através do caso ablativo, como em statu), etc. Assim, como a locução passou a ter valor de substantivo, a forma status quo, difundida maioritariamente pelo inglês, e considerada preferencial apenas pelo Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Curitiba: Positivo, 2004), transmitiria essa mudança de significado, já que statu significa “no estado” e não “o estado”. Esta justificação é questionável porque (i) estamos perante a redução de uma outra locução latina, em que há exigência de ablativo após a preposição latina in (“em”), e porque (ii) existem outros casos de palavras e expressões latinas que se fixaram como substantivos no português com a forma de casos que não o nominativo. Exemplos disso são a expressão anno Domini (literalmente, “no ano do Senhor”) que se usa para referir a era cristã, sendo composta pelo ablativo de annus “ano” e pelo genitivo de dominus “senhor”, bem como a palavra quórum, de quorum, genitivo masculino plural do pronome relativo qui, quae, quod “que”.

A locução statu quo não deve porém ser confundida com a palavra isolada status, que significa (i) “estatuto” (ex.: A categoria do trabalhador corresponde ao seu status na empresa) e (ii) “prestígio” (ex.: Exibia nas festas os símbolos do status recém-adquirido por casamento).




Gostaria que me esclarecessem a seguinte dúvida: nos dicionários de Francês/Português a palavra quiche é substantivo masculino (le quiche). Mas quando a aplicamos num texto em português, é correcto escrever-se o quiche ou a quiche?
Segundo os vários dicionários monolingues de francês consultados (por exemplo, o Petit Robert e o Trésor de la Langue Française), a palavra quiche é, em francês, substantivo feminino. Aparentemente, a atribuição do género masculino em francês trata-se de um erro de classificação no dicionário bilingue que consultou.

Os dicionários de português que registam a palavra quiche optam por classificá-la como substantivo feminino (Dicionário Aurélio e Dicionário de Usos do Português do Brasil) e como substantivo de dois géneros (Dicionário Houaiss). No entanto, é possível considerar, pelas ocorrências em corpora e em motores de pesquisa da internet, que a palavra quiche é usada como substantivo feminino maioritariamente no português de Portugal. No português do Brasil, verifica-se uma maior oscilação entre o género feminino e o masculino.

pub

Palavra do dia

lha·nu·ra lha·nu·ra


(lhano + -ura)
nome feminino

1. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Qualidade do que é sincero, despretensioso ou amável. = LHANEZA

2. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Superfície plana. = PLANURA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/alizar [consultado em 12-08-2022]