Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
micarmicar | v. tr. | v. intr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

mi·car mi·car
(mico + -ar)
verbo transitivo

1. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Olhar insistentemente e de forma interessada para algo ou alguém (ex.: ando a micar aquele carro; o tipo micava a mulher descaradamente). = GALAR

verbo intransitivo

2. [Jogos]   [Jogos]  Fazer mico (no jogo).

3. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Não ser bem-sucedido; não ter sucesso. = FRACASSAR, GORAR

4. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   [Economia]   [Economia]  Ficar na posse de acção ou título desvalorizados.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de auxílio quanto ao uso correto do verbo assistir. Por exemplo, a frase assistir ao filme está correta ou devo dizer assistir o filme. Assistir ao doente ou assistir o doente?
De acordo com os dicionários e gramáticas de língua portuguesa, o verbo assistir, na acepção “ser espectador”, é usado como transitivo indirecto, isto é, selecciona objectos indirectos regidos pela preposição a. Assim sendo, a frase assistir ao filme é considerada a mais correcta. No português do Brasil, é possível encontrar usos deste verbo, neste sentido, como transitivo directo, pelo que a frase assistir o filme é muito frequente, apesar de não ser considerada preferencial por dicionários e gramáticas.

Na acepção “prestar auxílio médico”, o verbo assistir não se usa com a preposição a, visto que apenas selecciona objectos directos não regidos por preposição, daí que a frase correcta seja, neste caso, assistir o doente.




A língua portuguesa a partir deste ano não seria unificada? As palavras não seriam igualmente escritas em todos os países que têm como língua mãe o português?
O que está em discussão quando se fala do Acordo Ortográfico (cuja entrada em vigor e período de transição têm datas variáveis consoante cada país) não é uma unificação da língua, mas uma "ortografia unificada" (cf. primeiro parágrafo do Acordo Ortográfico de 1990).

A linguagem escrita, contrariamente à linguagem oral, não é adquirida por exposição a textos escritos, antes resulta de aprendizagem, isto é, de alfabetização. Através de processos de repetição, de leitura e de memorização há uma aprendizagem formal, geralmente institucionalizada, da representação gráfica da oralidade. Tal representação obedece a regras convencionadas, algumas das quais adquiridas de forma explícita. A ortografia é então apenas uma parte da língua, a mais convencionada e menos natural, que corresponde à forma gráfica que a língua assume nos seus suportes escritos.

O Acordo Ortográfico pretende uniformizar, de alguma forma, a ortografia da língua portuguesa, mas este texto legal não pretende neutralizar as variadíssimas diferenças e variantes entre as variedades do português, principalmente no que diz respeito ao léxico, à fonética ou à sintaxe. Mesmo a nível ortográfico, há diferenças, principalmente entre a norma brasileira e a norma portuguesa, que não estão previstas e não são resolvidas pelo Acordo Ortográfico, nomeadamente aquelas que resultam da tradição lexicográfica (i.e., o registo das palavras nos dicionários, ao longo de muitos anos) diferente em Portugal e no Brasil (ex.: alforge, beringela, connosco ou missanga na norma europeia e alforje, berinjela, conosco ou miçanga na norma brasileira).


pub

Palavra do dia

qua·dri·a·la·do qua·dri·a·la·do
(quadri- + alado)
adjectivo
adjetivo

Que tem quatro asas (ex.: insecto quadrialado).

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/micar [consultado em 09-07-2020]