Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

Pesquisa por "beberes" nas definições

abeberar | v. tr. | v. pron.
    Levar (o gado) a beber....

açucarar | v. tr. | v. tr. e pron. | v. tr., intr. e pron.
    Adicionar açúcar para tornar doce (ex.: açucarar uma bebida)....

adegar | v. tr.
    Recolher na adega....

afinfar | v. tr. | v. intr.
    Aplicar (pancada) em....

atrombar | v. tr. e intr.
    Comer e beber sofregamente....

atestar | v. tr. | v. tr. e intr. | v. pron.
    Acabar de encher até ao testo ou até cima algo que já está quase cheio (ex.: encher a vasilha)....

assomar | v. intr. | v. pron.
    Aparecer (em sítio elevado)....

beber | v. tr.
    Ingerir (líquidos)....

bebericar | v. tr. e intr.
    Beber repetidamente e pouco de cada vez....

beberricar | v. tr. e intr.
    Beber repetidamente e pouco de cada vez....

brindar | v. intr. | v. tr.
    Beber à saúde de alguém....

capitoso | adj.
    Que tem cabeça grande....

chuchurrear | v. tr. | v. intr.
    Sorver um líquido aos poucos....

chupitar | v. tr.
    Beber devagarinho, repetidas vezes....

canear | v. intr.
    Deixar pender a cabeça com sono....

congonhar | v. intr.
    Beber a infusão feita de congonha ou mate....

consumir | v. tr. | v. tr. e pron. | v. intr.
    Fazer desaparecer pelo uso ou gasto....

decilitrar | v. intr.
    Beber decilitro a decilitro, em especial vinho; beber repetidamente e pouco de cada vez....

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber a ortografia correta: garçom ou garçon?
A grafia correcta da palavra que, sobretudo no Brasil, designa “empregado de mesa” é garçom (plural: garçons). Trata-se do aportuguesamento do vocábulo francês garçon.



Água é uma palavra grave ou esdrúxula? Ou pode ser as duas coisas conforme se considere -ua um hiato ou um ditongo?
Esta questão, como muitas outras dúvidas linguísticas, não nos permite uma resposta peremptória.

Sobre a divisão silábica para translineação, as vogais -u- e -a- em água são indivisíveis, pois, por convenção, "gu e qu, em que o u se pronuncia, nunca se separam da vogal ou ditongo imediato" (ver Base XLVIII, 5º. do Acordo Ortográfico de 1945 ou Base XX, 5º. do Acordo Ortográfico de 1990).

Do ponto de vista estritamente fonético, porém, será uma palavra grave ou paroxítona se o -u- for pronunciado como semivogal e será esdrúxula ou proparoxítona se o -u- for pronunciado como vogal.

Do ponto de vista ortográfico, a palavra água é considerada uma palavra esdrúxula ou proparoxítona, pois a sílaba tónica é seguida de um ditongo crescente (isto é, semivogal seguida de vogal, água), que, ortograficamente, não constitui uma só sílaba mas duas.

Rebelo Gonçalves, no seu Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa (Coimbra, Atlântida - Livraria Editora, 1947, p.198), chama “paroxítono perfeito” a formas como trilingue [em que o -u- não se lê] por oposição a trilíngue [em que o -u- se lê]; a palavra água seria então um paroxítono imperfeito, tal como trilíngue, pois a sua estrutura (vogal acentuada + consoante + ditongo crescente) não corresponde ao padrão habitual das palavras graves (vogal acentuada + consoante + vogal ou ditongo decrescente). No entanto, segundo o texto legal que regula a ortografia portuguesa, isto é, o Acordo Ortográfico de 1945, não é possível explicar a acentuação da palavra água ou de outras palavras com contextos semelhantes (ex.: exíguo, língua, régua) se elas não forem consideradas palavras esdrúxulas ou proparoxítonas. É de notar, no entanto, que o texto do Acordo não exemplifica com contextos semelhantes ao de água, mas o referido Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, considerado mesmo pelo seu autor “o esclarecimento, se não a defesa, de diversas bases do Acordo Ortográfico”, inclui (p. 152) exemplos com o mesmo contexto de água, entre outros, considerando que “levam acento agudo, tal como os proparoxítonos integrados na norma anterior, as palavras que, tendo na sílaba tónica a [ex. álea, álveo, mágoa, vácuo], e [ex. enciclopédia, etéreo, névoa, réquie, prélio] ou o [ex. glória, opróbrio, nódoa] abertos, i [ex. iníqua, lírio, longínqua, níveo, quírie] ou u [ex. argúcia, antúrio, denúncia], ou então ditongo oral iniciado por vogal aberta [ex. náusea, tiróideo], apresentam encontros vocálicos postónicos [ex. álea, névoa, glória, iníqua, denúncia, náusea] que praticamente se consideram como ditongos crescentes (ea, eo, ia, ie, io, oa, oe, ua, ue, uo, etc.), embora em muitos casos possam formar teoricamente duas sílabas [...]”. No texto citado, por ser um pouco técnico, introduzimos o sublinhado e os exemplos.

O texto do Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada em relação a esta questão, mas designa (ver Base XI, 1.º, alínea b) palavras como exíguo ou língua como "proparoxítonas aparentes" (isto é, palavras esdrúxulas aparentes).

Palavra do dia

pe·nei·rei·ro·-cin·zen·to pe·nei·rei·ro·-cin·zen·to


nome masculino

[Ornitologia]   [Ornitologia]  Ave da família dos accipitrídeos (Elanus caeruleus), de pequeno porte, de plumagem acinzentada, com asas mais escuras e olhos vermelhos.

Plural: peneireiros-cinzentos.Plural: peneireiros-cinzentos.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/beberes [consultado em 22-06-2021]