Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

casar

casarcasar | v. tr. | v. tr., intr. e pron.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ca·sar ca·sar


(casa + -ar)
verbo transitivo

1. Unir por casamento.

2. [Brasil]   [Brasil]  Fazer uma aposta. = APOSTAR

verbo transitivo, intransitivo e pronominal

3. Unir-se por casamento.

4. [Figurado]   [Figurado]  Condizer, combinar.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "casar" para: Espanhol | Francês | Inglês

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Antes de partir, ele e sua noiva haviam concordado em se casar em privado..

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

...os avecs a chegar… E quase me esquecia, hoje é o melhor dia para casar , não se esqueçam que depois

Em www.wrestling-noticias.com

Tendo recentemente perdido a mãe, e com o pai a voltar a casar , Lily é uma miúda que precisa mesmo uma ajuda..

Em As Leituras da Fernanda

...que eram de Britt Ekland , uma modelo sueca com quem acabou por se casar ..

Em Geopedrados

Vamos casar na Primavera..

Em TEMPO CONTADO
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


O verbo intervir conjuga-se da mesma forma que o verbo vir? Sendo assim, qual é o seu particípio passado (caso tenha)?
O verbo intervir conjuga-se como o verbo vir, com a particularidade de se grafar com acento agudo na segunda e terceira pessoas do presente do indicativo (intervéns, intervém); esta particularidade é comum a todos os outros verbos derivados de vir ou do verbo latino venire (são os casos, por exemplo, de advir, avir, convir, desconvir, devir, provir, sobrevir). O particípio passado destes verbos também segue o paradigma de vir/vindo, sendo então intervindo o particípio passado de intervir (ex.: tinha intervindo brilhantemente no debate). Poderá esclarecer esta e outras dúvidas de conjugação seguindo a hiperligação para o verbo intervir no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa e clicando em seguida na opção Conjugar que se encontra imediatamente acima da definição do verbo.



Surgiu uma dúvida sobre a escrita correta: nenhuma - está correto - e nem uma - é correto também ou não se usa?

Ambas as grafias, nenhuma e nem uma, estão correctas; os seus usos e funções é que são distintos.

A palavra nenhuma pode funcionar como determinante (i.e., antes de um nome) ou como pronome (i.e., em vez de um nome) indefinido, indicando negação (1)-(2), ausência (3)-(4) ou reforço de negação (5)-(6). As frases dos números ímpares correspondem a exemplos de nenhuma como determinante, as dos números pares correspondem a exemplos de nenhuma como pronome:
(1) Nenhuma pedra será removida.
(2) Juntou várias pedras mas nenhuma foi removida.

(3) Nenhuma sócia compareceu à festa.
(4) Convidou várias pessoas mas nenhuma compareceu à festa.

(5) Não tenho nenhuma vontade de sair hoje à noite.
(6) Experimentou várias blusas, mas não gostou de nenhuma.

Ainda em posição pré-nominal, e ligada à partícula de negação não, nenhuma pode ser equivalente ao indefinido uma:
(7) Ela não é nenhuma especialista na matéria, mas sabe o que diz.

Note-se que nas frases (1) e (3) nenhuma pode ser substituída por nem uma sem perda de sentido, contrariamente ao que sucede com a frase (5), que gera uma frase agramatical (5a):
(1a) Nem uma pedra será removida.
(3a) Nem uma das sócias compareceu à festa.
(5a) *Não tenho nem uma vontade de sair.

A palavra nenhuma, em posição pós-nominal, tem ainda uma função adjectival, reforçando a negação (5b). Neste contexto, nenhuma nunca pode ser substituída por nem uma, uma vez que tal substituição produz frases agramaticais como (5c):
(5b) Não tenho vontade nenhuma de sair.
(5c) *Não tenho vontade nem uma de sair.

A expressão nem uma pode também significar “nem mesmo uma”:
(8) Nem uma escavadora conseguiria remover esta pedra!

A frase de (8) significa que nem sequer uma escavadora conseguiria remover a pedra. Se nenhuma fosse utilizada em (8), o sentido seria outro: escavadora alguma conseguiria remover a pedra.


pub

Palavra do dia

ban·ga·la·fu·men·ga ban·ga·la·fu·men·ga


(origem duvidosa)
nome masculino

[Brasil: Nordeste, Depreciativo]   [Brasil: Nordeste, Depreciativo]  Indivíduo sem valor, sem préstimo. = JOÃO-NINGUÉM, ZÉ-NINGUÉM

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/casar [consultado em 03-08-2021]