PT
BR
Pesquisar
Definições



mal-afeiçoado

A forma mal-afeiçoadopode ser [masculino singular de afeiçoadoafeiçoado], [masculino singular particípio passado de afeiçoarafeiçoar] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
mal-afeiçoado1mal-afeiçoado1
( mal·-a·fei·ço·a·do

mal·-a·fei·ço·a·do

)


adjectivoadjetivo

Que não tem afeição por. = DESAFEIÇOADOAFEIÇOADO, APEGADO

etimologiaOrigem etimológica:mal- + afeiçoado, apegado.
mal-afeiçoado2mal-afeiçoado2
( mal·-a·fei·ço·a·do

mal·-a·fei·ço·a·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que tem más feições. = FEIO

2. Que tem inclinação para o mal.

etimologiaOrigem etimológica:mal- + afeiçoado, com feição.
afeiçoar1afeiçoar1
( a·fei·ço·ar

a·fei·ço·ar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e pronominal

Fazer sentir ou sentir afeição por.

etimologiaOrigem etimológica:afeição + -ar.
afeiçoado1afeiçoado1
( a·fei·ço·a·do

a·fei·ço·a·do

)


adjectivoadjetivo

Que tem afeição a alguém ou a alguma coisa; que se afeiçoou. = APEGADO

etimologiaOrigem etimológica:particípio de afeiçoar, sentir afeição.
afeiçoar2afeiçoar2
( a·fei·ço·ar

a·fei·ço·ar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Dar feição a. = MOLDAR


verbo transitivo e pronominal

2. Tornar(-se) mais perfeito. = APERFEIÇOAR, APRIMORAR

3. Tornar(-se) adequado. = ACOMODAR, ADAPTAR

etimologiaOrigem etimológica:a- + feição + -ar.
afeiçoado2afeiçoado2
( a·fei·ço·a·do

a·fei·ço·a·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que tem certa feição ou a que se deu determinada forma (ex.: monólito afeiçoado).

2. Inclinado a certas ideias ou sistemas.

3. Que se adaptou ou apropriou. = ADAPTADO, APROPRIADO

etimologiaOrigem etimológica:particípio de afeiçoar, dar feição.


Dúvidas linguísticas



As palavras segmentos e seguimentos têm o mesmo significado? Ambas podem ser empregadas na seguinte frase: ... em cooperação com outros seguimentos [ou segmentos?], tais como órgãos públicos, universidades?
As palavras segmentos e seguimentos (que se pronunciam de modo semelhante no português do Brasil, mas não no de Portugal) não são sinónimas, ou seja, não têm o mesmo significado, como pode verificar seguindo as respectivas hiperligações para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Como tal, na frase que refere, a palavra que deve ser usada é segmentos, designando “sectores” (...em cooperação com outros segmentos, tais como órgãos públicos, universidades).



Porque escrevemos Henrique com um r e não dois rr? Qual a regra?
A ortografia é um conjunto de regras convencionadas e, na maioria das vezes, é o utilizador da língua que mais lê e mais consulta obras de referência, como dicionários, prontuários e afins, que melhor conhece essas regras e que melhor escreve. Há, no entanto, algumas indicações úteis, no caso da letra r:

a) O erre simples (r) representa o som [R] (consoante vibrante velar) em início de palavra (ex.: rasar, régua, rua), a seguir a uma vogal nasal (ex.: Henrique, honra, tenro), ou em início de sílaba a seguir a uma consoante (ex.: israelita, melro).

b) O erre simples (r) representa o som [r] (consoante vibrante alveolar) em contexto intervocálico, antecedido de vogal oral (ex.: cara, puro), nos grupos consonânticos br, cr, dr, fr, gr, pr, tr e vr (ex.: abrir, credo, coldre, fraco, grua, imprimir, latrina, nevrose), ou em final de sílaba (ex.: cargo, partir, querer, surto); o erre simples nunca representa o som [r] em início de palavra.

c) O erre dobrado (rr) representa sempre o som [R] e apenas em contextos intervocálicos (ex.: barra, errado, mirra, socorro, urro), nunca em início de palavra ou depois de consoante.