Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
fem. pl. de guloseimaguloseima
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

gu·lo·sei·ma gu·lo·sei·ma
(guloso + -eima)
substantivo feminino

1. Predilecção ou atracção por coisas doces ou por iguarias muito escolhidas.

2. Manjar saboroso, delicado.

3. Bolo.

4. Rebuçado; doce.


SinónimoSinônimo Geral: GULODICE, GULOSICE

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "guloseimas" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Ao efectuar uma pesquisa no vosso site, deparei-me com a seguinte incoerência:
metastizado - sing. part. pass. de metastizar
metastizar - A palavra não foi encontrada
metastisar - palavra não foi encontrada. O corrector ortográfico do FLiP apresenta as seguintes sugestões: metastizar
As pesquisas no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (DPLP), cujo conteúdo é da responsabilidade da Texto Editores, são feitas com auxílio do corrector ortográfico do FLiP, que reconhece mais palavras do que aquelas que estão no DPLP. Por conseguinte, quando escreve metastizado na caixa de pesquisa, o FLiP reconhece a palavra e informa que se trata de uma forma do verbo metastizar; da mesma forma, o FLiP é capaz de corrigir ortograficamente a forma *metastisar para metastizar. No entanto, a palavra não consta da nomenclatura do DPLP, pelo que não é apresentada uma definição (caso o DPLP contivesse a palavra metastizar na sua nomenclatura, seria disponibilizada uma hiperligação para a respectiva entrada).
Em relação ao verbo metastizar, nenhum dicionário de língua portuguesa o regista, apesar de haver muitas ocorrências, nomeadamente no domínio da medicina, deste verbo e de derivados como metastização ou metastizante. O verbo deriva da palavra metástase, a cuja redução metást- se junta o sufixo verbal -izar. Este processo de formação com redução da palavra primitiva não é o mais regular, mas acontece em muitos outros casos (por exemplo, em enfatizar < enfát[ico] + -izar ou protagonizar < protagon[ista] + -izar) e pode estar também relacionado com o radical de outras palavras da mesma família (por exemplo, o adjectivo metastático, no caso de metástase).




Como se escreve e porquê: compraste ou compras-te? comoveste ou comoves-te?
A questão que nos coloca diz respeito à diferença entre 1) a forma da segunda pessoa do singular do pretérito perfeito simples do indicativo (ex.: Tu compraste muitas prendas ontem; Comoveste a senhora com a tua história) e 2) a forma da segunda pessoa do singular do presente do indicativo, seguida do pronome pessoal átono reflexo te (ex.: Tu compras-te sempre tantas prendas?; Comoves-te facilmente com qualquer filme).

Os exemplos acima indicados (compraste/compras-te e comoveste/comoves-te) são formas parónimas, isto é, escrevem-se e pronunciam-se de forma semelhante (mas não igual), tendo, porém, significados diferentes.

Uma estratégia importante para empregar correctamente estas formas diferentes é analisar o contexto em que estão inseridas. Vejamos então os contextos do indicativo de 1) e do pronome pessoal de 2):

1) O pretérito perfeito simples do indicativo é um tempo verbal usado para expor uma acção, um processo ou um estado num tempo passado acabado. Trata-se sempre, nestes casos, de uma palavra só, pois corresponde apenas a uma forma verbal (ex.: tu compraste [alguma coisa]; tu comoveste [alguém]). Do ponto de vista da pronúncia, estas formas verbais têm sempre o acento tónico da palavra na penúltima sílaba (ex.: compraste, comoveste). A construção de uma frase negativa não altera a grafia desta forma (ex.: Tu nunca compraste o jornal; tu não comoveste a audiência).

2) A forma da segunda pessoa do singular do presente do indicativo seguida do pronome pessoal reflexo te corresponde sempre a duas palavras, um verbo no presente do indicativo e um pronome pessoal da segunda pessoa, que indica que a acção recai sobre o sujeito (ex.: tu compras-te [para ti próprio] muitas prendas; tu comoves-te [a ti próprio]). Do ponto de vista da pronúncia, a forma verbal tem sempre o acento tónico na penúltima sílaba (ex.: compras, comoves), mas como há um pronome pessoal átono a seguir, é como se a construção verbo+pronome fosse uma palavra só, acentuada sempre na antepenúltima sílaba (ex.: compras-te, comoves-te). A construção de uma frase negativa altera a grafia desta forma, pois o advérbio de negação atrai o pronome para posição pré-verbal (ex.: Tu não te compras muitas prendas; tu nunca te comoves).

pub

Palavra do dia

gir gir
(Gir, topónimo [região indiana])
adjectivo e substantivo masculino
adjetivo e substantivo masculino

[Zootecnia]   [Zootecnia]  Variedade de gado de origem indiana.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/guloseimas [consultado em 19-10-2018]