Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

comas

comacoma | n. f. | n. f. pl.
2ª pess. sing. pres. conj. de comercomer
fem. pl. de comacoma
masc. pl. de comacoma
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

co·ma |ô|co·ma |ô|2


(grego komma, -atos, pedaço, membro de frase)
nome feminino

1. [Antigo]   [Antigo]   [Gramática]   [Gramática]  Vírgula.

2. [Música]   [Música]  Diferença entre um semitom maior e outro menor.

3. [Música]   [Música]  Pausa de colcheia.


comas
nome feminino plural

4. [Gramática]   [Gramática]  Sinal ortográfico duplo («...» ou "..."). = ASPAS


co·mer |ê|co·mer |ê|

- ConjugarConjugar

(latim comedo, -ere)
verbo transitivo

1. Mastigar e engolir.

2. Dissipar.

3. Lograr.

4. Defraudar, enganar.

5. Gastar.

verbo transitivo e pronominal

6. [Informal]   [Informal]  Ter relações sexuais com. = PAPAR

verbo intransitivo

7. Tomar alimento.

8. Ter comichão.

9. Causar comichão.

10. Tirar proveito.

11. Roubar.

verbo pronominal

12. Amofinar-se, consumir-se.

nome masculino

13. Acto ou efeito de ingerir alimentos (ex.: a dentição pode perturbar o comer).

14. Aquilo que se come ou que pode ser comido (ex.: o comer está na mesa). = ALIMENTO, COMIDA

15. Refeição (ex.: a que horas é o comer?).


comer e calar
[Informal]   [Informal]  Aceitar, sem lamentos ou protestos (ex.: não é mulher para comer e calar). = RESIGNAR-SE


Ver também resposta à dúvida: verbo comer usado como substantivo.

co·ma |ô|co·ma |ô|3


(grego kóme, -es, cabeleira, folhagem)
nome feminino

1. Cabeleira.

2. Cabelo comprido.

3. Crina do cavalo.

4. Juba do leão.

5. Penas compridas que adornam a cabeça de certas aves. = PENACHO

6. Plumas do capacete. = PENACHO

7. Copa (do arvoredo).

8. [Astronomia]   [Astronomia]  Nebulosidade que circunda o núcleo de certos cometas. = CABELEIRA

9. [Ornitologia]   [Ornitologia]  Ave africana de asas vermelhas e corpo verde e negro.


co·ma |ô|co·ma |ô|1


(grego kôma, -atos, sono profundo)
nome masculino

1. [Medicina]   [Medicina]  Estado patológico em que há perda de consciência, ausência ou redução das reacções a estímulos e eventual alteração de funções vitais (ex.: coma alcoólico; coma diabético).

2. [Figurado]   [Figurado]  Ausência de reacção. = APATIA, INDIFERENÇA


coma induzido
[Medicina]   [Medicina]  Estado de inconsciência provocado por sedação farmacológica controlada por uma equipa médica.

coma irreversível
[Medicina]   [Medicina]  Estado de coma muito profundo, em que as funções vitais do paciente deixam de estar presentes.

coma cárus
[Medicina]   [Medicina]  Estado de coma profundo, em que o paciente não tem reflexos e tem as funções vitais muito perturbadas.

coma profundo
[Medicina]   [Medicina]  O mesmo que coma cárus.

coma vígil
[Medicina]   [Medicina]  Estado de coma leve, em que o paciente reage a certos estímulos.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "comas" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...motor de 12 cilindros, e os carros eram pilotados por Thierry Boutsen e Eric Comas ..

Em Continental Circus

Pelo que decretou: não comas o porco, que é teu irmão!!

Em José Cipriano Catarino

entre comas , no blogue OUTRA MARGEM em 11 de Dezembro de 2006..

Em Outra Margem

para controlar a infecção”, explica no El Mundo o investigador espanhol Iñaki Comas do Instituto de Biomedicina de Valência e membro da equipa que está a fazer...

Em VISEU, terra de Viriato.

acordo comas notícias veiculadas na Turquia, o Alanyaspor, que contratou recentemente Borja ao Braga, também por...

Em Fora-de-jogo
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Li o texto do Acordo Ortográfico de 1990 e outros textos sobre o assunto, e tomava a liberdade de perguntar qual a posição da Priberam relativamente aos prefixos sub-, ad- e ab- quando seguidos por palavra iniciada por r cuja sílaba não se liga foneticamente com o prefixo. Concretizando: sub-rogar ou subrogar; ad-rogar ou adrogar; ab-rogar ou abrogar? O Acordo, aparentemente, é omisso quanto à matéria, e já vimos opções diferentes da por vós tomada na versão 7 do FLIP.
O texto legal do Acordo Ortográfico de 1990 (base XVI) é, de facto, omisso relativamente ao uso de hífen com prefixos terminados em consoantes oclusivas (como ab-, ad- ou sub-) quando o segundo elemento da palavra se inicia por r (como em ab-rogar, ad-rogar ou sub-rogar). Para que seja mantida a pronúncia [R] (como em carro) do segundo elemento, terá de manter-se o hífen, pois os casos de ab-r, ad-r, ob-r, sob-r, sub-r e afins são os únicos casos na língua em que há os grupos br ou dr (que se podiam juntar a cr, fr, gr, pr, tr e vr) sem que a consoante seja uma vibrante alveolar ([r], como em caro ou abrir). Se estas palavras não contiverem hífen, o r ligar-se-á à consoante que o precede e passará de vibrante velar (ex.: ab[R], sub[R]) a vibrante alveolar (ex.: ab[r], sub[r]). Não se pode, por isso, alterar a fonética por causa da ortografia, nem alterar a grafia, criando uma excepção ortográfica, só porque o legislador/relator ou afim escamoteou ou esqueceu este caso. O argumento de que a opção de manter o hífen nestes casos segue o espírito do acordo pode reforçar-se se olharmos, por exemplo, para os casos dos elementos de formação circum- e pan-, onde não se criam excepções à estrutura silábica, nem à pronúncia (cf. circum-escolar e não circumescolar; pan-africano e não panafricano).
Pelos motivos expostos, a opção da Priberam é manter o hífen nos casos descritos.




Antes do acordo ortográfico escrevia desta forma a data no quadro para os meus alunos: "Terça-feira, 30 de Novembro de 2010". Depois do acordo, devo escrever a data desta forma (?): "terça-feira, 30 de novembro de 2010".
Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, deixa de haver obrigatoriedade também em Portugal de maiusculizar os nomes dos meses e das estações do ano, como já acontecia na norma brasileira.

Também não é obrigatório o uso de maiúsculas nos dias da semana, o que já era uso generalizado em Portugal, conforme o disposto na base XXXIX do Acordo Ortográfico de 1945.

No entanto, não se altera a utilização tradicional das maiúsculas em início de frase ou de quaisquer outras sequências escritas (onde é frequente a oscilação com o uso de minúsculas), como divisões ou campos de textos escritos (títulos de capítulos, secções, assunto, data, referência, etc.) ou versos, sendo por isso justificável a maiúscula no início de uma data como Terça-feira, 30 de novembro de 2010.

pub

Palavra do dia

der·máp·te·ro der·máp·te·ro


(grego dérma, -atos, pele + -ptero)
adjectivo
adjetivo

1. [Entomologia]   [Entomologia]  Relativo aos dermápteros.

nome masculino

2. [Entomologia]   [Entomologia]  Espécime dos dermápteros.


dermápteros
nome masculino plural

3. [Entomologia]   [Entomologia]  Ordem de insectos de asas curtas ou inexistentes, cujo abdómen termina em dois ganchos em forma de tenaz.


SinónimoSinônimo Geral: DERMATÓPTERO, EUPLEXÓPTERO

Confrontar: dermóptero.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/comas [consultado em 04-07-2022]