Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
derivação fem. sing. de botabota
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

bo·ta |ó| bo·ta |ó|
substantivo feminino

1. Calçado que envolve o pé e parte da perna.Ver imagem

2. [Desporto]   [Esporte]  Chuteira.

3. [Informal]   [Informal]  Dificuldade.

4. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Borracha de vinho, saco de couro.

5. [Figurado]   [Figurado]  Mentirola, tolice, asneira.

6. Pessoa estúpida.

7. Trabalho ruim.

8. [Brasil, Popular]   [Brasil, Popular]  Coisa ruim, malfeita.


bater a(s) bota(s)
[Informal]   [Informal]  Morrer.

bota à Frederico
Bota fina de água.

bota atacada
Borzeguim.

bota de água
Bota impermeável, geralmente de cano alto.Ver imagem

botas joelheiras
Botas de montar.

descalçar a/aquela/essa/esta/uma bota
[Informal]   [Informal]  Sair de uma situação complicada; resolver uma dificuldade.

deu uma grande bota
Cometeu um grande erro.

engraxar as botas de alguém
Bajular.

lamber as botas de alguém
Lisonjear demasiadamente.

não bater a bota com a perdigota
[Informal]   [Informal]  Haver diferenças ou desencontros; não dar ou não estar certo.

não dar a bota com a perdigota
[Informal]   [Informal]  O mesmo que não bater a bota com a perdigota.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber qual a conjugação correcta: ver-nos-emos ou veremo-nos, ou as duas?
A forma correcta de escrever o verbo ver no futuro do indicativo com o clítico nos é ver-nos-emos (no português do Brasil, fora da norma culta, é mais frequente a colocação do pronome clítico antes do verbo, pelo que o mais usual será nos veremos).

A grafia *veremo-nos está incorrecta, pois, ao contrário dos outros tempos verbais, o futuro do indicativo e o condicional, também chamado futuro do pretérito, obrigam à colocação do pronome clítico entre o radical do verbo (ex.: ver-) e a terminação que indica o tempo verbal e a pessoa gramatical (ex.: -emos). Assim sendo, a forma correcta é ver-nos-emos no futuro (ex.: ver-nos-emos quando eu regressar) e ver-nos-íamos no condicional (ex.: ver-nos-íamos obrigados a subir o preço).

É de notar que a reflexão acima não se aplica se houver alguma palavra ou partícula que provoque a próclise do clítico, isto é, a sua colocação antes do verbo (ex.: só nos veremos quando eu regressar, não nos veríamos obrigados a subir o preço).




Diz-se uma flûte de champanhe ou um flûte de champanhe? Masculino ou feminino?
O género dos estrangeirismos é uma área algo problemática no léxico, pois nem sempre as palavras importadas mantêm o género da língua de origem. A palavra flûte é um galicismo usado para designar um tipo de copo alto e estreito, com pé, usado frequentemente para vinho espumante. Em francês, esta palavra é feminina (ex.: une flûte de champagne) e pesquisas em corpora e em motores de busca da Internet mostram que o seu uso em português é maioritariamente feminino. No entanto, há um número significativo de ocorrências desta palavra com o género masculino, o que também acontece com um conjunto de substantivos femininos acabados em -e que, na importação do francês para a língua portuguesa, sofreram alteração de género. É o caso, por exemplo, de brioche, broche, duche, guache ou robe, palavras que adoptaram o género masculino em português, apesar de femininas em francês.

Pelos motivos apontados, e uma vez que esta palavra não está registada em dicionários de língua portuguesa, a palavra flûte pode ser usada em português com o género feminino (ex.. ofereceu uma flûte de espumante), mas o seu uso com o género masculino é também possível (ex.: ofereceu um flûte de espumante). A decisão de utilização de um ou outro género caberá sempre ao utilizador da língua, devendo este manter a opção que tomar, pelo menos dentro do mesmo texto ou documento, por uma questão de coerência.
Esta reflexão relativa ao género dos estrangeirismos pode também aplicar-se ao número: a palavra colãs (ex.: os colãs rasgaram-se) sofreu uma adaptação morfológica a partir do francês collant, singular na língua de origem.

pub

Palavra do dia

cha·za·da |chà| cha·za·da |chà|
(chá + -z- + -ada)
substantivo feminino

1. [Informal]   [Informal]  Chá em abundância.

2. Refeição em que se toma chá.

3. Porção de chá.

4. [Informal]   [Informal]  Acto de repreender com severidade. = CHÁ, DESCOMPOSTURA, REPRIMENDA

5. [Informal]   [Informal]  Coisa desinteressante ou aborrecida.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/botita [consultado em 15-12-2019]