PT
BR
Pesquisar
Definições



nicho

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
nichonicho
( ni·cho

ni·cho

)


nome masculino

1. Cavidade aberta em parede para colocação de imagem, vaso ou outros objectos (ex.: fachada decorada com arcos e nichos; duche com nicho de arrumação).

2. Divisão de estante, armário ou outro móvel (ex.: cabeceira de cama com nichos laterais).

3. [Figurado] [Figurado] Habitação pequena.

4. Área restrita apropriada para ser ocupada por determinada coisa ou pessoa (ex.: encontrar o seu nicho é fundamental; a avaliação leva em conta o nicho de especialização da empresa).

5. Parte restrita de um conjunto mais alargado, com características específicas comuns (ex.: nicho de militantes com ambições regionalistas; o festival comprova a importância deste nicho da música erudita).

6. [Economia] [Economia] O mesmo que nicho de mercado.

7. [Informal] [Informal] Cargo remunerado, de pouco ou nenhum trabalho. = SINECURA


nicho de mercado

[Economia] [Economia]  Parcela de mercado composta por um público com necessidades específicas que, geralmente, ainda são pouco exploradas ou inexistentes comercialmente (ex.: produtos e serviços para determinados nichos de mercado).

etimologiaOrigem etimológica:francês niche.

Auxiliares de tradução

Traduzir "nicho" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber se o verbo vir na frase eu não quero que eles "vão" à festa, está correto e se não qual é a forma correta.
Na frase Eu não quero que eles vão à festa está presente o verbo ir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de cá para lá, ou de um local próximo para um local mais afastado.
Se quiser utilizar o verbo vir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de lá para cá, ou de um local afastado para um local mais próximo de quem fala, deverá utilizar a forma venham.
Em ambos os casos, a frase estará correcta, pois trata-se de formas verbais no presente do conjuntivo (ou presente do subjuntivo, no português do Brasil), por fazer parte de uma oração subordinada completiva ou integrante, que é complemento directo do verbo querer. As duas frases apenas diferem no sentido dado por ser o verbo ir ou o verbo vir.




Em que situações utilizamos a conjunção e seguida da vírgula (e,)?
É importante sublinhar que o uso da vírgula, como o da pontuação em geral, é complexo, pois está intimamente ligado à decomposição sintáctica, lógica e discursiva das frases (por favor consulte a dúvida vírgula antes da conjunção e). Em termos muito gerais, pode dizer-se ainda que a vírgula se destina a ser usada com duas funções distintas: por um lado marca coordenações ou disjunções, isto é, com função idêntica às conjunções e, ou, nem (ex.: nabos, cenouras, batatas idêntico a nabos e cenouras e batatas ou a nabos ou cenouras ou batatas), por outro lado, marca um leque muito variado de estruturas sintácticas.

Especificamente sobre a questão colocada, a vírgula pode surgir depois da conjunção e se houver necessidade de ser utilizada para isolar estruturas sintácticas entre vírgulas, especialmente adjuntos adverbiais deslocados (ex.: A beterraba é usada na alimentação e, industrialmente, na produção de açúcar.) e orações intercaladas (ex.: A beterraba é usada na alimentação e, continuou o orador, na produção de açúcar.).