Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

assentada

assentadaassentada | n. f.
fem. sing. part. pass. de assentarassentar
fem. sing. de assentadoassentado
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

as·sen·ta·da as·sen·ta·da


(feminino de assentado)
nome feminino

1. Tempo em que se permanece sentado.

2. [Direito]   [Direito]  Sessão de tribunal pata depoimento.

3. [Direito]   [Direito]  Auto de depoimento de testemunhas.

4. Ocasião, vez.

5. Fileira nivelada de objectos, geralmente tijolos numa construção. = FIADA

6. [Brasil]   [Brasil]  Terreno plano no alto de morro ou serra.

7. [Brasil: Amazónia]   [Brasil: Amazônia]  Alto da praia que as tartarugas preferem para desovar, por ser aí o terreno sempre seco.

8. [Brasil]   [Brasil]   [Hipismo]   [Hipismo]  Ensaio de corrida antes de os cavalos empreenderem a carreira definitiva.


de uma assentada
De uma só vez ou ao mesmo tempo (ex.: resolveu os dois problemas de uma assentada).


as·sen·tar as·sen·tar

- ConjugarConjugar

(a- + sentar)
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. [Informal]   [Informal]  Colocar(-se) sobre um assento. = SENTAR

verbo transitivo

2. Colocar sobre uma base. = APOIAR, FIRMAR, FIXAR

3. Ajustar ou dispor convenientemente (peças de máquina, etc.).

4. Tomar nota por escrito (ex.: assentou o número). = ANOTAR, APONTAR, REGISTAR

5. Definir as condições de alguma coisa. = ACERTAR, ACORDAR, COMBINAR, ESTABELECER

6. Determinar, resolver.

7. Ter como base ou fundamento (ex.: a ideia assenta em pressupostos errados).

8. Fixar-se em determinado sítio.

9. [Construção]   [Construção]  Colocar peças de um material de construção, geralmente com cimento, cola ou outro material aglutinante (ex.: assentar o soalho; assentar tijolos).

10. [Informal]   [Informal]  Aplicar sobre uma superfície (ex.: assentar verniz).

11. Fazer pressão para diminuir o volume de (ex.: assentar as costuras).

12. [Tipografia]   [Tipografia]  Bater para nivelar (ex.: assentar os caracteres).

13. [Informal]   [Informal]  Aplicar como pancada (ex.: assentou-lhe um bofetão). = DAR, PREGAR

14. Afiar e amaciar (o fio de uma lâmina), geralmente com o assentador.

verbo transitivo e intransitivo

15. Ficar justo, amoldar-se ao corpo (ex.: o vestido assenta maravilhosamente).

16. Ser apropriado. = CONDIZER, CONVIR

verbo intransitivo

17. Depositar-se sobre uma superfície ou no fundo de um recipiente (ex.: a borra assenta no decantador). = POUSAR

18. Ficar mais baixo (ex.: o cabelo assentou). = DESCAIR

19. Ganhar juízo ou maturidade (ex.: só assentou quando chegou aos 40 anos).

20. Cessar de ser estroina ou desaplicado. = ACALMAR, SERENAR, SOSSEGAR

verbo pronominal

21. Inscrever-se, alistar-se.


as·sen·ta·do as·sen·ta·do


adjectivo
adjetivo

1. Sentado.

2. Sobre uma base, situado.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "assentada" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

De uma assentada reforçamos a equipa com qualidade, livramos o Shakthar Donetsk de um ordenado oneroso e...

Em O INDEFECTÍVEL

Lê-se de uma assentada e com agrado esta “Casa Com Voz” pela informação preciosa que nos é facultada...

Em aguas do sul

Sérgio Conceição voltou a mexer, fez três substituições de uma assentada , saíram Zaidu, Grujic e Pepê, entraram Wendell, Galeno e Toni Martínez - aos...

Em Dragão até à morte. F.C.Porto, o melhor clube português

Ganhar a voz duma assentada ..

Em Ortografia do olhar

Contra as minhas expectativas, dei por mim a lê-lo praticamente de uma só assentada ..

Em intergalacticrobot
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Tenho dúvidas como se escreve: a gerente administrativa ou a gerente administrativo. Qual a forma correta?
A palavra gerente é invariável em género, mas os adjectivos e determinantes que a modificam devem flexionar tendo em conta o sexo da pessoa a que se referem. Assim, deverá escrever o gerente administrativo e a gerente administrativa.



Tenho uma dúvida: a gramática da língua portuguesa não diz que um advérbio antes do verbo exige próclise? Não teria de ser "Amanhã se celebra"?
Esta questão diz respeito a uma diferença, sobretudo no registo coloquial, entre as variedades europeia e brasileira do português, que, com a natural evolução da língua, se foram distanciando relativamente a este fenómeno linguístico. No que é considerado norma culta (portuguesa e brasileira), porém, sobretudo na escrita, e em registo formal, ainda imperam regras da gramática tradicional ou normativa, fixas e pouco permissivas.

No português de Portugal, se não houver algo que atraia o pronome pessoal átono, ou clítico, para outra posição, a ênclise é a posição padrão, isto é, o pronome surge habitualmente depois do verbo (ex.: Ele mostrou-me o quadro); os casos de próclise, em que o pronome surge antes do verbo (ex.: Ele não me mostrou o quadro), resultam de condições particulares, como as que são referidas na resposta à dúvida posição dos clíticos. Nessa resposta sistematizam-se os principais contextos em que a próclise ocorre na variante europeia do português, sendo um deles a presença de certos advérbios ou locuções adverbiais, como ainda (ex.: Ainda ontem as vi), (ex.: o conheço bem), oxalá (ex.: Oxalá se mantenha assim), sempre (ex.: Sempre o conheci atrevido), (ex.: lhes entreguei o documento hoje), talvez (ex.: Talvez te lembres mais tarde) ou também (ex.: Se ainda estiverem à venda, também os quero comprar). Note-se que a listagem não é exaustiva nem se aplica a todos os advérbios e locuções adverbiais, pois como se infere a partir de pesquisas em corpora com advérbios como hoje (ex.: Hoje decide-se a passagem à final) ou com locuções adverbiais como mais tarde (ex.: Mais tarde compra-se outra lente), a tendência na norma europeia é para a colocação do pronome após o verbo. A ideia de que alguns advérbios (e não a sua totalidade) atraem o clítico é aceite até por gramáticos mais tradicionais, como Celso Cunha e Lindley Cintra, que referem, na página 313 da sua Nova Gramática do Português Contemporâneo, que a língua portuguesa tende para a próclise «[...] quando o verbo vem antecedido de certos advérbios (bem, mal, ainda, já, sempre, só, talvez, etc.) ou expressões adverbiais, e não há pausa que os separe».

No Brasil, a tendência generalizada, sobretudo no registo coloquial de língua, é para a colocação do pronome antes do verbo (ex.: Ele me mostrou o quadro). Daí a relativa estranheza que uma frase como Amanhã celebra-se o Dia Mundial do Livro possa causar a falantes brasileiros que produzirão mais naturalmente um enunciado como Amanhã se celebra o Dia Mundial do Livro. O gramático brasileiro Evanildo Bechara afirma, na página 589 da sua Moderna Gramática Portuguesa, que «Não se pospõe pronome átono a verbo modificado diretamente por advérbio (isto é, sem pausa entre os dois, indicada ou não por vírgula) ou precedido de palavra de sentido negativo.». Contrariamente a Celso Cunha e Lindley Cintra, Bechara propõe um critério para o uso de próclise que parece englobar a totalidade dos advérbios. Resta saber se se trata de um critério formulado a partir do tendência brasileira para a próclise ou de uma extensão da regra formulada pela gramática tradicional. Estatisticamente, porém, é inequívoca a diferença de uso entre as duas normas do português.

pub

Palavra do dia

ga·do·lí·ni·o ga·do·lí·ni·o


([Johann] Gadolin, antropónimo [físico e químico finlandês, 1760-1852] + -io)
nome masculino

[Química]   [Química]  Elemento químico (símbolo: Gd), de número atómico 64, pertencente ao grupo das terras raras.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/assentada [consultado em 07-07-2022]