PT
BR
Pesquisar
Definições



lapinha

A forma lapinhapode ser [derivação feminino singular de lapalapa] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
lapinhalapinha
( la·pi·nha

la·pi·nha

)


nome feminino

1. Pequena lapa.

2. [Portugal: Açores, Madeira, Brasil] [Brasil, Portugal: Açores, Madeira] [Religião] [Religião] Nicho ou presépio que se arma nas festas de Natal e Reis.

3. [Antigo] [Antigo] Representação popular.

etimologiaOrigem etimológica:lapa + -inha, feminino de -inho.
lapalapa
( la·pa

la·pa

)
Imagem

ZoologiaZoologia

Molusco gastrópode univalve (Patella vulgata) da família dos patelídeos.


nome feminino

1. Pequena gruta ou cavidade aberta na rocha.

2. Laje que, sobressaindo, forma debaixo de si um abrigo natural.

3. [Zoologia] [Zoologia] Molusco gastrópode univalve (Patella vulgata) da família dos patelídeos.Imagem

4. [Popular] [Popular] Bofetada, tapa.

5. [Figurado] [Figurado] Pessoa impertinente, maçadora.

6. [Brasil] [Brasil] Pedaço; fatia.

etimologiaOrigem etimológica:origem pré-celta.


Dúvidas linguísticas



Em palavras como emagrecer e engordar as terminações -er e -ar são sufixos ou desinências verbais de infinitivo? Se são o último caso, essas palavras não podem ser consideradas derivações parassintéticas...ou podem?
As terminações verbais -er e -ar são compostas pela junção de -e- (vogal temática da 2.ª conjugação) ou -a- (vogal temática da 1.ª conjugação), respectivamente, à desinência de infinitivo -r. Destas duas terminações, apenas -ar corresponde a um sufixo, pois no português actual usa-se -ar para formar novos verbos a partir de outras palavras, normalmente de adjectivos ou de substantivos, mas não se usa -er. Apesar de os sufixos de verbalização serem sobretudo da primeira conjugação (ex.: -ear em sortear, -ejar em relampaguejar, -izar em modernizar, -icar em adocicar, -entar em aviventar), há alguns sufixos verbais da segunda conjugação, como -ecer. Este sufixo não entra na formação do verbo emagrecer, mas entra na etimologia de outros verbos formados por sufixação (ex.: escurecer, favorecer, fortalecer, obscurecer, robustecer, vermelhecer) ou por prefixação e sufixação simultâneas (ex.: abastecer, abolorecer, amadurecer, empobrecer, engrandecer, esclarecer).

Dos verbos que menciona, apenas engordar pode ser claramente considerado derivação parassintética, uma vez que resulta de prefixação e sufixação simultâneas: en- + gord(o) + -ar. O verbo emagrecer deriva do latim emacrescere e não da aposição de prefixo e sufixo ao adjectivo magro.




Gostaria de saber qual a associação correcta de artigos à palavra "afia" e a justificação para tal. Será "o afia" ou "a afia"?
A palavra afia, redução do nome masculino afia-lápis e sinónimo de apara-lápis, apenas se encontra registada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, estando classificada como substantivo masculino (ex: o afia tem as lâminas gastas). No entanto, pesquisas em corpora e motores de pesquisa da Internet permitem verificar que esta palavra é considerada por alguns falantes como substantivo feminino (ex.: queria comprar uma afia de plástico), o que pode ser explicado por uma regularização feita por analogia com as restantes palavras graves terminadas em -ia (ex.: academia, energia, geografia, monarquia, olaria), que são geralmente femininas.