PT
BR
Pesquisar
Definições



termo-

A forma termo-pode ser[elemento de composição], [nome masculino plural] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
termo1termo1
|ê| |ê|
( ter·mo

ter·mo

)


nome masculino

1. Limite em relação ao espaço ou ao tempo. = FIM, FINAL

2. Período, época em que se deve efectuar qualquer coisa. = PRAZO

3. Marco, baliza ou coluna, principalmente quando tem como ornamento um busto ou uma cabeça humana.

4. Espaço delimitado.

5. Zona que está à volta. = CIRCUNVIZINHANÇA, PERIFERIA

6. Lugar remoto ou longínquo. = CONFINS

7. Estado ou forma em que se encontra algo.

8. Teor ou conteúdo de algo.

9. Cada um dos constituintes ou elementos entre os quais se estabelece uma relação (ex.: termos de uma comparação, termos de uma proposição).

10. Palavra, vocábulo.

11. Registo escrito (ex.: termo de confidencialidade; termo de garantia; termo de posse; termo de responsabilidade).

12. Registo oficial da avaliação escolar (ex.: livro de termos; preencher os termos).

13. [Jurídico, Jurisprudência] [Jurídico, Jurisprudência] Qualquer declaração escrita nos autos.

14. [Matemática] [Matemática] Cada uma das quantidades que compõem uma relação, uma proporção, uma expressão algébrica.

termos


nome masculino plural

15. Comportamento ou procedimento considerado educado (ex.: fale com termos, por favor). = MANEIRAS, MODOS


a termo

Até ao fim (ex.: a primeira gravidez não chegou a termo).

Que tem um tempo de duração limitado e fixado antecipadamente (ex.: contrato a termo; ele está a termo no novo emprego). = A PRAZO

correr termos

[Jurídico, Jurisprudência] [Jurídico, Jurisprudência]  Estar em andamento, em progresso (ex.: o processo correu termos no tribunal de família e menores). = DECORRER

levar a bom termo

O mesmo que levar a termo.

levar a termo

Concluir ou chegar ao fim de (ex.: levaram a termo as negociações e conseguiram um acordo).

pôr termo a

Fazer acabar (ex.: queria pôr termo àquela situação).

etimologiaOrigem etimológica:latim terminus, -i, limite, fim.
Colectivo:Coletivo:Coletivo:nomenclatura, terminologia.
Ver também resposta à dúvida: pronúncia de termo.
termo2termo2
|é| |é|
( ter·mo

ter·mo

)
Imagem

Recipiente em que os líquidos se conservam quentes por muito tempo.


nome masculino

Recipiente em que os líquidos se conservam quentes por muito tempo.Imagem = GARRAFA TÉRMICA, GARRAFA-TERMO, TERMOS

etimologiaOrigem etimológica:grego thermós, -ê, -ón, quente.
Ver também resposta à dúvida: pronúncia de termo.
-termo-termo
|é| |é|


elemento de composição

1. Exprime a noção de calor (ex.: aerotermo).

2. Exprime a noção de temperatura (ex.: euritermo).

etimologiaOrigem etimológica:grego thérmos, -ê, -ón, quente.
termo-termo-


elemento de composição

1. Exprime a noção de calor (ex.: termoscopia).

2. Exprime a noção de temperatura (ex.: termomagnetismo).

etimologiaOrigem etimológica:grego thermós, -ê, -ón, quente.

Auxiliares de tradução

Traduzir "termo-" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Ao fazer a pesquisa do termo prescindir, observei que constava como verbo intransitivo. Pesquisei, no entanto, no dicionário Aurélio e constava como verbo transitivo. Gostaria de alertar para esse possível erro.
Apesar de, actualmente, o verbo prescindir dever ser considerado um verbo transitivo indirecto, como faz o Aurélio, a classificação mais tradicional em dicionários portugueses (diferentemente de dicionários brasileiros como o Aurélio ou o Houaiss) é classificar verbos com regência de proposições que não sejam a (como "entregar a") como intransitivos (como é o caso de "prescindir de"). Em casos semelhantes, é normal encontrar discrepâncias entre dicionários portugueses e brasileiros, sendo a classificação dos segundos geralmente mais rigorosa.



Como se pronuncia "farelo"?
Como poderá actualmente constatar no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a letra e de farelo pode ser pronunciada de duas maneiras: como é aberto ou como é fechado. Outras obras, como o Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), indicam que em Portugal a pronúncia da vogal e da palavra farelo oscila entre o som do é aberto [È], como na primeira sílaba da palavra voa, e o som do é fechado [e], como na segunda sílaba da palavra camelo. A mesma obra refere que no Brasil a palavra é pronunciada com o som de é aberto [È], sem a oscilação que ocorre em Portugal.

Ao contrário da ortografia, que é regulada por textos legais, não há critérios rigorosos de correcção linguística no que diz respeito à pronúncia, e, na maioria dos casos em que os falantes têm dúvidas quanto à pronúncia das palavras, não se trata de erros, mas de variações de pronúncia relacionadas com um dialecto (variedade de uma língua própria de uma região), um sociolecto (variedade de uma língua própria de um grupo social, etário ou profissional) ou mesmo um idiolecto (variedade de uma língua própria de um indivíduo) do falante. Alguns gramáticos preconizam determinadas indicações ortoépicas e algumas obras lexicográficas contêm indicações de pronúncia ou até transcrições fonéticas; estas indicações podem então funcionar como referência, o que não invalida outras opções que têm de ser aceites, desde que não colidam com as relações entre ortografia e fonética e não constituam entraves à comunicação.