PT
BR
Pesquisar
Definições



plataforma

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
plataformaplataforma
( pla·ta·for·ma

pla·ta·for·ma

)
Imagem

Estrutura ou estrado fixo à altura das portas das carruagens, para embarque e desembarque nas estações de caminhos-de-ferro (ex.: cuidado com o espaço entre o comboio e a plataforma).


nome feminino

1. Superfície horizontal e plana, mais alta do que o solo que a rodeia.

2. Cobertura plana de um edifício. = AÇOTEIA, TERRAÇO

3. Estrutura ou estrado fixo à altura das portas das carruagens, para embarque e desembarque nas estações de caminhos-de-ferro (ex.: cuidado com o espaço entre o comboio e a plataforma).Imagem

4. Estrado nos elétricos, por onde saem e entram os passageiros.

5. [Termo ferroviário] [Termo ferroviário] Vagão raso e sem bordar, usado para transporte de mercadorias.

6. [Termo ferroviário] [Termo ferroviário] Estrado na parte posterior da locomotiva, onde vai o maquinista.

7. [Fortificação] [Fortificação] Obra de terra ou de madeira em que assenta a artilharia.

8. Conjunto explícito de ideias, princípios ou objectivos (ex.: plataforma eleitoral).

9. Lugar, oportunidade ou conjunto de meios para expressar ideias ou iniciar acções (ex.: plataforma de entendimento).

10. Parte de certo tipo de calçado que assenta no chão e eleva em vários centímetros toda a sola.

11. [Figurado] [Figurado] Realidade exterior que pode enganar. = APARÊNCIA, SIMULACRO

12. [Informática] [Informática] Tipo de sistema computacional estabelecido pelo hardware e pelo sistema operativo, que define como pode ser usado e qual o software compatível.


plataforma continental

[Geologia] [Geologia]  Parte do fundo marítimo que começa na linha da costa e desce até aos 200 metros de profundidade.

plataforma giratória

[Termo ferroviário] [Termo ferroviário]  Disco móvel em torno de um eixo central, no qual se colocam as locomotivas ou as carruagens que se querem mudar de direcção.

plataforma petrolífera

Estrutura construída no alto-mar que é usada para a exploração de petróleo.

plataforma submarina

[Geologia] [Geologia]  O mesmo que plataforma continental.

etimologiaOrigem etimológica:francês plate-forme.

Auxiliares de tradução

Traduzir "plataforma" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Qual a forma correcta de dizer em português: biossensor ou biosensor?
A grafia correcta, apesar de não se encontrar registada em nenhum dos dicionários por nós consultados, deverá ser biossensor, por analogia com outras palavras formadas a partir do prefixo de origem grega bio-, que exprime a noção de “vida”: biossatélite, biossintético, biossistema, etc. Este comportamento é também análogo ao de alguns prefixos terminados em o, como sejam retro-, socio- e tecno-, que obrigam à duplicação do r e do s quando o elemento ao qual se apõem se inicia por uma dessas consoantes.



As palavras Aveiro e petrologia lêem-se uma com o a aberto e a outra com o e aberto. Reparo no entanto a falta de acentuação. Será que isto se deverá à etimologia das palavras?
A acentuação gráfica das palavras em português não serve para indicar a qualidade das vogais, mas sim para marcar a sílaba tónica. Assim, Aveiro e petrologia não têm acento gráfico porque se trata de palavras graves (acentuadas nas sílabas -vei- e -gi-, respectivamente), que, de um modo geral, não são acentuadas graficamente no sistema ortográfico português.

O facto de a primeira poder ser lida com um a aberto e a segunda com um e aberto (embora a pronúncia de petrologia com e central fechado, como o e de se, seja muito mais comum no português europeu) não implica a necessidade de uso de diacrítico. Veja-se, a título de exemplo, o caso dos homógrafos forma (ó) e forma (ô), a que correspondem sentidos e produções fonéticas diferentes, mas cuja distinção é feita através do contexto em que ocorrem e não através do uso de acentuação gráfica (o Acordo Ortográfico de 1990 indica que o uso do acento circunflexo é facultativo no caso destes homógrafos).

Segundo o Acordo Ortográfico de 1945, há casos excepcionais de uso dos acentos gráficos, sempre em sílabas tónicas, para distinção entre palavras homónimas com categorias morfossintácticas diferentes (ex.: pelo [preposição] / pêlo [nome] ; para [preposição] / pára [forma do verbo parar]). O Acordo de 1990 prevê que o acento distintivo nos exemplos acima mencionados seja eliminado, mas mantém-no no caso de por [preposição] / pôr [verbo].