PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

nacional

antinacional | adj. 2 g.

Contrário aos interesses da nação....


desnacional | adj. 2 g.

Que não tem carácter nacional....


transnacional | adj. 2 g.

Que ultrapassa os limites das fronteiras de um país....


intranacional | adj. 2 g.

Que é relativo a ou ocorre dentro de um mesmo país (ex.: diversidade intranacional)....


Hino nacional inglês (ex.: no princípio do banquete, a banda tocou o God save the queen)....


Princípio que só reconhece como nacional a pessoa nascida de pais nacionais....


subnacional | adj. 2 g.

Relativo a uma parte ou região de uma nação....


abraço | n. m.

Atitude de pessoa falsa, que finge amizade por alguém que pretende atacar (ex.: com a nova proposta, a comissão nacional do partido dá um abraço de urso ao ex-dirigente)....


câmbio | n. m.

Troca de dinheiro estrangeiro por nacional ou vice-versa....


marselhesa | n. f. | adj.

Hino nacional da República Francesa....


palicário | n. m.

Grego fiel aos velhos costumes e ao vestuário nacional....


udenismo | n. m.

Conjunto dos ideais políticos da União Democrática Nacional, partido fundado em 1945 e extinto em 1965....


reinícola | adj. 2 g. | n. 2 g.

Pessoa que escreve sobre jurisprudência nacional....


projecção | n. f.

Importância ou divulgação de algo ou alguém (ex.: a notícia teve projecção nacional; figura de projecção internacional)....


casteleta | n. f.

Tecido nacional que se fabrica em Portalegre....


desígnio | n. m.

Aquilo que se pretende fazer ou conseguir (ex.: o presidente defende um novo desígnio nacional; o rei cumpriu os desígnios do falecido pai)....


produto | n. m.

Conjunto da produção de uma economia nacional (sigla: PNB)....



Dúvidas linguísticas



Como se deve dizer? Filhó (singular) Filhós (plural) ou Filhós (singular) Filhoses (plural)?
A palavra filhós, por analogia com palavras terminadas pelo mesmo som (ex.: retrós, voz), forma o plural filhoses (ex.: escolheu a filhós mais pequena; as filhoses ainda estão quentes). Trata-se de uma variante da palavra filhó que, por sua vez, forma o plural filhós (ex.: a filhó é um doce típico do Natal; comeu duas filhós). Ao processo de uma forma plural passar a ser empregue para designar também o singular, Evanildo Bechara dá o nome de "plural cumulativo" (ver Moderna Gramática Portuguesa, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pp. 128-129). O mesmo fenómeno acontece com os substantivos ilhó e ilhós, eiró e eirós, lilá e lilás, por exemplo.

Apesar de alguns autores condenarem o uso da forma filhós para designar o singular, a mesma e o respectivo plural filhoses surgem atestados nas principais obras lexicográficas de língua portuguesa, como o Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), de Rebelo Gonçalves, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa / Editorial Verbo, 2001) ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001 / Lisboa: Círculo de Leitores, 2002).




Estou com algumas dúvidas em relação à Língua Portuguesa:
1) É correto utilizar nos textos o sinal de pontuação ?! ou ?! ? Já vi em alguns textos, mas não sei se é correta essa utilização. Costumo às vezes utilizar, mas até hoje não sei se é correto ou não.
2) Não entendo muito bem a utilização do travessão em alguns casos. Exemplo (temos um diálogo que vem seguido da fala do narrador, e em seguida o personagem retoma a fala como no exemplo abaixo): - José venha aqui. - falou Pedro (finaliza a fala do personagem) -Vou te prender. (E este travessão?) O que vocês podem me informar sobre essa utilização de pontuação? (Travessão). Li a respeito que o segundo travessão apresentado estaria finalizando a fala do personagem, mas ao mesmo tempo como assim finalizando, se logo em seguida existe outro travessão? Não consigo compreender.
O ponto de interrogação (?) é utilizado para indicar na escrita uma pergunta directa (ex.: Vais demorar?). O ponto de exclamação (!) é utilizado para indicar na escrita um estado emotivo ou uma interjeição (ex.: Que demora!). A utilização conjunta destes dois sinais (?! ou !?) é frequente quando se pretende combinar estas duas funções e não há nada que desaconselhe a sua utilização para transmitir simultaneamente uma pergunta directa e um estado emotivo particular (ex.: Não acredito; ainda vais demorar?!).

O travessão é um sinal de pontuação usado, entre outras coisas, para introduzir uma mudança de discurso (normalmente para introduzir o discurso directo) ou de locutor. Desta forma, na frase apresentada (– José, venha aqui. – falou Pedro. – Vou te prender.), o primeiro travessão introduz o discurso directo, o segundo indica o fim do discurso directo, mostrando que o que se segue é uma indicação do narrador e já não da personagem, e o terceiro indica a retoma do discurso directo, indicando nova fala da mesma personagem.


Ver todas