Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

varia

3ª pess. sing. pres. ind. de variarvariar
2ª pess. sing. imp. de variarvariar
Será que queria dizer vária?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

va·ri·ar va·ri·ar

- ConjugarConjugar

(latim vario, -are)
verbo transitivo

1. Tornar diverso ou vário. = DIVERSIFICAR, VARIEGAR

2. Fazer alteração em. = ALTERAR

3. Escolher um e outro(s), alternadamente. = ALTERNAR, REVEZAR

4. Dar cores diferentes a. = MATIZAR

5. [Música]   [Música]  Fazer variações musicais.

6. [Brasil]   [Brasil]  Submeter um cavalo a exercício com outro para corridas.

verbo intransitivo

7. Sofrer mudança.

8. Apresentar aspectos diversos. = ALTERAR-SE, MODIFICAR-SE, MUDAR

9. Ser de opinião diferente.

10. Mudar de opinião ou de ideias; ser inconstante, volúvel.

11. Mudar de direcção (vento).

12. Perder a razão. = DESVAIRAR, TRESVARIAR

13. [Física]   [Física]  Desviar-se do norte (agulha).

Confrontar: varear.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "varia" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Dúvidas linguísticas


Não sei como acrescentar palavras neste dicionário de vocês, por isso envio-lhes este email sobre malgrado: neste saite surge mal-grado; no Aurélio consta: malgrado, prep, Apesar de, não obstante.
Antes da entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990, a grafia mal-grado era a forma consagrada na lexicografia portuguesa, constituindo uma diferença relativamente à lexicografia brasileira. Com a aplicação do novo Acordo Ortográfico, essa diferença foi anulada, passando malgrado a ser a ortografia comum a ambas as normas do português.

Note-se que o registo da forma hifenizada nos dicionários portugueses decorria apenas de uma tradição lexicográfica e não do estipulado no Acordo Ortográfico de 1945, uma vez que este especifica que os compostos formados pelo prefixo mal- apenas se hifenizam quando o segundo elemento começa por vogal ou pela letra h.




Qual destas frases está correcta: «Ele assegurou-me que viria» ou «Ele assegurou-me de que viria»? Li que o verbo "assegurar" é regido pela preposição "de" quando é conjugado pronominalmente; no entanto, só me soa bem dessa forma quando ele é conjugado reflexivamente, como em "Eles asseguraram-se de que não eram seguidos". Afinal, como é que é? Obrigada.
Os dicionários que registam as regências verbais, como o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa ou o Dicionário sintáctico de verbos portugueses, estipulam que o verbo assegurar é regido pela preposição de apenas quando usado como pronominal (ex.: quando saiu de casa assegurou-se de que as janelas estavam fechadas). Para além do uso pronominal, o verbo assegurar pode ainda ser transitivo directo ou bitransitivo, isto é, seleccionar complementos não regidos por preposição (ex.: os testes assegurariam que o programa iria funcionar sem problemas; o filho assegurou-lhe que iria estudar muito).

Este uso preposicionado do verbo assegurar na acepção pronominal nem sempre é respeitado, havendo uma tendência generalizada para a omissão da preposição (ex.: quando saiu de casa assegurou-se que as janelas estavam fechadas). O fenómeno de elisão da preposição de como iniciadora de complementos com frases finitas não se cinge ao verbo assegurar, acontecendo também com outros verbos, como por exemplo aperceber (ex.: não se apercebeu [de] que estava a chover antes de sair de casa) ou esquecer (ex.: esquecera-se [de] que havia greve dos transportes públicos).

pub

Palavra do dia

a·pi·ná·ri·o a·pi·ná·ri·o


(latim apinarius, -ii, bobo, comediante, farsista)
nome masculino

[Teatro]   [Teatro]  Comediante que, entre os romanos, representava as sátiras.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/varia [consultado em 27-03-2023]