PT
BR
Pesquisar
Definições



cordial

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
cordialcordial
( cor·di·al

cor·di·al

)


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

1. [Pouco usado] [Pouco usado] Relativo ao coração.

2. Que conforta o coração.

3. Que mostra afabilidade ou boa vontade (ex.: resposta cordial). = AFÁVEL, AMISTOSO

4. Que exprime o que sente e pensa. = FRANCO, SINCERO, VERDADEIRO


adjectivo de dois géneros e nome masculinoadjetivo de dois géneros e nome masculino

5. Que ou o que fortifica ou tonifica (ex.: remédio cordial; deu-lhe um cordial a beber).


nome masculino

6. [Figurado] [Figurado] Conforto.

vistoPlural: cordiais.
etimologiaOrigem etimológica:latim tardio cordialis, -e, do latim cor, cordis, coração.
iconPlural: cordiais.

Auxiliares de tradução

Traduzir "cordial" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual a forma correcta: 1) deve realçar-se que o tema... ou 2) deve-se realçar que o tema...
Para resposta à dúvida colocada, por favor consulte outra dúvida respondida sobre o mesmo assunto em posição dos clíticos em locuções verbais. Nos exemplos referidos, o verbo dever forma com o verbo realçar uma locução verbal e tem um comportamento que se aproxima do de um verbo auxiliar. Por este motivo, o clítico se poderá ser colocado depois do verbo principal (ex.: deve realçar-se), do qual depende semanticamente, ou a seguir ao verbo auxiliar (ex.: deve-se realçar). É de realçar que a posição mais consensual (e aconselhada por vários gramáticos) é a primeira, isto é, depois do verbo principal.



Tenho verificado a existência, ao longo do país , de repetição de topónimos; por exemplo: Trofa, Gondar, Bustelo. Qual é a etimologia dessas palavras?
Segundo o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa (3.ª ed., Lisboa: Livros Horizonte, 3 vol., 2003), de José Pedro Machado, o topónimo Bustelo, muito frequente em Portugal e na Galiza, talvez seja diminutivo de busto ‘campo de pastagem’. Quanto a Gondar, o autor aventa a hipótese de provir de uma hipotética forma gótica (ou goda) Gunthi-harjis ‘exército para combate’. Por fim, o topónimo Trofa é de origem obscura.