PT
BR
Pesquisar
Definições



encabeçado

A forma encabeçadopode ser [masculino singular particípio passado de encabeçarencabeçar] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
encabeçadoencabeçado
( en·ca·be·ça·do

en·ca·be·ça·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que lavra por sua conta e risco.

2. Que está anexo a.

3. Que está sob uma autoridade superior.

4. Que se apresenta com boa espiga.

5. [Carpintaria] [Carpintaria] Diz-se das tábuas que estão metidas ao comprido noutras atravessadas.


monte encabeçado

O que tem casas nas eminências.

encabeçarencabeçar
( en·ca·be·çar

en·ca·be·çar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Pôr (a um escrito) as fórmulas do princípio.

2. Unir (duas coisas) pelo topo.

3. Encaixar os topos de uma tábua noutras tábuas transversais.

4. Tornar (um prédio) cabeça de morgado.

5. Deferir a herança de.

6. Dar posse de (prédios) a alguém.

7. Fazer as matrizes; recensear os contribuintes.

8. [Figurado] [Figurado] Meter em cabeça, persuadir; convencer de.

9. [Técnica] [Técnica] Pôr rostos e solas (a um calçado); remontar.

10. Remendar, pondo pedaços novos nos extremos.

11. [Marinha] [Marinha] Remendar as velas coçadas.


verbo intransitivo

12. Tornar-se rijo (o casco do cavalo).


verbo pronominal

13. Alistar-se, fazer-se inscrever como contribuinte.

Auxiliares de tradução

Traduzir "encabeçado" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Poderiam esclarecer o feminino de chimpanzé? Seria a chimpanzé ou o chimpanzé fêmea?
A palavra chimpanzé é um epiceno, isto é, um substantivo que tem apenas um género (masculino ou feminino) para designar um animal, seja ele macho ou fêmea. Sempre que é necessário referir o sexo dos animais, usa-se as palavras macho ou fêmea pospostas ao nome do animal. Por este motivo, o feminino de chimpanzé deverá ser o chimpanzé fêmea. Se se tratasse de girafa, o masculino seria a girafa macho.

Além de chimpanzé, são também exemplos de epiceno palavras como falcão, girafa, melga ou tigre.




Gostaria de saber qual destas frases está correcta e porquê: a) Se eu fosse rico, ofereceria-lhe... b) Se eu fosse rico, oferecer-lhe-ia...
Quando utiliza um pronome clítico (ex.: o, lo, me, nos) com um verbo no futuro do indicativo (ex. oferecer-lhe-ei) ou no condicional, também chamado futuro do pretérito, (ex.: oferecer-lhe-ia), deverá fazer a mesóclise, isto é, colocar o pronome clítico entre o radical do verbo (ex.: oferecer) e a terminação que indica o tempo verbal e a pessoa gramatical (ex.: -ei ou -ia). Assim sendo, a frase correcta será Se eu fosse rico, oferecer-lhe-ia...

Esta colocação dos pronomes clíticos é aparentemente estranha em relação aos outros tempos verbais, mas deriva de uma evolução histórica na língua portuguesa a partir do latim vulgar. As formas do futuro do indicativo (ex.: oferecerei) derivam de um tempo verbal composto do infinitivo do verbo principal (ex.: oferecer) seguido de uma forma do presente do verbo haver (ex.: hei), o que corresponderia hipoteticamente, no exemplo em análise, a oferecer hei. Se houvesse necessidade de inserir um pronome, ele seria inserido a seguir ao verbo principal (ex.: oferecer lhe hei). Com as formas do condicional (ex. ofereceria), o caso é semelhante, com o verbo principal (ex.: oferecer) seguido de uma forma do imperfeito do verbo haver (ex.: hia < havia), o que corresponderia hipoteticamente, no exemplo em análise, a oferecer hia e, com pronome, a oferecer lhe hia.

É de notar que a reflexão acima não se aplica se houver alguma palavra ou partícula que provoque a próclise do clítico, isto é, a sua colocação antes do verbo (ex.: Jamais lhe ofereceria flores. Sei que lhe ofereceria flores).