Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

trace

tracetrace | adj. 2 g. n. 2 g.
1ª pess. sing. pres. conj. de traçartraçar
3ª pess. sing. imp. de traçartraçar
3ª pess. sing. pres. conj. de traçartraçar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

tra·ce tra·ce


adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

Trácio.


tra·çar tra·çar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Descrever, delinear.

2. Riscar, dar traços em.

3. Combinar, planear.

4. Escrever.

5. Maquinar, tramar; esboçar.

6. Descrever, representar.

7. Cruzar.

8. Roer.

9. [Informal]   [Informal]  Comer.

10. [Figurado]   [Figurado]  Consumir, gastar.

11. Ralar, afligir.

verbo intransitivo e pronominal

12. Cortar-se.

13. Ser roído pela traça.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "trace" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...distinguir elementos secundários (entre 1% e 0,1%) e elementos vestigiais ou elementos-traço (do inglês, trace -elements ) que, como o nome indica, estão representados em quantidades ínfimas..

Em sorumb

elementos-traço (do inglês, trace -elements ) que, como o nome indica, estão representados em quantidades ínfimas..

Em De Rerum Natura

Até que seja substituído, os encarregados de educação querem que a escola trace um plano alternativo, que poderia passar por aulas com supervisão de outro professor ou...

Em VISEU, terra de Viriato.

You can trace it back to Middle English, Old English, Proto-Germanic, and then Proto-Indo-European, but in each...

Em Estação Cronográfica

Will be packaged with care and shipped with Track Trace ..

Em poeirasglass
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Inseri, no vosso corrector ortográfico, a palavra “desejante” que, há tempos, vi escrita, erradamente, em vez do adjectivo “desejoso”. Para surpresa minha, o citado corrector, no português de Portugal, não acusa o erro.
A palavra desejante, apesar de não se encontrar registada em nenhum dos dicionários de língua portuguesa à nossa disposição, está averbada no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras e apresenta-se correctamente formada (através da aposição do sufixo -ante ao verbo desejar), daí a sua inclusão no léxico do corrector ortográfico do FLiP. O adjectivo desejante, cujo uso é bastante frequente (como se pode verificar através de pesquisas em corpora e motores de busca da Internet), partilha do significado do adjectivo desejoso (ex.: ela é uma pessoa desejosa de conhecimento = ela é uma pessoa desejante de conhecimento), apesar de este ser mais frequente e estar já consagrado pelo uso. Ambos resultam de processos regulares de derivação no português, pela junção, respectivamente, do sufixo -ante ao radical de um verbo e do sufixo -oso ao radical de um substantivo.



Sempre aprendi que o correto era falar supérfulo. Porém de uns anos para cá vejo pessoas falando supérfluo e sempre imaginei que elas estavam falando errado. Procurei no dicionário Priberam e vi que supérfulo não existe. Está incorreto mesmo? Realmente não existe? Se eu falar vou passar vergonha? Sempre aprendi que assim era correto e sentirei dificuldade de falar supérfluo pois sempre imaginei ser errado. Podem me ajudar e me dizer qual das pronúncias está correta e se supérfulo realmente está errado?
A única forma correcta e atestada em dicionários é supérfluo, adjectivo derivado do latim superfluus.
O fenómeno que acontece em supérfluo, quando erradamente pronunciado ou escrito *supérfulo, é denominado por metátese e corresponde a uma troca de letras ou sons no interior de uma palavra. Há casos em que a metátese reflecte uma mudança linguística, isto é, corresponde efectivamente a uma alteração na evolução de uma palavra enquadrada na história da língua (é o caso, por exemplo, do advérbio latino semper que evoluiu para o português sempre). Não parece, porém, tratar-se de mudança linguística o que acontece com a metátese em supérfluo, quando pronunciado ou escrito *supérfulo. Em português, a estrutura regular de uma sílaba é uma sequência consoante-vogal (ex.: ba-ta-ta); há inúmeros casos que não seguem esta estrutura, mas esta é estatisticamente aquela que é mais frequente. Por este motivo, muitos falantes tendem a manter este padrão na pronúncia e a sequência consonântica -fl- seguida da sequência vocálica -uo em supérfluo é transformada numa sequência consoante-vogal-consoante-vogal (-fulo), fazendo uma regularização silábica abusiva e originando uma forma incorrecta *supérfulo.

Poderá consultar também outra resposta sobre o mesmo assunto em pronúncia de impregnar.

pub

Palavra do dia

ar·tão ar·tão


(grego ártos, -ou, bolo ou pão de farinha de trigo)
nome masculino

[Pouco usado]   [Pouco usado]  Alimento feito de massa de farinha de cereais cozida num forno. = PÃO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/trace [consultado em 16-10-2021]