PT
BR
Pesquisar
Definições



inteligível

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
inteligívelinteligível
( in·te·li·gí·vel

in·te·li·gí·vel

)


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

1. Que se entende ou é fácil de ser compreendido (ex.: discurso inteligível). = ACESSÍVEL, CLARO, COMPREENSÍVELININTELIGÍVEL

2. Que se ouve bem (ex.: vozes pouco inteligíveis). = AUDÍVELININTELIGÍVEL


adjectivo de dois géneros e nome masculinoadjetivo de dois géneros e nome masculino

3. [Filosofia] [Filosofia] Que ou o que só pode ser compreendido pela inteligência, pela razão, não pelos sentidos (ex.: mundo inteligível; o bem pertence ao domínio do inteligível).SENSÍVEL

etimologiaOrigem etimológica:latim intelligibilis, -e.

Auxiliares de tradução

Traduzir "inteligível" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Na frase "aja como homem e pense como mulher", devo usar aja ou haja de agir? Qual é o correto?
Na frase que menciona, Aja como homem e pense como mulher, o termo correcto é aja, forma verbal (3ª pessoa do singular do imperativo, podendo também ser 1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil]) de agir. É uma forma homófona, i.e., lê-se da mesma maneira mas escreve-se de modo diferente de haja, forma verbal (1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil] e 3ª pessoa do singular do imperativo) de haver. Para as distinguir, talvez seja útil ter presente que pode substituir a forma aja (do verbo agir) por actue – “Aja/actue como um homem e pense como uma mulher” – e a forma haja (do verbo haver) por exista – “Haja/exista paciência!”.



Qual é o certo: obrigado por seus 75 anos ou obrigado pelos seus 75 anos?
Ambas as expressões estão correctas do ponto de vista sintáctico. Apenas se diferenciam pela existência do artigo definido masculino o (neste caso, contraído com a preposição por), cujo uso antes de pronomes ou determinantes possessivos, como seu, teu, meu ou nosso, é mais frequente no português de Portugal do que no português do Brasil.