Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

Pesquisa por "pai" nas definições

| adv. | interj.
    Usa-se para indicar uma longa sequência ou enumeração (ex.: é uma arte que lhe foi ensinada pelo pai, que por sua vez aprendeu do pai dele e por aí fora)....

arraçar | v. tr. | v. intr.
    Sair à raça dos pais....

cuspido | adj.
    Com grande semelhança (ex.: ele é a cara do pai cuspida e escarrada)....

desfraldar | v. tr. | v. tr. e pron.
    Retirar as fraldas (ex.: os pais desfraldaram gradualmente a criança aos 2 anos)....

desterrar | v. tr. | v. pron.
    Gastar de maneira exagerada ou descontrolada (ex.: desterrou o dinheiro dos pais)....

ensinar | v. tr. | v. intr.
    Transmitir experiência, princípios ou normas de conduta a (ex.: os pais ensinaram ambos os filhos a serem independentes)....

espúrio | adj.
    Que não tem pai certo ou que não pode ser perfilhado (ex.: filho espúrio)....

fiar | v. tr. e pron. | v. tr. | v. tr. e intr.
    Ser fiador de (ex.: os pais fiaram a compra da casa do filho)....

legitimado | adj.
    Filho natural que o ulterior matrimónio dos pais legitimou....

monoparental | adj. 2 g.
    Que apenas tem a presença de um dos pais; em que apenas existe o pai ou a mãe para educar o filho ou filhos (ex.: família monoparental)....

parecido | adj.
    Que tem características comuns ou parecenças (ex.: aquelas casas são parecidas; o filho é muito parecido com o pai; este caso é parecido ao vosso; os tecidos são parecidos no padrão, mas não na cor)....

paternal | adj. 2 g.
    Relativo a ou próprio de pai (ex.: sentimento paternal)....

paterno | adj.
    Relativo ao pai ou próprio de pai....

patrilinear | adj. 2 g.
    Relativo aos parentes do lado paterno....

patrilocal | adj. 2 g.
    Relativo a patrilocalidade ou ao modo de residência de um novo casal em que os cônjuges vão habitar com a família do marido (ex.: residência patrilocal)....

pátrio | adj.
    Relativo aos pais (ex.: pátrio poder; responsabilidade pátria)....

pio | adj.
    Inclinado à piedade....

póstumo | adj.
    Nascido depois da morte do pai (ex.: filho póstumo)....

Dúvidas linguísticas


A palavra vigilidade, que tem origem na palavra vígil, tem suscitado alguma controvérsia na área em que estou envolvido. É um termo que é utilizado nalguns trabalhos de psicologia e por algumas instituições nacionais ligadas aos medicamentos (ex: INFARMED). No entanto, não encontrei a palavra nos dicionários que consultei, inclusivamente o da Priberam. Alternativamente a palavra utililizada é vigilância. Assim, gostaria de saber a vossa opinião sobre este assunto.
Também não encontrámos a palavra vigilidade registada em nenhum dos dicionários ou vocabulários consultados. No entanto, este neologismo respeita as regras de boa formação da língua portuguesa, pela adjunção do sufixo -idade ao adjectivo vígil, à semelhança de outros pares análogos (ex.: dúctil/ductilidade, eréctil/erectilidade, versátil/versatilidade). O sufixo -idade é muito produtivo na língua para formar substantivos abstractos, exprimindo frequentemente a qualidade do adjectivo de que derivam.

Neste caso, existem já os substantivos vigília e vigilância para designar a qualidade do que é vígil, o que poderá explicar a ausência de registo lexicográfico de vigilidade. Como se trata, em ambos os casos, de palavras polissémicas, o uso do neologismo parece explicar-se pela necessidade de especialização no campo da medicina, psicologia e ciências afins, mesmo se nesses campos os outros dois termos (mas principalmente vigília, que surge muitas vezes como sinónimo de estado vígil) têm ampla divulgação.




Qual das seguintes frases está correcta: "Ó meus amigos, não sejam faladores" ou "Oh meus amigos não sejam faladores"?
A resposta à sua pergunta depende daquilo que pretende exprimir; em qualquer dos casos estamos perante duas interjeições, ó e oh, como pode confirmar através de consulta no Dicionário da Língua Portuguesa On-line. Se pretende exprimir uma interpelação ou chamamento, a frase correcta só pode ser a primeira: “Ó meus amigos, não sejam faladores”. Se pretende exprimir espanto, desejo, alegria ou tristeza, então a frase correcta é a segunda, mas necessita de ajustes na pontuação: “Oh! Meus amigos, não sejam faladores.” ou “Oh, meus amigos, não sejam faladores”.

Palavra do dia

jan·ga·la·mar·te jan·ga·la·mar·te


(origem duvidosa)
nome masculino

[Brasil: Nordeste]   [Brasil: Nordeste]  Brinquedo composto por uma tábua cujas extremidades se elevam e baixam alternativamente a impulso de quem cavalga em cada uma delas. = ARRE-BURRINHO, GANGORRA, JANGALAMASTE

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/pai [consultado em 15-06-2021]