PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

jorrar

escarpa | n. f.

Talude ou declive de um fosso, do lado da muralha....


jorra | n. f.

Breu para untar o interior das vasilhas de barro....


jorrão | n. m.

Instrumento agrícola usado para aplanar a terra....


jorro | n. m.

Acto ou efeito de jorrar....


valverde | n. m.

Planta ornamental que tem forma de pirâmide....


chuveiro | n. m.

Chuva repentina e passageira....


torrente | n. f.

Corrente de água rápida e impetuosa que provém de grandes chuvas ou do súbito derretimento das neves....


artesianismo | n. m.

Propriedade das águas subterrâneas que jorram à superfície através de um furo perpendicular ao solo, sem ser preciso bombeá-las, por estarem a pressão mais alta que a da atmosfera....


jorrada | n. f.

Acto ou efeito de jorrar....


artesiano | adj. | adj. n. m.

Que é furado no solo por meio de broca, jorrando a água à superfície sem ser preciso bombeá-la (ex.: poço artesiano)....


cecídio | n. m.

Excrescência nos vegetais causada pela acção de certos insectos ou de parasitas....


espichar | v. tr. | v. intr. | v. pron.

Fazer uma enfiada de peixes (ex.: espichar petingas)....


espipar | v. tr. e pron. | v. tr.

Jorrar; romper-se, fazendo sair ar ou líquido....


golfar | v. tr. | v. pron.

Jorrar....


jorrar | v. intr. | v. tr.

Sair em jorro....


manar | v. tr. e intr. | v. tr.

Verter ou ser vertido (um líquido) abundantemente....


romper | v. tr. | v. intr. | v. pron. | n. m.

Brotar, surgir, nascer, jorrar com ímpeto....



Dúvidas linguísticas



Como se deve dizer? Filhó (singular) Filhós (plural) ou Filhós (singular) Filhoses (plural)?
A palavra filhós, por analogia com palavras terminadas pelo mesmo som (ex.: retrós, voz), forma o plural filhoses (ex.: escolheu a filhós mais pequena; as filhoses ainda estão quentes). Trata-se de uma variante da palavra filhó que, por sua vez, forma o plural filhós (ex.: a filhó é um doce típico do Natal; comeu duas filhós). Ao processo de uma forma plural passar a ser empregue para designar também o singular, Evanildo Bechara dá o nome de "plural cumulativo" (ver Moderna Gramática Portuguesa, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pp. 128-129). O mesmo fenómeno acontece com os substantivos ilhó e ilhós, eiró e eirós, lilá e lilás, por exemplo.

Apesar de alguns autores condenarem o uso da forma filhós para designar o singular, a mesma e o respectivo plural filhoses surgem atestados nas principais obras lexicográficas de língua portuguesa, como o Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), de Rebelo Gonçalves, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa / Editorial Verbo, 2001) ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001 / Lisboa: Círculo de Leitores, 2002).




Como se escreve: quere-la ou querêla?
As grafias quere-la, querê-la e querela são formas parónimas, isto é, formas diferentes com grafia e som semelhantes.

As formas quere-la e querê-la correspondem a formas verbais do verbo querer seguidas do clítico a, na forma -la (o pronome clítico -a assume a forma -la quando a forma verbal que o precede termina em -r, -s ou -z); quere-la pode transcrever-se foneticamente ['k3rilá] e corresponde à segunda pessoa do presente do indicativo (ex.: tu queres a sopa? = quere-la?), enquanto querê-la pode transcrever-se foneticamente [ki'relá] e corresponde ao infinitivo (ex.: para alcançares alguma coisa, tens de querê-la muito).

A grafia querela pode transcrever-se foneticamente [ki'r3lá] e corresponde a um substantivo feminino, cujo significado poderá consultar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.


Ver todas