Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

castor

castorcastor | n. m. | n. m. pl.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

cas·tor |ô|cas·tor |ô|


(latim castor, -oris, do grego kástor, -oros)
nome masculino

1. [Zoologia]   [Zoologia]  Mamífero roedor da América do Norte e da Europa, de patas posteriores palmiformes e cauda achatada.

2. Pêlo desse mamífero.

3. [Vestuário]   [Vestuário]   [Vestuário]  Chapéu desse pêlo.

4. Variedade de pano.

5. [Astronomia]   [Astronomia]  Estrela dupla da constelação de Gémeos.


castores
nome masculino plural

6. [Desporto]   [Esporte]  Equipa do Futebol Clube Paços de Ferreira.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "castor" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Dúvidas linguísticas


Ouve-se em certos telejornais expressões como a cujo ou em cujo; contudo gostaria de saber se gramaticalmente a palavra cujo pode ser antecedida de preposição.
O uso do pronome relativo cujo, equivalente à expressão do qual, pode ser antecedido de preposição em contextos que o justifiquem, nomeadamente quando a regência de alguma palavra ou locução a tal obrigue. Nas frases abaixo podemos verificar que o pronome está correctamente empregue antecedido de várias preposições (e não apenas a ou em) seleccionadas por determinadas palavras (nos exemplos de 1 e 2) ou na construção de adjuntos adverbiais (nos exemplos de 3 e 4):

1) O aluno faltou a alguns exames. O aluno reprovou nas disciplinas a cujo exame faltou. (=O aluno reprovou nas disciplinas ao exame das quais faltou);
2) Não haverá recurso da decisão. Os casos serão julgados pelo tribunal, de cuja decisão não haverá recurso. (=Os casos serão julgados pelo tribunal, dadecisão do qual não haverá recurso);
4) Houve danos em algumas casas. Os moradores em cujas casas houve danos foram indemnizados. (=Os moradores nas casas dos quais houve danos foram indemnizados);
5) Exige-se grande responsabilidade para o exercício desta profissão. Esta é uma profissão para cujo exercício se exige grande responsabilidade. (=Esta é uma profissão para o exercício da qual se exige grande responsabilidade).




A palavra "abrupto" não se separa da forma "a-brup-to", como se vê no vosso dicionário, mas sim da forma "ab-rup-to".
Para a forma abrupto, e apesar de esta não ser uma opinião unânime nos poucos dicionários que fazem divisão silábica para translineação, defendemos que a divisão silábica apropriada para translineação é "a-/brup-/to", pelos motivos que a seguir apontamos. À variante ab-rupto pode aplicar-se a divisão para translineação "ab-/-rup-/to".

A divisão silábica para translineação tem por base a divisão silábica, mas, ao contrário desta, é muito pouco intuitiva, pois é convencionada pelos textos legais que regulam a ortografia (o Acordo Ortográfico de 1990 ou, antes da aplicação da nova ortografia, o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil e o Acordo Ortográfico de 1945, para o português de Portugal) e pelas obras de referência, com regras bastante específicas.

Em qualquer um destes textos se diz que o grupo consonântico br (ex.: abrir) faz parte dos grupos indivisíveis (bl, br, cl, cr, dr; fl, fr, gl, gr, pl, pr, tl, tr, vr), havendo algumas excepções, essas sim, pouco claras.

Segundo o Acordo Ortográfico de 1990, na Base XX, 1.º (e também segundo Acordo Ortográfico de 1945, na Base XLVIII, 1.º, uma vez que o texto neste ponto é praticamente igual), as excepções são apenas "vários compostos cujos prefixos terminam em b ou d: ab- legação, ad- ligar, sub- lunar, etc., em vez de a- blegação, a- dligar, su- blunar, etc.". Sobre este ponto, também Rebelo Gonçalves se pronuncia no seu Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa, dizendo, em relação aos grupos consonânticos indivisíveis bl, br, pl e pr que "excepcionalmente, há sucessões de b e l e de d e l que não constituem perfeitos grupos", como serão os casos de ablegação, adligante ou sublunar, em que na translineação as consoantes deverão ficar separadas, mas sem referir outros grupos consonânticos. Já o Formulário Ortográfico de 1943, que rege a ortografia no Brasil antes da aplicação do Acordo de 1990, no ponto XV, refere que "não se separam os elementos dos grupos consonânticos iniciais de sílaba", observando em nota que "nem sempre formam grupos articulados as consonâncias bl e br: nalguns casos o l e o r se pronunciam separadamente, e a isso se atenderá na partição do vocábulo", mas os exemplos enunciados são sublingual, sub-rogar e adlegação, sendo que o único exemplo em que se separa b-r é o de uma palavra já hifenizada, o que indica uma divisão silábica que nem precisa das regras de translineação para se fazer (achamos que é também o caso da variante ab-rupto, mas não de abrupto).

pub

Palavra do dia

gran·jo·li·ce gran·jo·li·ce


(granjola + -ice)
nome feminino

[Informal]   [Informal]  Acção que se destina a enganar alguém. = FAJARDICE, GRANJOLADA, INTRUJICE, PATIFARIA, VELHACARIA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/castor [consultado em 07-12-2022]