Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

fidalgo

fidalgofidalgo | n. m. | adj.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

fi·dal·go fi·dal·go


(filho + de + algo)
nome masculino

1. Indivíduo que tem foros ou títulos de nobreza.

2. [Popular]   [Popular]  Indivíduo bem-vestido.

3. Aquele que vive dos seus rendimentos.

4. [Ictiologia]   [Ictiologia]  Género de peixes do Norte do Brasil.

5. [Ictiologia]   [Ictiologia]  Peixe (Carcharhinus obscurus) da família carcarrinídeos, de dentes muito afiados, cujo macho adulto pode atingir os 4 metros. = FAQUETA, TUBARÃO-FAQUETA, TUBARÃO-NEGRO

6. [Culinária]   [Culinária]  Doce de origem conventual, que consiste numa folha ou capa de ovo recheada com gemas de ovo e açúcar e cujas pontas são dobradas e fechadas no topo, que é depois queimado com um ferro em brasa.Ver imagem

adjectivo
adjetivo

7. Relativo à fidalguia ou à nobreza (ex.: ascendência fidalga). = NOBRE

8. Que mostra nobreza, dignidade ou generosidade (ex.: acções fidalgas; coração fidalgo). = DIGNO, GENEROSO, NOBREDESONROSO, INDIGNO

9. [Informal, Depreciativo]   [Informal, Depreciativo]  Que não quer trabalhar ou fazer grandes esforços.

10. [Informal, Depreciativo]   [Informal, Depreciativo]  Que tem gostos refinados.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "fidalgo" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Dúvidas linguísticas


Ouve-se em certos telejornais expressões como a cujo ou em cujo; contudo gostaria de saber se gramaticalmente a palavra cujo pode ser antecedida de preposição.
O uso do pronome relativo cujo, equivalente à expressão do qual, pode ser antecedido de preposição em contextos que o justifiquem, nomeadamente quando a regência de alguma palavra ou locução a tal obrigue. Nas frases abaixo podemos verificar que o pronome está correctamente empregue antecedido de várias preposições (e não apenas a ou em) seleccionadas por determinadas palavras (nos exemplos de 1 e 2) ou na construção de adjuntos adverbiais (nos exemplos de 3 e 4):

1) O aluno faltou a alguns exames. O aluno reprovou nas disciplinas a cujo exame faltou. (=O aluno reprovou nas disciplinas ao exame das quais faltou);
2) Não haverá recurso da decisão. Os casos serão julgados pelo tribunal, de cuja decisão não haverá recurso. (=Os casos serão julgados pelo tribunal, dadecisão do qual não haverá recurso);
4) Houve danos em algumas casas. Os moradores em cujas casas houve danos foram indemnizados. (=Os moradores nas casas dos quais houve danos foram indemnizados);
5) Exige-se grande responsabilidade para o exercício desta profissão. Esta é uma profissão para cujo exercício se exige grande responsabilidade. (=Esta é uma profissão para o exercício da qual se exige grande responsabilidade).




Gostaria de saber se a utilização do verbo "comer" como substantivo, em vez do mais comum "comida" pode ser considerada correcta, por exemplo nas seguintes expressões: "o comer está óptimo" ou "vou preparar o comer"
Não há nenhuma incorrecção nas frases o comer está óptimo ou vou preparar o comer, mas o substantivo comer é por vezes considerado como sendo próprio de um registo de língua informal.

Este tipo de derivação por mudança de categoria gramatical sem alteração da forma (neste caso obtém-se um substantivo a partir de um verbo) denomina-se conversão ou derivação imprópria (por não ter a junção de afixos) e é muito usual na língua (ex.: o saber não ocupa lugar, achava interessante o falar do ancião).

pub

Palavra do dia

gran·jo·li·ce gran·jo·li·ce


(granjola + -ice)
nome feminino

[Informal]   [Informal]  Acção que se destina a enganar alguém. = FAJARDICE, GRANJOLADA, INTRUJICE, PATIFARIA, VELHACARIA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/fidalgo [consultado em 07-12-2022]