Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

cama

camacama | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ca·ma ca·ma


(latim tardio cama, -ae)
nome feminino

1. Conjunto formado pelo móvel usado para dormir, pelo colchão e pela roupa que geralmente o reveste.Ver imagem = LEITO

2. Nome genérico de tudo sobre que o homem ou o animal se deita para dormir.

3. Camada de coisas macias sobre a qual se põem objectos frágeis.

4. Parte em que se nota o jeito que o objecto tomou por ela assentar no chão.

5. Sítio dos paus (no jogo da bola).

6. Pequena elevação de terra para certas sementeiras.

7. Efeito de acamar.

8. Camada.

9. Lugar onde há abundância de coral.

10. [Portugal: Douro]   [Portugal: Douro]  Mergulhia.

11. [Brasil]   [Brasil]  Leito de rio. = ÁLVEO


cama elástica
[Desporto]   [Esporte]  Aparelho com a parte superior elástica, que serve para impulsionar saltos acrobáticos. = TRAMPOLIM

cama e mesa
Casa e comida.

de cama
De tal forma doente que tem de ficar deitado ou em descanso (ex.: não veio trabalhar porque está de cama).

fazer a cama
Preparar uma cama com roupa a revestir o colchão, para que não fique desfeita e esteja pronta a ser usada.

fazer a cama a
Preparar uma vingança ou uma surpresa desagradável a alguém.

ir para a cama com
[Informal]   [Informal]  Ter relações sexuais com alguém.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "cama" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

os lençóis de água capricham por vezes em mudar de cama , ou o negócio tornou-se desinteressante, e já, então, ninguém sabia quem era o...

Em Aliás

salvar da sinaPreparou a cama para um lobo brutoMas de uma janela pulei para o abismoPor isso farejo

Em Outubro

Um corpo, uma mente e uma cama onde juntá-los..

Em Don Vivo

Segundo o site Midiamax, o corpo de Dirceu foi colocado na cama , e em seguida foi percebido pela equipe que ele tinha marcas de amarração...

Em Caderno B

Abro os olhos na escuridão e fico assim, deitado na cama , tentando ver o que a escuridão me quer esconder..

Em Que é a Verdade ?
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Estou estudando verbos, mas aprendi que existem 3 modos verbais; aqui neste site, vi que tem mais que três. Ainda não conhecia o que está aqui neste site. Por favor, gostaria que me explicasse. O que eu conheço são os modos no indicativo, subjuntivo e o imperativo.
Tal como é afirmado na Gramática Priberam, no capítulo sobre os Modos dos Verbos, são geralmente considerados pelos gramáticos três modos verbais: o indicativo (ex.: ele foi a São Paulo), o conjuntivo ou subjuntivo (ex.: talvez haja boas notícias) e o imperativo (ex.: come a sopa!). Há, no entanto, autores que referem que o condicional ou futuro do pretérito, o futuro do indicativo e o infinitivo podem também eles apresentar valores modais em certos contextos.

A divisão patente na conjugação dos verbos do Dicionário Priberam e no conjugador do FLiP apresenta uma categorização mista entre modos, tempos e formas nominais do verbo. Iremos, no entanto, repensar esta categorização para que os nossos usuários não sejam induzidos em erro.




Qual das expressões é a correcta: de forma a ou por forma a? Caso ambas estejam correctas, qual a diferença entre elas e quando usar uma ou outra?
As duas expressões estão correctas e são locuções prepositivas sinónimas, significando ambas “para”, “a fim de” ou “de modo a” e indicando um fim ou objectivo (ex.: procedeu cautelosamente de forma a/por forma a evitar erros), sendo a locução por forma a menos usada que de forma a, como se pode verificar pela pesquisa em corpora e motores de busca na internet. Ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa.

Estas duas expressões, construídas com a preposição a, pertencem a um conjunto de locuções (do qual fazem parte de modo a ou de maneira a) cujo uso é desaconselhado por alguns puristas, com o argumento de que se trata de expressões de influência francesa, o que, neste caso, não parece constituir argumento suficiente para as considerar incorrectas. Acresce ainda que, em qualquer dos casos, locuções prepositivas como de/por forma a, de maneira a ou de modo a desempenham a mesma função da preposição para, que neste contexto introduz frases subordinadas infinitivas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para evitar erros), da mesma forma que, com alterações ao nível dos tempos verbais, as locuções conjuncionais de/por forma que, de maneira que ou de modo que desempenham a função da locução conjuncional para que, que neste contexto introduz frases subordinadas finitas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para que evitasse erros). Não parece assim haver motivo para deixar de usar umas ou outras.

pub

Palavra do dia

war·fa·ri·na war·fa·ri·na


(inglês warfarin, de W[isconsin] A[lumni] R[esearch] F[oundation], sociónimo + [cum]arin, cumarina)
nome feminino

[Química]   [Química]  Substância (C19H16O4) usada como anticoagulante na prevenção de tromboses e na composição de raticidas. = VARFARINA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/cama [consultado em 24-09-2021]