Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

carte

cartecarte | n. m.
1ª pess. sing. pres. conj. de cartarcartar
3ª pess. sing. imp. de cartarcartar
3ª pess. sing. pres. conj. de cartarcartar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

car·te car·te


(inglês kart)
nome masculino

[Automóvel]   [Automóvel]  Pequeno veículo automóvel de competição, sem caixa de velocidades, nem carroçaria ou suspensão.


car·tar car·tar

- ConjugarConjugar

(carta + -ar)
verbo transitivo

Dividir um baralho de cartas em duas ou mais partes.

pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Pittura su Tela, Carta Acquerello, Carte da Disegno Scure, Dipingere con Acquerelli e Tecniche Miste: Amazon..

Em Luiz Martins

nome do seu primeiro álbum: " Carte De Séjour" (documento de autorização de residência em França)..

Em Geopedrados

2021 - Postal editado por Edições 19 de abril. com imagem de latas de conserva concordante com selo de taxa 0,75 €, obliterado com carimbo de comemorativo "Industria Conserveira em Vila Real de Santo António" de localidade Vila Real de Santo António datada de 2021/08/10. A Secção de Colecionismo da Associação Humanitária…

Em Os Amigos da Filatelia

O jornalista Regy Carte voltou a assumir o comando da Comunicação da Câmara Municipal de Mossoró..

Em www.blogrsj.com

It’s unrealistic for managers to believe that they have carte blanche to pass along any cost increase and that

Em Balanced Scorecard
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual das seguintes frases está incorrecta? Queria um copo de água com gelo; Encomendei um colete em seda vermelha ou Vou comprar uma caixa de fósforos.
Do ponto de vista linguístico, nenhuma das frases está incorrecta, pois a preposição de pode ser usada para indicar conteúdo (ex.: copo de água, caixa de fósforos) e a preposição em pode ser usada para indicar matéria (ex.: colete em seda). A informação sobre o uso das preposições nestas expressões pode ser encontrada em obras de referência para o português, nomeadamente em dicionários gerais de língua como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Editorial Verbo, 2001) ou o Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto: Porto Editora, 2004). Alguns autores, porém, consideram inadequado o uso da preposição em para expressões que indicam matéria, alegando que se trata de galicismo.



Nas frases que se seguem estará correcta a repetição da preposição por? 1. O acordo foi assinado pelo ministro português da Agricultura e pelo seu homólogo angolano. 2. A decisão para apoiar uma candidatura comum foi igualmente aprovada pelas organizações regionais africanas, pela União Africana, pelo Conselho dos Assuntos Económicos e Sociais e pela maior parte dos governos africanos.
Nas frases referidas, a preposição por está correctamente utilizada, pois trata-se de construções passivas (foi assinado e foi aprovada são formas do pretérito perfeito de assinar e aprovar, na voz passiva). Os sintagmas introduzidos pela preposição por (nas formas pelo, pelas ou pela, resultantes da contracção com os artigos o, as ou a) correspondem ao agente da passiva. Nos exemplos acima, este agente da passiva é complexo, isto é, é constituído por duas ou mais partes coordenadas pela conjunção e:

1. O acordo foi assinado pelo ministro português da Agricultura e pelo seu homólogo angolano.
2. A decisão para apoiar uma candidatura comum foi igualmente aprovada pelas organizações regionais africanas, pela União Africana, pelo Conselho dos Assuntos Económicos e Sociais e pela maior parte dos governos africanos.

Nestes casos, a omissão da preposição pode gerar dificuldades de interpretação ou mesmo agramaticalidade.

pub

Palavra do dia

pi·chor·ra |ô|pi·chor·ra |ô|


(picho + -orra)
nome feminino

1. Pichel com bico.

2. [Portugal: Beira]   [Portugal: Beira]  Pequena cântara de barro branco, com bico.

3. [Brasil]   [Brasil]  Jogo em que os intervenientes tentam partir, de olhos vendados e com um pau, um recipiente cheio de guloseimas e prendas, pendurado acima das suas cabeças. = PINHATA

4. [Brasil]   [Brasil]  Recipiente que se enche de guloseimas e prendas, usado nesse jogo. = PINHATA

5. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Fêmea do cavalo. = ÉGUA

6. [Brasil: São Paulo]   [Brasil: São Paulo]  Falta de força ou de estímulo para agir. = INDOLÊNCIA, LASSIDÃO, PREGUIÇA

adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

7. [Brasil: São Paulo]   [Brasil: São Paulo]  Que ou quem mostra medo ou falta de coragem. = COBARDE, MEDROSO, POLTRÃOCORAJOSO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/carte [consultado em 20-10-2021]