PT
BR
Pesquisar
Definições



vizinho

A forma vizinhopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de vizinharvizinhar], [adjectivoadjetivo] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
vizinhovizinho
( vi·zi·nho

vi·zi·nho

)


adjectivoadjetivo

1. Que está perto. = PRÓXIMO

2. Contíguo; limítrofe.

3. Confinante; análogo; semelhante; não afastado (parente).


nome masculino

4. Cada um dos habitantes de uma povoação.

5. Morador; aquele que habita perto de nós.

6. Casa habitada.

Colectivo:Coletivo:Coletivo:vizindário, vizinhada, vizinhança.
Ver também resposta à dúvida: pronúncia de ridículo, de ministro e de vizinho.
vizinharvizinhar
( vi·zi·nhar

vi·zi·nhar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. [Antigo] [Antigo] Habitar próximo de.

2. Ser contíguo a.


verbo intransitivo

3. Ser vizinho.

4. Confinar.


verbo pronominal

5. Aproximar-se.

etimologiaOrigem etimológica:vizinho + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "vizinho" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual o antônimo de pensando.
É difícil encontrar uma palavra antónima para o verbo pensar (o mais fácil é a locução não pensar). No entanto, e apenas em alguns contextos, é possível utilizar o antónimo esquecer (por exemplo, pensou no pai) ou desconhecer (por exemplo, pensou na solução mais correcta).



Numa frase em que se queira dizer para não continuar ou não voltar a ser escravo/servo de algo ou alguém, está correto "não sirvamos mais o.." ou "não sirvamos mais ao..."? Que opção está correta e porquê?
De acordo com o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa ou com o Novo Dicionário Aurélio, o verbo servir, nas acepções “trabalhar como servo”, “fazer de criado” ou “prestar serviços ou trabalhar como empregado”, pode ser transitivo indirecto, isto é, selecciona argumentos iniciados por preposição (ex.: deixou de servir àquela família), transitivo directo, isto é, selecciona objectos directos não iniciados por preposição (ex.: serviu a família durante 20 anos) e intransitivo, isto é, admite construções sem complemento nominal (ex.: ele estava ali para servir). Assim sendo, ambas as construções que refere podem ser consideradas correctas.