Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

prensa

prensaprensa | n. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de prensarprensar
2ª pess. sing. imp. de prensarprensar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pren·sa pren·sa


nome feminino

1. Aparelho manual ou mecânico para comprimir uma coisa entre as suas duas peças principais (ex.: prensa de lagar).

2. Caixilho de impressão.

3. Prelo.


prensa de copiar
[Tipografia]   [Tipografia]  Aparelho para comprimir o copiador a fim de obter cópias de correspondência.

prensa de cincho
[Enologia]   [Enologia]  Prensa de uvas, com uma grade onde estão a uvas e por onde escorre o sumo, em que o fuso é fixo solidamente ao tabuleiro de compressão. = ARANHA

prensa de gaiola
[Enologia]   [Enologia]  O mesmo que prensa de cincho.


pren·sar pren·sar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Apertar ou comprimir na prensa.

2. [Por extensão]   [Por extensão]  Comprimir fortemente por qualquer modo que seja.

3. Esmagar, pisar, extrair todo o suco.

4. Enfardar (palha, etc.)

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "prensa" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...los motivos que provocaron la destitución que Guaidó todavía no ha aclarado a la prensa ..

Em www.ultraperiferias.pt

En una rueda de prensa convocada, Borges detalló

Em www.ultraperiferias.pt

“Essa docente estava criando uma prensa para otimizar a retirada..

Em Caderno B

durante una conferencia de prensa ..

Em anónimo séc.xxi

Desde el primer día y desde antes, los compañeros de Prensa Comunitaria tratan de romper el otro cerco, el mediático, con excelentes resultados gracias a...

Em Blogo Social Português
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de informar-lhes a respeito do nome "álibi" encontrado em vossa página. Consta, que "álibi" é uma palavra acentuada por ser uma palavra proparoxítona. Porém, devido ao latinismo, a mesma não apresenta nenhum tipo de acentuação. Para verificação da regra gramatical, ver MODERNA GRAMÁTICA PORTUGUESA, 37a. edição, EVANILDO BECHARA, página 92.
A palavra esdrúxula (ou proparoxítona) álibi corresponde ao aportuguesamento do latinismo alibi, que significa “em outro lugar”. O étimo latino, cuja penúltima vogal é breve, justifica a consagração desta forma com acento gráfico, sendo que o Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966) e o Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Lisboa: Âncora Editora, 2001) referem, respectivamente, que é inexacta ou incorrecta, a forma aguda (ou oxítona) alibi. A Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara (37ª ed. revista e ampliada, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002), regista a forma alibi, mas marca-a como latinismo, isto é, como forma cuja grafia é a mesma do étimo latino, não respeitando as regras ortográficas do português que obrigam à acentuação gráfica de todas as palavras esdrúxulas. O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa parece ser o único dicionário de língua portuguesa que regista a forma alibi (como palavra grave e com a correspondente transcrição fonética diferente de álibi), averbando-a em linha a seguir a álibi, como variante não preferencial (segundo as indicações da introdução dessa obra).



Ao escrever um texto num computador que tem instalado o vosso corrector ortográfico FLiP 5, verifiquei que a palavra por mim usada "precaridade" é assinalada como erro. Habituada a ver constantemente em propaganda política o erro "precariedade", verifiquei com horror que esta era a sugestão do FLiP! Felizmente tenho em casa um bom dicionário da Porto Editora munida do qual pude provar ao meu marido que não sou eu a ignorante... Em nome do meu marido e de tantos outros que não se podem dar ao luxo de dispensar o corrector ortográfico, solicito a V. Exas. que se dêem pressa em corrigir este grave erro, a fim de evitar que as gerações vindouras, de léxico já tão fragilizado, aprendam o erro como coisa certa e venham depois arrogantemente corrigir os poucos que ainda vão sabendo falar e escrever um português escorreito.
A forma correcta é precariedade: não se trata de erro, conforme pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa ou consultando outras obras lexicográficas, como sejam o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, o Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, ou o Vocabulário da Língua Portuguesa, de Francisco Rebelo Gonçalves (este último refere mesmo que precaridade se trata de forma inexacta de precariedade). Aliás, a generalidade dos dicionários e vocabulários regista apenas precariedade, dado ser esta a forma que respeita as regras de boa formação morfológica em português: de facto, os adjectivos com a terminação átona -io (ex.: espúrio, hereditário, sério, transitório, vitalício) formam os substantivos correspondentes por aposição do sufixo -edade (ex.: espuriedade, hereditariedade, seriedade, transitoriedade, vitaliciedade), terminando por isso em ‑iedade.

O Grande Dicionário Língua Portuguesa (2004), da Porto Editora, regista, efectivamente, a palavra precaridade, remetendo-a para precariedade, tal como acontece no dicionário electrónico Cândido de Figueiredo – Grande Dicionário Electrónico da Língua Portuguesa (Bertrand Editora / Máquinas em Movimento – Oficina Multimédia Lda., 1996 [CD-ROM]) ou no Novo Grande Dicionário da Língua Portuguesa Conforme Acordo Ortográfico (Texto Editores, 2007). As razões inerentes a esta inclusão prendem-se provavelmente com o uso, com a necessidade de reencaminhar os falantes para a forma preferencial ou devem-se a outros critérios sobre os quais poderá questionar as respectivas editoras/equipas editoriais.

Em momento algum, porém, se pode afirmar que precariedade é um erro, pois é justamente essa a forma considerada mais correcta. A forma precaridade advém da possível confusão com palavras formadas por aposição do sufixo -idade, muito produtivo em português, como regularidade (de regular + -idade) ou efemeridade (de efémero + -idade).

A Priberam zela por incluir no léxico do FLiP termos atestados em obras de referência, nomeadamente, prontuários, vocabulários e dicionários. A ortografia de tais obras rege-se, em princípio, pelos principais textos legais em vigor para a norma europeia (sobretudo o Acordo Ortográfico de 1945 e o Acordo Ortográfico de 1990), respeitando a tradição lexicográfica portuguesa. A inclusão de novos vocábulos, seja por sugestão de utilizadores, seja por pesquisas em corpora, quando não atestados em obras de referência, é efectuada apenas se a sua formação respeitar as regras ortográficas e morfológicas da língua portuguesa.

pub

Palavra do dia

tu·gú·ri·o tu·gú·ri·o


(latim tugurium, -ii)
nome masculino

1. Habitação rústica. = CASEBRE, CHOÇA

2. [Figurado]   [Figurado]  Local onde alguém se pode abrigar. = ABRIGO, REFÚGIO


SinónimoSinônimo Geral: TEGÚRIO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/prensa [consultado em 24-01-2022]