PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

intelectual

atordoado | adj.

Que sente perturbação temporária dos sentidos ou da capacidade intelectual....


inhenho | adj.

Que revela falta de inteligência ou fracas faculdades intelectuais....


lento | adj. | adv.

Vagaroso; moroso; ronceiro; que dura ou parece durar muito mais do que seria para desejar....


zonzo | adj.

Que sente perturbação temporária dos sentidos ou da capacidade intelectual....


Relativo ao conhecimento ou às capacidades intelectuais....


pseudo-intelectual | adj. 2 g. 2 núm.

Que pretende parecer ter uma actividade intelectual intensa, permanente ou predominante....


desenvolvimental | adj. 2 g.

Relativo a desenvolvimento (ex.: dificuldades intelectuais e desenvolvimentais)....


azoeirado | adj.

Que sente perturbação temporária dos sentidos ou da capacidade intelectual....


apardalado | adj.

Que sente perturbação temporária dos sentidos ou da capacidade intelectual (ex.: ficou tão apardalada com o comentário que nem respondeu)....


arquétipo | n. m. | adj.

Modelo pelo qual se faz uma obra material ou intelectual....


composição | n. f.

Produção intelectual, literária, artística ou científica....




Dúvidas linguísticas



Peço auxílio para a composição de palavras com prefixos gregos e latinos. Quando são em justaposição e quando são em aglutinação? Minha dúvida neste momento é com a palavra intra + esclerótico.
A existência ou não de hífen depois de prefixos gregos e latinos é difícil de sistematizar em poucas linhas, pois isso difere consoante os prefixos (há até divergências ligeiras entre a norma europeia e a norma brasileira do português, por serem diferentes as obras de maior referência neste aspecto).

No caso de intra- (este caso aplica-se também aos prefixos contra-, extra-, infra-, supra- e ultra-), de acordo com a Base XXIX do Acordo Ortográfico de 1945, deve usar-se hífen antes de palavras iniciadas por vogal (ex.: intra-arterial, intra-ocular), h (ex.: intra-hepático), r (ex.: intra-raquidiano) ou s (ex.: intra-sinovial). Assim sendo, deve escrever-se intra-esclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1945, para o português de Portugal, ou o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil.

Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, e segundo a Base XVI, o prefixo intra- (assim como todos os prefixos ou elementos prefixais com o mesmo contexto ortográfico, isto é, terminados na letra a) deve aglutinar-se sempre com o elemento seguinte (ex.: intraocular), excepto se este começar por a (ex.: intra-arterial) ou h (ex.: intra-hepático). No caso de o elemento seguinte começar por r ou s, essas consoantes devem ser dobradas (ex.: intrarraquidiano, intrassinovial). Assim sendo, deve escrever-se intraesclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1990.




Não será a palavra revivalismo portuguesa? Porque não existe no dicionário? Será um estrangeirismo? Mas quantos não foram já "absorvidos" por tão correntes no português escrito e falado?
A palavra revivalismo, apesar de não se encontrar na nomenclatura do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, encontra-se registada noutros dicionários de língua portuguesa como, por exemplo, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, Lisboa, 2001). Deriva da palavra inglesa revivalism e refere-se ao ressurgimento de ideias, modas ou tendências que fizeram parte do passado.

Ver todas