Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

lacrar

lacrarlacrar | v. tr. | v. tr. e intr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

la·crar la·crar

- ConjugarConjugar

(lacre + -ar)
verbo transitivo

1. Fechar com lacre (ex.: lacrar um envelope; lacrar uma urna).DESLACRAR

2. [Brasil]   [Brasil]  Colocar selo legal lacrado para regularizar a matrícula de um veículo (ex.: lacrar placa de moto).

verbo transitivo e intransitivo

3. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Destacar-se por ser ou fazer algo com excelência, qualidade ou sucesso; ser incrível (ex.: a resposta lacrou o debate; com esse elenco, o filme promete lacrar). = ARRASAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "lacrar" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Nisso tudo entra o Zero-Um para ofender Renan e lacrar entre o gado

Em www.tonygoes.com.br

...começou às 10 horas de ontem, quando vários funcionários da Prefeitura se puseram a lacrar os imóveis da principal artéria de Manaus, construindo ao redor dos postos de gasolina...

Em catadordepapeis.blogspot.com

...na terça-feira (2) o posto fiscal da PMA situado na BR-262, em Miranda, para lacrar algumas espécies que havia capturado no Rio Paraguai, em Corumbá..

Em Caderno B

Mas, o diretor consegue mostrar isso sem querer lacrar gratuitamente..

Em na cova do leao

...caso de uso de bebedouros de pressão, os locais deverão observar os seguintes critérios: lacrar as torneiras a jato

Em Caderno B
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Em expressões como não análise, não excedente, não conhecimento, não aceitação, não provimento, etc., quando deve ser utilizado, ou não, o hífen?
A utilização do hífen em casos semelhantes aos apresentados é possível e até muito usual.

A palavra não, por se tratar de um advérbio, é uma palavra invariável usada geralmente para modificar um verbo (ex.: não comi), um adjectivo (ex.: pessoa não competente), outro advérbio (ex.: agindo não eficazmente) ou uma frase (ex.: não podemos deixar-nos adormecer) mas em geral não modifica substantivos. Por este motivo, é comum ligar este advérbio por hífen a um substantivo que se lhe segue, mas tal procedimento não é obrigatório, nem é regulado por qualquer indicação nos textos legais em vigor para a língua portuguesa.

O que é dito sobre o hífen no Acordo Ortográfico de 1945 (válido para o português europeu, mas muito semelhante ao que é dito no Formulário Ortográfico de 1943, válido para o português do Brasil) é bastante vago e nada esclarecedor sobre este assunto: “Emprega-se o hífen nos compostos em que entram, foneticamente distintos (e, portanto, com acentos gráficos, se os têm à parte), dois ou mais substantivos, ligados ou não por preposição ou outro elemento, um substantivo e um adjectivo, um adjectivo e um substantivo, dois adjectivos ou um adjectivo e um substantivo com valor adjectivo, uma forma verbal e um substantivo, duas formas verbais, ou ainda outras combinações de palavras, e em que o conjunto dos elementos, mantida a noção da composição, forma um sentido único ou uma aderência de sentidos.” (Base XXVIII [sublinhado nosso]).

O Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada a este respeito.

O uso do hífen coloca então muitas dúvidas aos utilizadores da língua, pois não obedece geralmente a critérios lógicos, mas antes a convenções e muitas vezes é justificado devido à tradição de registo em dicionários de língua que funcionam como referência. Neste âmbito, surgem em muitos dicionários entradas com o elemento não- seguido de adjectivos, substantivos e verbos, mas como, em teoria, qualquer palavra de uma destas classes poderia ser modificada pelo advérbio não, o registo de todas as formas possíveis seria impraticável e de muito pouca utilidade para o consulente.

Em conclusão, podemos afirmar que o uso do hífen é possível para ligar o advérbio não a um substantivo; o uso do hífen para ligar o advérbio não a classes que são habitualmente modificadas por advérbios (verbos, adjectivos, advérbios) parece ser desnecessário, dadas as características da classe adverbial, mas nada o impede.




Numeração ordinal: numa série de dois mil e trezentos blocos, que lugar ocupa o último bloco? Será o dumilésimo tricentésimo lugar?
A numeração ordinal a partir de 2000 utiliza frequentemente numerais cardinais para quantificar os milésimos (2000º = dois milésimo, 3000ª = três milésima, 11000º = onze milésimo). Adicionalmente, é também possível, como afirma Evanildo BECHARA em Moderna Gramática Portuguesa (Rio de Janeiro: Lucerna, 2002, pp. 206-209), formar estes numerais utilizando ordinais para quantificar os milésimos, se se tratar de um número "redondo", isto é, sem outro algarismo além do zero nas unidades, dezenas e centenas (2000º = segundo milésimo, 3000ª = terceira milésima, 11000º = décimo primeiro milésimo).

Não obstante, o Dicionário Houaiss regista alguns numerais ordinais sintéticos relativos a números acima de 1999, utilizando cultismos formados a partir de prefixos latinos: 2000º = bismilésimo, 3000º = termilésimo, 4000º = quatermilésimo, 5000º = quinquiesmilésimo, 6000º = sexiesmilésimo, 7000º = septiesmilésimo, 8000º = octiesmilésimo, 9000º = noviesmilésimo, 10000º = deciesmilésimo. Para todos estes numerais, o dicionário observa que são usualmente substituídos pela locução com o numeral cardinal seguido de milésimo (segundo milésimo, terceiro milésimo, quarto milésimo, quinto milésimo, sexto milésimo, sétimo milésimo, oitavo milésimo, nono milésimo, décimo milésimo).

As indicações acima são válidas também para os ordinais correspondentes a milhões (2000000º = dois milionésimo ou segundo milionésimo, 3000000ª = três milionésima ou terceira milionésima, 11000000º = onze milionésimo ou décimo primeiro milionésimo).

Especificamente sobre o numeral ordinal correspondente ao número 2300 poderá então ser uma de quatro hipóteses (uma vez que o numeral ordinal correspondente a 300 pode, por sua vez, corresponder a tricentésimo ou a trecentésimo): dois milésimo tricentésimo, dois milésimo trecentésimo, bismilésimo tricentésimo ou bismilésimo trecentésimo.
A palavra dumilésimo não se encontra registada em nenhum dicionário consultado, e resulta de uma analogia com ducentésimo, o ordinal correspondente à posição 200, que deriva do latim ducenti "duzentos".

pub

Palavra do dia

za·gai·ar za·gai·ar

- ConjugarConjugar

(zagaia + -ar)
verbo transitivo

1. Arremessar zagaia, tipo de lança curta.

2. Ferir ou matar com esse tipo de lança.

verbo transitivo e intransitivo

3. [Pesca]   [Pesca]  Pescar com zagaia, tipo de engodo artificial.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/lacrar [consultado em 27-09-2021]