PT
BR
Pesquisar
Definições



tempera

Será que queria dizer têmpera?

A forma temperapode ser [segunda pessoa singular do imperativo de temperartemperar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de temperartemperar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
temperatempera
|é| |é|
( tem·pe·ra

tem·pe·ra

)


nome feminino

[Portugal: Minho] [Portugal: Minho] Têmpera; sova.

Confrontar: têmpera.
temperartemperar
( tem·pe·rar

tem·pe·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Colocar substâncias na comida para lhe dar bom sabor. = ADUBAR, CONDIMENTAR

2. Deitar sal em.

3. Tornar mais fraco ou brando.

4. Tornar menos intenso. = AMENIZAR, SUAVIZARINTENSIFICAR

5. [Figurado] [Figurado] Tornar mais moderado. = CONTER, MODERAR

6. Tornar consistente um metal; dar têmpera (ex.: temperar o aço).

7. Tornar mais forte. = AVIGORAR, FORTALECER

8. Misturar, juntar ou acrescentar (algo) a.

9. Conciliar, benquistar, compor, harmonizar.

10. Afinar (um instrumento).

11. [Agricultura] [Agricultura] Registar na charrua ou no arado a altura que a relha deve profundar o solo.


verbo pronominal

12. Moderar-se.

13. Adquirir têmpera. = AVIGORAR-SE, FORTALECER-SE

14. Colocar-se em harmonia. = CONCORDAR, HARMONIZAR-SE

etimologiaOrigem etimológica:latim tempero, -are.

Auxiliares de tradução

Traduzir "tempera" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Devo escrever ele será analisado no terceiro dia ou ele será analisado ao terceiro dia?
Qualquer das duas frases é possível, visto que quer a preposição em (presente na contracção no) quer a preposição a (presente na contracção ao) se utilizam na expressão de valores temporais (ex.: viaja sempre em Agosto; estava a dois dias do casamento).



Qual é o certo: obrigado por seus 75 anos ou obrigado pelos seus 75 anos?
Ambas as expressões estão correctas do ponto de vista sintáctico. Apenas se diferenciam pela existência do artigo definido masculino o (neste caso, contraído com a preposição por), cujo uso antes de pronomes ou determinantes possessivos, como seu, teu, meu ou nosso, é mais frequente no português de Portugal do que no português do Brasil.