PT
BR
Pesquisar
Definições



meta

A forma metapode ser [primeira pessoa singular do presente do conjuntivo de metermeter], [terceira pessoa singular do imperativo de metermeter], [terceira pessoa singular do presente do conjuntivo de metermeter], [nome feminino] ou [prefixo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
meta-meta-


prefixo

1. Indica posição posterior (ex.: metacarpo).

2. Exprime a noção de mudança (ex.: metafonia).

3. Exprime a noção de transcendência (ex.: metafísica).

4. Exprime a noção de reflexão sobre si (ex.: metalinguagem).

etimologiaOrigem etimológica:grego metá, no meio de, entre, com.
Nota: Nunca é seguido de hífen (ex.: metaaprendizagem; metaistória).
metameta
|é| |é|
( me·ta

me·ta

)
Imagem

BrasilBrasil

DesportoEsporte

Espaço delimitado, geralmente provido de rede, onde a bola deve entrar para que seja golo, em desportos como andebol, futebol ou hóquei. (Equivalente no português de Portugal: baliza.)


nome feminino

1. Poste ou sinal que marca o ponto onde termina uma corrida (ex.: o cavalo chegou à meta exausto; os dois atletas cortaram a meta quase ao mesmo tempo).

2. [Figurado] [Figurado] Aquilo que se pretende alcançar ou atingir (ex.: as metas da empresa foram cumpridas). = ALVO, FIM, MIRA, OBJECTIVO, PROPÓSITO

3. Aquilo que constitui um ponto ou um valor que não deve ser ultrapassado (ex.: a meta de endividamento foi ultrapassada). = BALIZA, LIMITE, MARCO

4. Momento final de uma extensão temporal (ex.: a meta da vida). = FIM, LIMITE, TERMO

5. [Brasil] [Brasil] [Desporto] [Esporte] Espaço delimitado, geralmente provido de rede, onde a bola deve entrar para que seja golo, em desportos como andebol, futebol ou hóquei. (Equivalente no português de Portugal: baliza.)Imagem = GOL

etimologiaOrigem etimológica:latim meta, -ae, cone, pirâmide, objecto cónico, marco, baliza.
metermeter
|ê| |ê|
( me·ter

me·ter

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Pôr dentro.

2. Fazer entrar.

3. Encerrar.

4. Fechar.

5. Esconder.

6. Incluir.

7. Introduzir.

8. Internar.

9. Mandar para.

10. Causar, fazer inspirar (ex.: essa história mete raiva e dó ao mesmo tempo).

11. Encolher, franzir.

12. Apertar.

13. Não alargar tanto.

14. Admitir, empregar.

15. Dar o ofício de.


verbo intransitivo

16. Entrar.


verbo pronominal

17. Introduzir-se.

18. Ingerir-se.

19. Dar-se, dedicar-se.

20. Atrever-se.


meter a sua colherada

Dizer algo a propósito.

meter num chinelo

Suplantar.

meter os dedos pelos olhos

Querer negar o que é evidente.

meter-se à cara

Mostrar-se, procurar chamar a atenção.

meter-se consigo

Não se intrometer onde não é chamado.

meter-se nas encolhas

Retrair-se, calar-se.

etimologiaOrigem etimológica:latim mitto, -ere, lançar, deixar ir, soltar, deixar de lado, omitir, enviar, mandar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "meta" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Poderiam esclarecer o feminino de chimpanzé? Seria a chimpanzé ou o chimpanzé fêmea?
A palavra chimpanzé é um epiceno, isto é, um substantivo que tem apenas um género (masculino ou feminino) para designar um animal, seja ele macho ou fêmea. Sempre que é necessário referir o sexo dos animais, usa-se as palavras macho ou fêmea pospostas ao nome do animal. Por este motivo, o feminino de chimpanzé deverá ser o chimpanzé fêmea. Se se tratasse de girafa, o masculino seria a girafa macho.

Além de chimpanzé, são também exemplos de epiceno palavras como falcão, girafa, melga ou tigre.




Tenho uma dúvida acerca de uma conjugação perifrástica. Para exprimir a necessidade ou obrigatoriedade de praticar uma acção utiliza-se ter que ou ter de? Ou estão ambos correctos?
Em termos semânticos, as duas construções são usadas para designar a necessidade ou obrigatoriedade (e estão registadas em dicionários, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências/Verbo, na edição portuguesa do Dicionário Houaiss, do Círculo de Leitores ou no Dicionário Aurélio, da Ed. Nova Fronteira). No entanto, a construção ter que é considerada por vezes como uma construção menos indicada, talvez por ser mais recente na língua.