Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

recolhido

recolhidorecolhido | adj.
masc. sing. part. pass. de recolherrecolher
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

re·co·lhi·do re·co·lhi·do


adjectivo
adjetivo

1. Que se obteve ou recebeu; arrecadado.

2. Afastado do movimento mundano.

3. Posto a coberto, abrigado.

4. Retirado da circulação.

5. Economizado.

6. Que entrou, ou está, nos seus aposentos particulares; deitado.

7. Pouco expansivo, concentrado; apartado, desviado para trás.


re·co·lher |ê|re·co·lher |ê|

- ConjugarConjugar

(latim recolligo, -ere, ajuntar, reunir de novo, reunir, retomar, recuperar)
verbo transitivo

1. Colher para si. = GUARDAR

2. Reunir coisas dispersas.

3. Pesquisar para juntar dados ou informação. = COLHER, COLIGIR, COMPILAR

4. Dar acolhimento a. = ACOLHER

5. Receber em recompensa.

6. Encurtar, encolher.

7. Puxar para si.

8. Guardar ou dobrar o que está esticado ou estendido (ex.: recolher as velas).

9. Tirar da circulação (ex.: recolher uma moeda).

10. [Figurado]   [Figurado]  Deduzir, inferir.

verbo intransitivo

11. Voltar para casa.

verbo pronominal

12. Regressar (a casa, à terra).

13. Refugiar-se.

14. Concentrar-se, reconcentrar-se.

15. Desaparecer da superfície para operar no interior do corpo.

16. Retirar-se para os seus aposentos.

17. Encerrar-se.

nome masculino

18. Hora em que os soldados têm de regressar ao quartel.

19. Hora em que alguém deve voltar a casa ou a determinado local.


recolher obrigatório
Proibição, determinada como medida excepcional por governo ou autoridade, de permanecer na rua a partir de determinada hora.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "recolhido" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Dúvidas linguísticas


Encontrei informação contraditória no vosso dicionário e noutro dicionário de português em linha na ortografia de ecoílha/ecoilha. Reparei que há uma nota no Dicionário Priberam que refere os acordos ortográficos. Houve alguma alteração. Como se explica esta diferença entre dois dicionários portugueses?
A ortografia da palavra ecoílha (e de outras com o mesmo contexto ortográfico, como entreílha ou microílha) não sofreu nenhuma alteração com o Acordo Ortográfico de 1990, nem corresponde a nenhuma diferença entre o português europeu e o português do Brasil. Este é também o mesmo contexto ortográfico de palavras como cafeína, canoísta, ruína, saída, sanduíche ou traíram, isto é, trata-se de uma vogal tónica i de uma palavra paroxítona (ou grave) que leva acento agudo quando antecedida de uma vogal com a qual não forma ditongo (desde que não constitua sílaba com a eventual consoante seguinte, diferente de s, caso em que não terá acento gráfico, como nos casos de anuirmos, cainça ou ruindo).

Esta é uma indicação ortográfica preconizada pela Base X, 1.º, do Acordo Ortográfico de 1990, mas também pelos textos que regulavam a ortografia antes deste, isto é, pela Base XIV do Acordo Ortográfico de 1945, para o português europeu, e pelo ponto 43, 4.ª do Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil.

No entanto, é um facto que é possível encontrar muitos usos sem acento gráfico, daí a necessidade de o Dicionário Priberam acrescentar uma nota ao verbete ecoílha para justificar que essa é a grafia correcta. A estranheza das formas acentuadas ecoílha, entreílha e microílha parece ainda maior por ser fácil para o falante identificar os elementos que as compõem: os constituintes eco-, entre- ou micro- seguidos do substantivo ilha, que não é acentuado por, regra geral, as palavras graves não serem acentuadas em português.

A reflexão feita acima aplica-se igualmente ao mesmo contexto para a vogal tónica -u-, como em faúlha, peúga ou viúva.




Gostava de uma opinião sobre a seguinte frase:
1- O João entrou ao mesmo tempo que eu para a tropa.
2- O João entrou ao mesmo tempo que mim.
A dúvida colocada refere-se ao uso do pronome recto (ex.: eu) ou do pronome oblíquo (ex.: mim).

É necessário referir que os pronomes pessoais, além de se dividirem em pessoa (primeira, segunda ou terceira) e número (singular ou plural), dividem-se também consoante a sua função na frase, isto é, sujeito (ex.: eu visto uma camisola), complemento directo (ex.: vesti-me), complemento indirecto (ex.: deste-me uma camisola) ou complemento iniciado por preposição (ex.: isto é para mim?).

A expressão ao mesmo tempo que é uma locução conjuncional temporal, uma vez que tem uma função semelhante à conjunção quando. Uma vez que há uma correlação temporal com a frase subordinante (O João entrou na tropa), na frase subordinada temporal está subentendido o mesmo verbo (ao mesmo tempo que eu [entrei]), o que quer dizer que o pronome está a desempenhar a função de sujeito, pelo que deve ser utilizada a forma eu correspondente ao sujeito, e não a forma oblíqua mim.

pub

Palavra do dia

a·xo·lo·te |ch|a·xo·lo·te |ch|


(nauatle axolotl)
nome masculino

[Zoologia]   [Zoologia]  Espécie de salamandra (Ambystoma mexicanum), que conserva durante toda a sua vida características do estado larvar e que apresenta uma grande capacidade de regenerar tecidos danificados. = AXOLOTLE

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/recolhido [consultado em 01-04-2023]