Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pôr-do-sol

pôr-do-solpôr do sol | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pôr·-do·-sol pôr do sol


nome masculino

1. Momento do dia em que o sol desaparece no horizonte.Ver imagem = ANOITECER, CREPÚSCULO, ENTARDECER, OCASO, POENTE

2. Refeição ao entardecer; ágape vespertino.

Plural: pores do sol.Plural: pores-do-sol.

• Grafia no Brasil: pôr do sol.

• Grafia no Brasil: pôr do sol.

• Grafia em Portugal: pôr-do-sol.

• Grafia em Portugal: pôr-do-sol.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "pôr-do-sol" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

em mantos brancos, alguns carregando guarda-chuvas contra o sol escaldante do deserto, centenas realizaram o primeiro ritual do haj, que envolve andar em círculo ao redor de Kaaba, o edifício sagrado no centro da Grande Mesquita de Meca. "Louvado seja Deus. É impossível descrever meus sentimentos

Em Caderno B

executado a tiros em latrocínio em Sítio no bairro Vila Paloma. MAIO- Keno garçom, barbaramente executado a facadas, pauladas e tiros por membros do Raio A. O corpo estava em cova rasa no bairro Vale do Sol . JUNHO- Lara Passos, vítima de feminicídio no Condomínio Jubiabá, em Nova Ferradas. Lucas (Mexicano

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação

km) fora do curso. Os relatos divergem quanto ao fato de a mensagem ser ininteligível para o Voo 253A devido à estática ou se a mensagem foi recebida, mas a tripulação não teve tempo para reagir. Dois caças soviéticos MIG, pilotados por Yu. B. Alexandrov, VA Igonin, IF Evtoshenko e IK Moroz

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

mercadoria? E o sábado, para darmos pronta saída ao trigo, para diminuir medidas, aumentar pesos, e adulterar balanças, 6 dominar os pobres com dinheiro e os humildes com um par de sandálias, e para pôr à venda o refugo do trigo?' 9 Acontecerá que naquele dia, diz o Senhor Deus, farei que o sol se ponha ao

Em Blog da Sagrada Família

Quando não dormimos bem o resultado fica estampado no rosto: pele oleosa e abatida, mais as temidas olheiras. Elas surgem quando o organismo não passa por todos os estágios do sono e ocorre a dilatação dos vasos sanguíneos em redor dos olhos. Como a pele dessa região é mais fina e sensível, o inchaço e

Em Fonte do Lavra
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Tenho algumas dúvidas relativamente à posição do pronome nas seguintes estruturas gramaticais, deve dizer-se: a) gostava de o ver ou gostava de vê-lo; b) tenho o prazer de o convidar ou tenho o prazer de convidá-lo?
Nas frases apontadas, ambas as hipóteses podem ser utilizadas e nenhuma delas é considerada incorrecta. Nas hipóteses gostava de vê-lo e tenho o prazer de convidá-lo, o pronome átono o ocupa a sua posição canónica, à direita do verbo de que depende (ver e convidar, respectivamente), mas, na colocação dos clíticos, as preposições provocam geralmente a próclise, isto é, a atracção do clítico para antes do verbo (gostava de o ver e tenho o prazer de o convidar). Esta colocação proclítica é, no entanto, obrigatória quando o verbo está no infinitivo flexionado (ex.: Empresto-te o livro, mas é para o leres com atenção; Ele indignou-se por lhe omitirmos informação; e nunca *Empresto-te o livro, mas é para lere-lo com atenção; *Ele indignou-se por omitirmos-lhe informação; o asterisco indica agramaticalidade).

A descrição feita acima não se aplica à preposição a, com a qual não há geralmente atracção do clítico (ex.: Eles estavam a insultar-se; Aconselhei as crianças a reconciliarem-se; e não *Eles estavam a se insultar; Aconselhei as crianças a se reconciliarem), senão em registos dialectais do português europeu e, mais frequentemente, no português do Brasil.




Gostaria de saber se há ou não crase nestas expressões: até as 10 horas e entre as 9 e 10 horas.
Na norma brasileira, como é referido na resposta até, a presença da crase (neste caso, contracção de preposição a com o artigo as: a + as = às) a seguir à preposição até é facultativa, pois também é facultativo o uso da preposição a nesse contexto. Como tal, tanto pode escrever, por exemplo, O museu está fechado até às 10 horas como O museu está fechado até as 10 horas. A primeira hipótese, com crase, é a de uso mais corrente em Portugal, sendo a segunda mais usual no Brasil.

No caso da expressão entre as 9 e as 10 horas, a crase seria agramatical, pois a preposição entre já traduz uma noção de delimitação ou de intervalo e não necessita da preposição a, ao contrário, por exemplo, da preposição de. Daí que se escreva O evento ocorrerá entre as 9 e as 10 horas, sem crase, mas O evento ocorrerá das 9 às 10 horas (sobre este assunto, consulte também a resposta crase em intervalo temporal).

pub

Palavra do dia

cor·mo·rão cor·mo·rão


(francês cormoran)
nome masculino

[Ornitologia]   [Ornitologia]  Designação dada a várias aves aquáticas do género Phalacrocorax, de plumagem negra ou acinzentada, pescoço longo, bico comprido e recurvado e patas curtas, do tamanho aproximado de um pato. = BIGUÁ, CORVO-MARINHO, GALHETA

Plural: cormorões.Plural: cormorões.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/p%C3%B4r-do-sol [consultado em 03-07-2022]