Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

toicinho

toicinhotoicinho | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

toi·ci·nho toi·ci·nho


nome masculino

O mesmo que toucinho.

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Cozido à portuguesa mais as carnes suculentas da auto-importância com toicinho e talento ambas as partes do meu caldo entornado na infância..

Em #poesia

Cozido à portuguesa mais as carnes suculentas da auto-importância com toicinho e talento ambas partes do meu caldo entornado na infância..

Em O Cheiro da Ilha

Disse do comunismo o que Mafoma não diria do toicinho , e foi, a pouco e pouco, provocando sonolência naqueles que queriam

Em O INDEFECTÍVEL

...coza a galinha numa panela com a água, o sal, a linguiça e o toicinho e deixe

Em receitasfeedme.blogs.sapo.pt

Hoji almoci bajas com toicinho , um farrasco de pão e um copo de 5 tostõji E punhêji enfartimi...

Em palavrasfelinas.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual das frases está correcta? Situação A: 1) Devo-lhes dizer que a comida está saborosa. 2) Devo dizer-lhes que a comida está saborosa. Situação B: 1) Está-se a pensar naquilo (de) que mais gostaram de fazer. 2) Está a pensar-se naquilo (de) que mais gostaram de fazer. Coloca-se (de) ou não na frase? Diz-se Está-se a pensar... ou Está a pensar-se...
A dúvida menciona dois tópicos diferentes.
O primeiro relaciona-se com a colocação dos clíticos, pronomes pessoais de uma só sílaba (como o, a, me, nos, lhe, se, etc.), que não têm acentuação própria e por isso dependem do acento da palavra que está imediatamente antes ou depois (normalmente um verbo). Sobre esta questão aconselhamos a leitura da dúvida posição dos clíticos, para uma introdução mais geral ao tema tratado. Para uma resposta mais específica à dúvida, aconselhamos a leitura de outras dúvidas já respondidas sobre o mesmo assunto: sobre a situação A, pode ser consultada a dúvida posição dos clíticos com o verbo dever como auxiliar e respectiva remissão para posição dos clíticos em locuções verbais, a qual poderá também ser consultada para a dúvida relativa à situação B.

O segundo tópico abrange a estrutura argumental do verbo gostar. Este verbo constrói-se habitualmente com a preposição de (ex.: Gosta de chocolate; Gostaram de ir ao cinema), mas é muito usual esta preposição ser elidida quando o complemento do verbo é uma oração introduzida por uma conjunção completiva (ex.: Ele não gosta [de] que façam barulho; O carro [de] que gostamos é muito caro). Este fenómeno, comum a outros verbos (ex.: Convenceu a mãe [de] que precisava de dinheiro), não é de aceitação generalizada, pelo que, em registos formais ou cuidados, deverá ser evitado (ex. Ele não gosta de que façam barulho; O carro de que gostamos é muito caro).




Gostaria de saber qual destas frases não segue as regras gramaticais:
A. informei-o que o curso iria começar em Fevereiro.
B. por que razão vens tão tarde?
C. há a constatação de que a terra está a aquecer.
Nenhuma das três frases que refere pode ser considerada incorrecta ou agramatical, embora a estrutura da frase A, com a omissão da preposição de pertencente à estrutura do verbo informar (ex. informei-o [de] que o curso iria começar em Fevereiro), não seja consensualmente aceite e deva ser evitada em contextos formais ou num discurso mais cuidado.

Relativamente à frase B e às dúvidas que a distinção porque/por que possa suscitar, por favor consulte a resposta porque / por que, porquê /por quê.

pub

Palavra do dia

cor·ni·fes·to cor·ni·fes·to


(origem obscura)
nome masculino

[Viticultura]   [Viticultura]  Casta de uva tinta.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/toicinho [consultado em 28-05-2022]