PT
BR
Pesquisar
Definições



canha

A forma canhapode ser [segunda pessoa singular do imperativo de canharcanhar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de canharcanhar], [nome feminino plural] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
canha1canha1
( ca·nha

ca·nha

)


nome feminino

1. [Informal] [Informal] Mão esquerda. = CANHOTA, SESTRA, SINISTRA

canhas


nome feminino plural

2. [Regionalismo] [Regionalismo] Migas com leite de cabra ou de ovelha.


à canha

O mesmo que às canhas.

às canhas

Com a mão esquerda.

Da esquerda para a direita ou do lado esquerdo.

etimologiaOrigem etimológica:feminino de canho.
Confrontar: sanha.
canha2canha2
( ca·nha

ca·nha

)


nome feminino

[Brasil: Sul] [Brasil: Sul] Aguardente de cana. = CACHAÇA

etimologiaOrigem etimológica:talvez alteração de cana.
Confrontar: sanha.
canharcanhar
canhar
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo

(A definição desta palavra estará disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Na frase "aja como homem e pense como mulher", devo usar aja ou haja de agir? Qual é o correto?
Na frase que menciona, Aja como homem e pense como mulher, o termo correcto é aja, forma verbal (3ª pessoa do singular do imperativo, podendo também ser 1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil]) de agir. É uma forma homófona, i.e., lê-se da mesma maneira mas escreve-se de modo diferente de haja, forma verbal (1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil] e 3ª pessoa do singular do imperativo) de haver. Para as distinguir, talvez seja útil ter presente que pode substituir a forma aja (do verbo agir) por actue – “Aja/actue como um homem e pense como uma mulher” – e a forma haja (do verbo haver) por exista – “Haja/exista paciência!”.



Tenho uma dúvida acerca de uma conjugação perifrástica. Para exprimir a necessidade ou obrigatoriedade de praticar uma acção utiliza-se ter que ou ter de? Ou estão ambos correctos?
Em termos semânticos, as duas construções são usadas para designar a necessidade ou obrigatoriedade (e estão registadas em dicionários, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências/Verbo, na edição portuguesa do Dicionário Houaiss, do Círculo de Leitores ou no Dicionário Aurélio, da Ed. Nova Fronteira). No entanto, a construção ter que é considerada por vezes como uma construção menos indicada, talvez por ser mais recente na língua.