PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

entidade

matricial | adj. 2 g.

Relativo à sede de uma entidade ou organização....


Sem ser através de outra pessoa ou entidade; por si mesmo (ex.: isto tem de ser tratado pessoalmente)....


multigovernamental | adj. 2 g.

Relativo a vários governos (ex.: entidade multigovernamental)....


incluindo | prep.

Usa-se para introduzir algo que faz parte de um grupo ou de um todo (ex.: participam no evento várias entidades, incluindo pequenas e médias empresas)....


fundacional | adj. 2 g.

Relativo à fundação ou a uma fundação (ex.: princípio fundacional; entidades fundacionais)....


Limite máximo estabelecido de indivíduos ou entidades que podem ser admitidos num organismo ou instituição (ex.: houve aumento do numerus clausus nas faculdades de medicina)....


processante | adj. 2 g.

Diz-se da entidade que preside um processo (ex.: comissão processante)....


Cujo custo é partilhado com uma entidade, geralmente estatal (ex.: medicamento comparticipado)....


Que não é ou deixou de ser comparticipado; cujo custo deixou de ser partilhado com uma entidade, geralmente estatal (ex.: medicamento descomparticipado)....


entitativo | adj.

Relativo a ente ou a entidade (ex.: acto; interpretação entitativa)....


interoperacional | adj. 2 g.

Que opera ou funciona entre vários sistemas, plataformas ou entidades....


Em que há reciprocidade ou retribuição entre duas ou mais pessoas ou entidades, geralmente em relação a benefícios ou vantagens recebidos ou a receber (ex.: cumplicidade correspectiva, testamento correspectivo)....


composição | n. f.

Acordo entre pessoas ou entidades desavindas....


concerto | n. m.

Combinação entre pessoas ou entidades....


conexão | n. f.

Enlace ou vínculo entre pessoas ou entidades....


factura | n. f.

Relação de mercadorias ou bens vendidos a uma pessoa ou entidade....


pendão | n. m.

Pedaço de tecido, geralmente rectangular, cuja cor ou combinação de cores ou de figuras serve de distintivo a país, região, entidade, organização, etc....


quarentena | n. f.

Período durante o qual alguém que exerceu determinado cargo estratégico não pode exercer funções remuneradas em empresas ou organizações onde possa utilizar informação privilegiada para seu benefício ou para benefício da entidade para quem trabalha....



Dúvidas linguísticas



Devo escrever ele será analisado no terceiro dia ou ele será analisado ao terceiro dia?
Qualquer das duas frases é possível, visto que quer a preposição em (presente na contracção no) quer a preposição a (presente na contracção ao) se utilizam na expressão de valores temporais (ex.: viaja sempre em Agosto; estava a dois dias do casamento).



Qual das expressões é a correcta: de forma a ou por forma a? Caso ambas estejam correctas, qual a diferença entre elas e quando usar uma ou outra?
As duas expressões estão correctas e são locuções prepositivas sinónimas, significando ambas “para”, “a fim de” ou “de modo a” e indicando um fim ou objectivo (ex.: procedeu cautelosamente de forma a/por forma a evitar erros), sendo a locução por forma a menos usada que de forma a, como se pode verificar pela pesquisa em corpora e motores de busca na internet. Ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa.

Estas duas expressões, construídas com a preposição a, pertencem a um conjunto de locuções (do qual fazem parte de modo a ou de maneira a) cujo uso é desaconselhado por alguns puristas, com o argumento de que se trata de expressões de influência francesa, o que, neste caso, não parece constituir argumento suficiente para as considerar incorrectas. Acresce ainda que, em qualquer dos casos, locuções prepositivas como de/por forma a, de maneira a ou de modo a desempenham a mesma função da preposição para, que neste contexto introduz frases subordinadas infinitivas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para evitar erros), da mesma forma que, com alterações ao nível dos tempos verbais, as locuções conjuncionais de/por forma que, de maneira que ou de modo que desempenham a função da locução conjuncional para que, que neste contexto introduz frases subordinadas finitas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para que evitasse erros). Não parece assim haver motivo para deixar de usar umas ou outras.


Ver todas