Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
mangamangá | s. f.
mangamanga | s. f.
mangamanga | s. f.
mangamanga | s. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de mangarmangar
2ª pess. sing. imp. de mangarmangar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

man·ga man·gá 4
(japonês manga)
substantivo feminino

Género de banda desenhada de origem japonesa.


• Grafia no Brasil: mangá.

• Grafia no Brasil: mangá.

• Grafia em Portugal: manga.

• Grafia em Portugal: manga.

man·ga man·ga 3
(espanhol manga)
substantivo feminino

1. Grande quantidade de gente. = MULTIDÃO, TURBA

2. [Brasil]   [Brasil]  Pastagem cercada para cavalos e bois.


man·ga man·ga 2
(malaiala manga)
substantivo feminino

1. [Botânica]   [Botânica]  Fruto da mangueira, de formato oblongo, carnudo, de polpa amarela e fibrosa envolvendo um caroço grande, aromático e de sabor agradável.Ver imagem

2. [Botânica]   [Botânica]  Árvore grande (Mangifera indica), da família das anacardiáceas, de tronco liso, copa grande e frondosa, folhas perenes oblongas, flores pequenas dispostas em cachos, de origem asiática e muito cultivada em climas tropicais pelo seu fruto, a manga. = MANGUEIRA


man·ga man·ga 1
(latim manica, -ae)
substantivo feminino

1. Parte do vestuário que cobre o braço ou parte dele.Ver imagem

2. Objecto cuja forma se assemelha a essa parte do vestuário.

3. Filtro em forma de saco.

4. Tubo flexível. = MANGUEIRA

5. [Aeronáutica]   [Aeronáutica]  Túnel regulável que liga a entrada de um avião a uma porta de embarque do aeroporto.Ver imagem

6. [Aeronáutica]   [Aeronáutica]  Mecanismo insuflável instalado em algumas saídas dos aviões, destinado à evacuação de passageiros em caso de emergência.

7. [Mecânica]   [Mecânica]  Extremidade do eixo em que entra a roda.

8. Dispositivo de forma cónica, que indica a direcção e a intensidade do vento.Ver imagem = BIRUTA

9. Redoma; campânula.

10. Chaminé de candeeiro de malha metálica que aumenta a intensidade da luz.

11. Tromba-d'água.

12. Chocalho grande.

13. [Desporto]   [Esporte]  Parte de uma competição, geralmente em provas de automobilismo ou de motociclismo.


arregaçar as mangas
Preparar-se para fazer algo com determinação.

em mangas de camisa
Sem casaco.

manga perdida
[Vestuário]   [Vestuário]   [Vestuário]  Manga larga e sem punho.


man·gar man·gar - ConjugarConjugar
(origem controversa, talvez do romani mangar, pedir, mendigar)
verbo transitivo e intransitivo

1. [Informal]   [Informal]  Fingir seriedade, mentir por brincadeira (ex.: ele só pode está a mangar comigo;eles são uns brincalhões, estão sempre a mangar). = BRINCAR, CAÇOAR, GOZAR

2. [Informal]   [Informal]  Fazer troça (ex.: mangaram dele por causa do bigode). = CAÇOAR, CHACOTEAR, ESCARNECER, GOZAR, MOTEJAR, TROÇAR, ZOMBAR

3. [Portugal: Minho]   [Portugal: Minho]  Enfiar o cabo (na ferramenta). = ENCABAR

4. [Brasil]   [Brasil]  Mendigar; solicitar.

5. [Brasil: Sul]   [Brasil: Sul]  Ser lento. = DEMORAR, REMANCHAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "manga" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


No novo acordo ortográfico está assinalado que os axiônimos (pronomes de tratamento e expressões de reverência) só são usados com a inicial minúscula: senhor doutor Joaquim da Silva, excelentíssimo senhor, etc. Nesse item são inseridos os títulos também apesar dessa palavra nãos estar grafada no texto do acordo, só são colocados os exemplos: bacharel Mário Abrantes, cardeal Bembo. Todavia verifiquei que há estudiosos da língua, que ao comentarem o Novo Acordo Ortográfico (1990) citam que os axiônimos e títulos podem ter o uso facultativo de inicial maiúscula ou minúscula, podendo ser escritos: bacharel/Bacharel Mário Abrantes, cardeal/Cardeal Bembo, excelentíssimo senhor Augusto Barroso/ Excelentíssimo Senhor Augusto Barroso. Afinal, as iniciais dos axiônimos e títulos podem ser escritas somente com minúscula ou aceitam o uso facultativo em minúscula/maiúscula?
O Acordo Ortográfico de 1990 altera alguns usos decorrentes das disposições do Acordo Ortográfico de 1945 e do Formulário Ortográfico de 1943, os textos legais anteriormente em vigor, respectivamente, para a norma europeia e para a norma brasileira do português.

Desconhecendo os comentários dos estudiosos da língua que refere, podemos apenas indicar que, relativamente à designação de formas de tratamento ou de reverência (axiónimos), a alínea f) do ponto 1º da Base XIX do Acordo de 1990 estipula claramente que os mesmos devem ser escritos com inicial minúscula (ilustrando com os exemplos senhor doutor Joaquim da Silva, bacharel Mário Abrantes, o cardeal Bembo), como, aliás, menciona na sua mensagem. A mesma alínea ressalva a possibilidade de se usar minúscula inicial ou maiúscula inicial apenas no caso de nomes de santos ou nomes próprios ligados à religião (hagiónimos), como santa Filomena, que também pode ser grafado Santa Filomena. A Base XIX termina com a seguinte nota: “As disposições sobre os usos das minúsculas e maiúsculas não obstam a que obras especializadas observem regras próprias, provindas de códigos ou normalizações específicas (terminologias antropológica, geológica, bibliológica, botânica, zoológica, etc.), promanadas de entidades científicas ou normalizadoras reconhecidas internacionalmente.” Esta observação não parece contemplar a facultatividade de inicial minúscula ou maiúscula no caso dos axiónimos, pelo que, à luz do texto legal, os axiónimos devem ser escritos com inicial minúscula.




Gostaria de saber se, se eu escrever como escrevia anteriormente (com a ortografia anterior ao Acordo Ortográfico), está ortograficamente errado ou também é aceite? Exemplo: "correcto" ou "correto"? Qual deles está oficialmente? Ou estarão os dois?
Quando o novo Acordo Ortográfico estiver em vigor em Portugal, apenas a forma "correto" será considerada ortograficamente certa, correspondendo a forma "correcto" a uma grafia anterior à vigência do acordo, uma vez que este preconiza que não sejam escritas as consoantes que não são proferidas na chamada norma culta (base IV, 1.º, alínea b).
O utilizador da língua pode optar por utilizar a nova ortografia ou não, uma vez que não pratica qualquer ilícito contravencional, isto é, manter a ortografia anterior ao novo Acordo Ortográfico não tem qualquer consequência legal, mesmo após o período de transição de 6 anos previsto legalmente (em Portugal). No entanto, quando houver uma generalização da nova ortografia, nomeadamente na comunicação social e em contexto escolar, pode ser importante e útil a aprendizagem dessa nova ortografia por motivos sociais e profissionais. A partir de determinada altura, a noção de erro ortográfico vai abranger formas que actualmente são práticas correntes, da mesma forma que actualmente são considerados erros ortográficos práticas ortográficas alteradas pelo Acordo de 1945 (como diccionário ou sciência), ou pela alteração de 1973 (como pràticamente ou sòzinho).

pub

Palavra do dia

ma·ta·-sãos ma·ta·-sãos
(espanhol matasanos)
substantivo masculino de dois números

[Informal]   [Informal]  Médico ou curandeiro incompetente. = CHARLATÃO, MATA-SANOS

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/manga [consultado em 20-02-2019]