PT
BR
Pesquisar
Definições



remissa

A forma remissapode ser [feminino singular de remissoremisso] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
remissaremissa
( re·mis·sa

re·mis·sa

)


nome feminino

1. [Jogos] [Jogos] Quantia reposta por um parceiro, no jogo do voltarete e noutros jogos.

2. Sequência de enfiamento dos fios da teia nos liços que sobem ou que descem ao mesmo tempo no tear.

3. Demora ou adiamento.


ficar de remissa

Ficar à espera ou ficar adiado.

pôr de remissa

Reservar ou deixar para mais adiante ou para mais tarde. = ENREMISSAR

etimologiaOrigem etimológica:feminino de remisso, do latim remissus, -a, -um, particípio passado de remitto, -ere, mandar para trás, repelir, reenviar.
remissoremisso
( re·mis·so

re·mis·so

)


adjectivoadjetivo

1. Que demora a fazer algo (ex.: funcionário remisso). = DEMORADO, LENTO, TARDIO, VAGAROSO

2. Que mostra negligência ou descuido (ex.: andamos remissos em relação aos nossos deveres). = DESCUIDADO, NEGLIGENTE

3. Que mostra pouca energia, actividade ou intensidade. = FROUXO, INDOLENTE


adjectivo e nome masculinoadjetivo e nome masculino

4. Que ou quem não paga o que deve ou não cumpre as suas obrigações (ex.: arrendatário remisso; o remisso foi compelido à celebração de um compromisso arbitral).

5. Que ou quem desvia dinheiro ou valores que lhe foram entregues.

etimologiaOrigem etimológica:latim remissus, -a, -um, particípio passado de remitto, -ere, mandar para trás, repelir, reenviar.


Dúvidas linguísticas



Qual a etimologia da palavra escolha? E da palavra subalternidade?
A palavra escolha deriva do verbo escolher, que, por sua vez, vem de uma forma latina hipotética *excolligere que significaria “recolher; obter”. A palavra subalternidade deriva de subalterno, por aposição de –idade, sufixo muito produtivo que exprime o conceito de “qualidade, característica”. Assim, subalternidade designa a condição, a qualidade de quem é subalterno.



Qual a forma verbal correcta nestas duas frases: "Trata-se ou Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem"?
A frase correcta é Trata-se de pessoas que não sabem o que fazem.

Neste exemplo, o verbo tratar tem um sentido próximo de “ser”, sendo indissociável do clítico se e da preposição de. A construção tratar-se de funciona como um verbo impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular, dado que é usada em frases sem sujeito. A frase *Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem é agramatical (como indica o asterisco) porque o sintagma pessoas que não sabem o que fazem, com o qual o verbo concorda, é erradamente considerado o sujeito da frase.

A construção acima descrita não deve ser confundida com o predicado verbal da frase Eles tratam-se da doença numa clínica suíça. Neste caso, o verbo tratar é usado na acepção de “curar” e concorda com o sujeito da frase (Eles).