PT
BR
Pesquisar
Definições



barre

A forma barrepode ser [primeira pessoa singular do presente do conjuntivo de barrarbarrar], [terceira pessoa singular do imperativo de barrarbarrar], [terceira pessoa singular do presente do conjuntivo de barrarbarrar] ou [terceira pessoa singular do presente do indicativo de barrirbarrir].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
barrar1barrar1
( bar·rar

bar·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Fundir em barras.

2. Guarnecer com barra ou barras (ex.: barrar a saia).

3. Pôr barras ou obstáculos a impedir a passagem ou o acesso (ex.: barrar a estrada). = BARRICAR, OBSTAR, VEDARDESBLOQUEAR, DESIMPEDIR

4. Não permitir o acesso (ex.: barrar a entrada; barrar chamadas telefónicas). = BLOQUEAR, IMPEDIRDESBLOQUEAR, DESIMPEDIR

5. [Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Induzir em erro (ex.: barrar as autoridades). = ENGANAR, LUDIBRIAR

etimologiaOrigem etimológica:barra + -ar.
barrar2barrar2
( bar·rar

bar·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Revestir de barro.

2. Cobrir com substância gordurosa ou cremosa (ex.: barrar o pão com manteiga). = BESUNTAR, UNTAR

etimologiaOrigem etimológica:barro + -ar.
barrirbarrir
( bar·rir

bar·rir

)
Conjugação:unipessoal.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

Emitir barritos (ex.: o elefante barria).

etimologiaOrigem etimológica:latim barrio, -ire.

Auxiliares de tradução

Traduzir "barre" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Diz-se o meu cabelo foi corto ou o meu cabelo foi cortado?
O verbo cortar apenas admite o particípio passado cortado, pelo que, das frases que refere, a única correcta é o meu cabelo foi cortado.



Tenho verificado a existência, ao longo do país , de repetição de topónimos; por exemplo: Trofa, Gondar, Bustelo. Qual é a etimologia dessas palavras?
Segundo o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa (3.ª ed., Lisboa: Livros Horizonte, 3 vol., 2003), de José Pedro Machado, o topónimo Bustelo, muito frequente em Portugal e na Galiza, talvez seja diminutivo de busto ‘campo de pastagem’. Quanto a Gondar, o autor aventa a hipótese de provir de uma hipotética forma gótica (ou goda) Gunthi-harjis ‘exército para combate’. Por fim, o topónimo Trofa é de origem obscura.