Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

meta

metameta | n. f.
meta-meta- | pref.
1ª pess. sing. pres. conj. de metermeter
3ª pess. sing. imp. de metermeter
3ª pess. sing. pres. conj. de metermeter
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

me·ta |é|me·ta |é|


(latim meta, -ae, cone, pirâmide, objecto cónico, marco, baliza)
nome feminino

1. Poste ou sinal que marca o ponto onde termina uma corrida (ex.: o cavalo chegou à meta exausto; os dois atletas cortaram a meta quase ao mesmo tempo).

2. Aquilo que se pretende alcançar ou atingir (ex.: as metas da empresa foram cumpridas). = ALVO, FIM, MIRA, OBJECTIVO, PROPÓSITO

3. [Brasil]   [Brasil]   [Desporto]   [Esporte]  Espaço delimitado, geralmente provido de rede, onde a bola deve entrar para que seja golo, em desportos como andebol, futebol ou hóquei. (Equivalente no português de Portugal: baliza.)Ver imagem = GOL

4. Aquilo que constitui um ponto ou um valor que não deve ser ultrapassado (ex.: a meta de endividamento foi ultrapassada). = BALIZA, LIMITE, MARCO

5. Momento final de uma extensão temporal (ex.: a meta da vida). = FIM, LIMITE, TERMO


meta- meta-


(grego metá, no meio de, entre, com)
prefixo

1. Indica posição posterior (ex.: metacarpo).

2. Exprime a noção de mudança (ex.: metafonia).

3. Exprime a noção de transcendência (ex.: metafísica).

4. Exprime a noção de reflexão sobre si (ex.: metalinguagem).

Nota: Nunca é seguido de hífen (ex.: metaaprendizagem; metaistória).

Ver também resposta às dúvidas: meta- e metainformação e meta- antes e depois do Acordo Ortográfico.

me·ter |ê|me·ter |ê|

- ConjugarConjugar

(latim mitto, -ere, lançar, deixar ir, soltar, deixar de lado, omitir, enviar, mandar)
verbo transitivo

1. Pôr dentro.

2. Fazer entrar.

3. Encerrar.

4. Fechar.

5. Esconder.

6. Incluir.

7. Introduzir.

8. Internar.

9. Mandar para.

10. Causar, fazer inspirar (ex.: essa história mete raiva e dó ao mesmo tempo).

11. Encolher, franzir.

12. Apertar.

13. Não alargar tanto.

14. Admitir, empregar.

15. Dar o ofício de.

verbo intransitivo

16. Entrar.

verbo pronominal

17. Introduzir-se.

18. Ingerir-se.

19. Dar-se, dedicar-se.

20. Atrever-se.


meter a sua colherada
Dizer algo a propósito.

meter num chinelo
Suplantar.

meter os dedos pelos olhos
Querer negar o que é evidente.

meter-se à cara
Mostrar-se, procurar chamar a atenção.

meter-se consigo
Não se intrometer onde não é chamado.

meter-se nas encolhas
Retrair-se, calar-se.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "meta" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Segundo o CEO da Meta , a

Em Caderno B

"E óbvio que tiramos como meta a ampliação desse movimento político..

Em Caderno B

para projetos de investigação Os avatares da Meta ..

Em A RODA

Dada a ameaça de interrupção do abastecimento de gás russo, a Comissão fixou uma meta de 15% para a redução do consumo dos clientes individuais e industriais dos 27...

Em www.ultraperiferias.pt

Por se tratar de verba remanejada, a liberação dos recursos não impactará a meta de déficit

Em www.rafaelnemitz.com
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Nesta locução latina, qual das formas está correta: "status quo" ou "statu quo"?
A grafia correcta, atestada pelos principais dicionários de língua portuguesa, é statu quo e significa “o estado das coisas em determinado momento”. Esta locução, que se fixou por influência da área diplomática, é redução da expressão latina in statu quo ante que significa “no estado em que se encontrava antes”.

Em português (e em outros idiomas como o francês ou o espanhol), a locução statu quo perdeu o valor adverbial latino e adquiriu valor de substantivo (ex.: A manifestação não representa uma ruptura do statu quo), o que pode estar na origem do aparecimento da forma status quo.

Em latim (e noutras línguas declináveis, como o alemão ou o russo) as funções sintácticas são assinaladas morfologicamente: as diferentes desinências da palavra indicam se ela está a ser usada na posição de sujeito (através do caso nominativo, como em status), de complemento directo (através do caso acusativo, como em statum), de complemento indirecto (através do caso dativo, como em statui), de complemento circunstancial (através do caso ablativo, como em statu), etc. Assim, como a locução passou a ter valor de substantivo, a forma status quo, difundida maioritariamente pelo inglês, e considerada preferencial apenas pelo Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Curitiba: Positivo, 2004), transmitiria essa mudança de significado, já que statu significa “no estado” e não “o estado”. Esta justificação é questionável porque (i) estamos perante a redução de uma outra locução latina, em que há exigência de ablativo após a preposição latina in (“em”), e porque (ii) existem outros casos de palavras e expressões latinas que se fixaram como substantivos no português com a forma de casos que não o nominativo. Exemplos disso são a expressão anno Domini (literalmente, “no ano do Senhor”) que se usa para referir a era cristã, sendo composta pelo ablativo de annus “ano” e pelo genitivo de dominus “senhor”, bem como a palavra quórum, de quorum, genitivo masculino plural do pronome relativo qui, quae, quod “que”.

A locução statu quo não deve porém ser confundida com a palavra isolada status, que significa (i) “estatuto” (ex.: A categoria do trabalhador corresponde ao seu status na empresa) e (ii) “prestígio” (ex.: Exibia nas festas os símbolos do status recém-adquirido por casamento).




Gostaria de saber qual a forma ou formas correctas de expressar a seguinte ideia: Parece estares bem ou Pareces estar bem?
O verbo parecer usa-se como um auxiliar modal em construções que exprimem aparência, e nesse caso deve concordar com o sujeito, quer ele esteja expresso (Tu pareces estar bem) ou subentendido (Pareces estar bem). Isto acontece porque, quando há uma construção com um verbo auxiliar, é este que tem as marcas de tempo, modo ou pessoa. Se se pretendesse usar outro tempo verbal, por exemplo o Imperfeito do Indicativo (Parecias estar bem nesse dia), ou outra pessoa gramatical, por exemplo a terceira pessoa do plural ([eles] Parecem estar bem), essas marcas de tempo ou pessoa estariam no verbo que funciona como verbo auxiliar (parecer).
Há, no entanto, outra construção do verbo parecer, já não como auxiliar modal mas como verbo pleno, assumindo as marcas de tempo, modo e pessoa, que explica a construção Parece estares bem, semelhante à construção Parece que estás bem. Nestes dois exemplos, o sujeito do verbo parecer já não é a segunda pessoa do singular (tu), mas sim a oração integrante infinitiva (Estares bem parece) ou conjuncional (Que estás bem parece).
Em suma, as duas construções estão correctas, sendo que a construção Parece estares bem é menos usada e por vezes considerada de uso formal ou literário (por exemplo, na edição portuguesa do Dicionário Houaiss, do Círculo de Leitores).

pub

Palavra do dia

lha·nu·ra lha·nu·ra


(lhano + -ura)
nome feminino

1. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Qualidade do que é sincero, despretensioso ou amável. = LHANEZA

2. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Superfície plana. = PLANURA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/meta [consultado em 12-08-2022]