Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "banqueiro" nas definições

bancário | adj.
    De bancos ou de banqueiro (comercial)....

banqueiro | n. m.
    O que faz operações bancárias ou detém um banco....

glória | n. f.
    Ganhar (no jogo) todo o dinheiro do banqueiro....

tontina | n. f.
    Espécie de associação mútua em que cada associado contribui semanal ou mensalmente com uma determinada quantia cujo fundo será distribuído pelos sobreviventes quando termine o prazo que se fixou para a duração da sociedade....

banca | n. f.
    Fundo de apostas em jogos de azar, geralmente controlado por um banqueiro....

bancada | n. f.
    Acto de o banqueiro ganhar todas as paradas....

bancaria | n. f.
    Ingerência dos banqueiros romanos no tráfico das bulas....

bancocracia | n. f.
    Influência dos banqueiros na política e na economia....

argentário | adj. n. m.
    Que ou quem tem muito dinheiro....

praça | n. f. | n. 2 g. | n. m.
    Corpo dos negociantes ou dos banqueiros de uma cidade ou de uma zona....

grande | adj. 2 g. | n. 2 g.
    Que tem importância ou influência (ex.: um grande banqueiro)....

porta | n. f. | adj. f. n. f.
    No jogo do monte, o desconto a favor do banqueiro quando os pontos ganham com a primeira carta que sai ao voltar o baralho....

bancado | adj.
    Que tem banca ou banqueiro (ex.: jogo bancado)....

trinta-e-um | n. m.
    Jogo de cartas em que são distribuídas três a cada um dos parceiros, podendo cada um pedir as que lhe são precisas para se aproximar de trinta e um pontos, sem excederem este número, caso em que perde (rebenta), bem como se ficar com número inferior ao do banqueiro....

barato | adj. | adv. | n. m.
    Dinheiro que o dono da tavolagem retira do bolo ou recebe do banqueiro como interesse que lhe é devido....

bancar | v. tr. e intr. | v. tr.
    Ser (o banqueiro) responsável por uma banca de jogo....

talhar | v. tr. | v. intr. | v. tr., intr. e pron. | v. pron.
    Ser banqueiro (no jogo da banca ou do monte)....

numulário | n. m. | adj.
    Pessoa com muito dinheiro....

homem | n. m. | adj. 2 g.
    Pessoa que está a serviço de outrem, geralmente para executar tarefas ilegais ou duvidosas (ex.: a investigação descobriu vários homens de mão do banqueiro agora acusado)....

Dúvidas linguísticas


Venho pedir uma consideração acerca da palavra compto, que tenho vindo a usar como sinónimo de "âmbito", mas segundo me constou, é apenas uma deturpação técnica de cômputo. Desde já manifesto os mais sinceros agradecimentos pelo esclarecimento.
A forma compto não existe; a grafia correcta é cômputo, como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, e significa “cálculo, contagem” (ex.: O cômputo dos dias de férias está incorrecto; No cômputo geral, a participação foi positiva).



A palavra "abrupto" não se separa da forma "a-brup-to", como se vê no vosso dicionário, mas sim da forma "ab-rup-to".
Para a forma abrupto, e apesar de esta não ser uma opinião unânime nos poucos dicionários que fazem divisão silábica para translineação, defendemos que a divisão silábica apropriada para translineação é "a-/brup-/to", pelos motivos que a seguir apontamos. À variante ab-rupto pode aplicar-se a divisão para translineação "ab-/-rup-/to".

A divisão silábica para translineação tem por base a divisão silábica, mas, ao contrário desta, é muito pouco intuitiva, pois é convencionada pelos textos legais que regulam a ortografia (o Acordo Ortográfico de 1990 ou, antes da aplicação da nova ortografia, o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil e o Acordo Ortográfico de 1945, para o português de Portugal) e pelas obras de referência, com regras bastante específicas.

Em qualquer um destes textos se diz que o grupo consonântico br (ex.: abrir) faz parte dos grupos indivisíveis (bl, br, cl, cr, dr; fl, fr, gl, gr, pl, pr, tl, tr, vr), havendo algumas excepções, essas sim, pouco claras.

Segundo o Acordo Ortográfico de 1990, na Base XX, 1.º (e também segundo Acordo Ortográfico de 1945, na Base XLVIII, 1.º, uma vez que o texto neste ponto é praticamente igual), as excepções são apenas "vários compostos cujos prefixos terminam em b ou d: ab- legação, ad- ligar, sub- lunar, etc., em vez de a- blegação, a- dligar, su- blunar, etc.". Sobre este ponto, também Rebelo Gonçalves se pronuncia no seu Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa, dizendo, em relação aos grupos consonânticos indivisíveis bl, br, pl e pr que "excepcionalmente, há sucessões de b e l e de d e l que não constituem perfeitos grupos", como serão os casos de ablegação, adligante ou sublunar, em que na translineação as consoantes deverão ficar separadas, mas sem referir outros grupos consonânticos. Já o Formulário Ortográfico de 1943, que rege a ortografia no Brasil antes da aplicação do Acordo de 1990, no ponto XV, refere que "não se separam os elementos dos grupos consonânticos iniciais de sílaba", observando em nota que "nem sempre formam grupos articulados as consonâncias bl e br: nalguns casos o l e o r se pronunciam separadamente, e a isso se atenderá na partição do vocábulo", mas os exemplos enunciados são sublingual, sub-rogar e adlegação, sendo que o único exemplo em que se separa b-r é o de uma palavra já hifenizada, o que indica uma divisão silábica que nem precisa das regras de translineação para se fazer (achamos que é também o caso da variante ab-rupto, mas não de abrupto).

Palavra do dia

al·gos·pas·mo al·gos·pas·mo


(grego álgos, -ous, dor + [e]spasmo)
nome masculino

[Medicina]   [Medicina]  Contracção muscular involuntária que causa dor. = CÃIBRA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/banqueiro [consultado em 29-01-2023]