Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

passear

passearpassear | v. intr. | v. tr. e pron. | v. tr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pas·se·ar pas·se·ar

- ConjugarConjugar

(passo + -ear)
verbo intransitivo

1. Caminhar a passo e sem pressa, para fazer exercício ou para distracção. = DEAMBULAR, DIVAGAR, ERRAR, VAGUEAR

2. Mover-se vagarosamente a pé ou num meio de transporte.

3. Ir de um lugar a outro por divertimento ou lazer (ex.: fomos a Braga para passear).

4. [Figurado]   [Figurado]  Mover-se ou passar devagar ou sem obstáculos (ex.: no vale, o rio passeia). = CORRER, DESLIZAR, FLUIR

5. Estar ocioso (ex.: andei a passear esta semana).

verbo transitivo e pronominal

6. Fazer ou fazer-se ver a outros (ex.: andei a passear a minha roupa nova; os manequins passearam-se elegantemente na passarela). = EXIBIR, MOSTRAR, OSTENTAR

verbo transitivo

7. Levar para um passeio (ex.: vou passear o cão).

8. Percorrer em passeio (ex.: passeámos as áleas do parque).

9. [Figurado]   [Figurado]  Dirigir, movendo brandamente (ex.: passeou o olhar sobre o papel).

10. Fazer exercício a andar, depois de ingerir alguma coisa (ex.: foi passear o almoço).


ir passear
[Informal]   [Informal]  Usa-se, geralmente no imperativo, mandar alguém embora ou dizer-lhe de forma agressiva que está a incomodar ou que não se quer conversa.

mandar passear
[Informal]   [Informal]  Despedir alguém indelicadamente e sem lhe dar atenção.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "passear" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Quando sai a passear pela Cidade, desce a Elísio de Moura, acampa cerca de hora e meia no...

Em daniel abrunheiro

Os infectados vão passear até às urnas

Em Movimento Apartid

...Mendes Linhares Prefeito Municipal ********* Morar na Travessa Manoel Miguel Souto ou por ela passear é um privilégio..

Em O VAGALUME

...do dia Anedota Diz um para o amigo: - Sempre que te vejo a passear com a tua mulher e com a tua sogra, não imaginas como fico feliz!!

Em Fonte do Lavra

ASSIM VAMOS PASSEAR E ESQUECER O MANTRA DAS

Em Reencontros
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de informar-lhes a respeito do nome "álibi" encontrado em vossa página. Consta, que "álibi" é uma palavra acentuada por ser uma palavra proparoxítona. Porém, devido ao latinismo, a mesma não apresenta nenhum tipo de acentuação. Para verificação da regra gramatical, ver MODERNA GRAMÁTICA PORTUGUESA, 37a. edição, EVANILDO BECHARA, página 92.
A palavra esdrúxula (ou proparoxítona) álibi corresponde ao aportuguesamento do latinismo alibi, que significa “em outro lugar”. O étimo latino, cuja penúltima vogal é breve, justifica a consagração desta forma com acento gráfico, sendo que o Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966) e o Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Lisboa: Âncora Editora, 2001) referem, respectivamente, que é inexacta ou incorrecta, a forma aguda (ou oxítona) alibi. A Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara (37ª ed. revista e ampliada, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002), regista a forma alibi, mas marca-a como latinismo, isto é, como forma cuja grafia é a mesma do étimo latino, não respeitando as regras ortográficas do português que obrigam à acentuação gráfica de todas as palavras esdrúxulas. O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa parece ser o único dicionário de língua portuguesa que regista a forma alibi (como palavra grave e com a correspondente transcrição fonética diferente de álibi), averbando-a em linha a seguir a álibi, como variante não preferencial (segundo as indicações da introdução dessa obra).



Li hoje uma citação de José Régio que dizia: "Um deles morreu lá dentro e ninguém 'no' foi buscar". Pergunto: por que o pronome oblíquo "o" assume nesse caso a forma "no"? Também poderia ser escrito: "...e ninguém o foi buscar"? Poderiam dar também mais algum outro exemplo do uso desse tipo de colocação especial, e como usá-la da maneira correta?
A frase Um deles morreu lá dentro e ninguém no foi buscar é equivalente a Um deles morreu lá dentro e ninguém o foi buscar, com nasalização do pronome átono o após nasal (na sílaba final de ninguém).

O pronome átono o (com as flexões -a, -os, -as) assume regularmente a forma -no (com as flexões -na, -nos, -nas) quando é antecedido de uma forma verbal terminada em nasal (ex.: levem + o = levem-no), normalmente -am, -em, -ão ou -õe (ex.: limpam-no, limpem-no, dão-nos, põe-na, põem-nos).

Este comportamento acontece também, mas não como regra, antes num registo de língua considerado popular, em contextos com o pronome átono antecedido de nasal, nomeadamente em advérbios como não, bem ou pronomes como alguém, ninguém, quem (ex.: espero não na ver; ninguém no sabe; quem nas viu não disse nada).

pub

Palavra do dia

tu·gú·ri·o tu·gú·ri·o


(latim tugurium, -ii)
nome masculino

1. Habitação rústica. = CASEBRE, CHOÇA

2. [Figurado]   [Figurado]  Local onde alguém se pode abrigar. = ABRIGO, REFÚGIO


SinónimoSinônimo Geral: TEGÚRIO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/passear [consultado em 24-01-2022]