PT
BR
Pesquisar
Definições



reconhecimento

A forma reconhecimentopode ser [derivação masculino singular de reconhecerreconhecer] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
reconhecimentoreconhecimento
( re·co·nhe·ci·men·to

re·co·nhe·ci·men·to

)


nome masculino

1. Acto de reconhecer.

2. Efeito dessa acção.

3. Exame minucioso.

4. Confissão, declaração de um facto.

5. Gratidão, sentimento de agradecimento.

6. Recompensa, prémio, galardão.

7. [Militar] [Militar] Operação que visa obter informações sobre o inimigo numa certa zona.

8. Formação (aviões, blindados, infantaria).


reconhecimento de uma assinatura

Acto pelo qual o notário declara ser essa assinatura verdadeira, isto é, do respectivo signatário.

etimologiaOrigem etimológica:reconhecer + -imento.
reconhecerreconhecer
|ê| |ê|
( re·co·nhe·cer

re·co·nhe·cer

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Conhecer novamente (por certas particularidades) que uma pessoa ou coisa é a mesma que noutro tempo nos foi conhecida.

2. Achar que é o mesmo.

3. Descobrir.

4. Ficar convencido de, admitir, ter como verdadeiro.

5. Confessar.

6. Examinar, explorar.

7. Recompensar; agradecer.

8. Declarar legal, ter por legítimo.

9. [Marinha] [Marinha] Aproximar-se da costa ou de uma paragem para a examinar.


verbo pronominal

10. Conhecer a própria imagem.

11. Declarar-se, confessar-se.


reconhecer um filho

Declarar-se pai ou mãe de alguém.

Auxiliares de tradução

Traduzir "reconhecimento" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



A palavra vigilidade, que tem origem na palavra vígil, tem suscitado alguma controvérsia na área em que estou envolvido. É um termo que é utilizado nalguns trabalhos de psicologia e por algumas instituições nacionais ligadas aos medicamentos (ex: INFARMED). No entanto, não encontrei a palavra nos dicionários que consultei, inclusivamente o da Priberam. Alternativamente a palavra utililizada é vigilância. Assim, gostaria de saber a vossa opinião sobre este assunto.
Também não encontrámos a palavra vigilidade registada em nenhum dos dicionários ou vocabulários consultados. No entanto, este neologismo respeita as regras de boa formação da língua portuguesa, pela adjunção do sufixo -idade ao adjectivo vígil, à semelhança de outros pares análogos (ex.: dúctil/ductilidade, eréctil/erectilidade, versátil/versatilidade). O sufixo -idade é muito produtivo na língua para formar substantivos abstractos, exprimindo frequentemente a qualidade do adjectivo de que derivam.

Neste caso, existem já os substantivos vigília e vigilância para designar a qualidade do que é vígil, o que poderá explicar a ausência de registo lexicográfico de vigilidade. Como se trata, em ambos os casos, de palavras polissémicas, o uso do neologismo parece explicar-se pela necessidade de especialização no campo da medicina, psicologia e ciências afins, mesmo se nesses campos os outros dois termos (mas principalmente vigília, que surge muitas vezes como sinónimo de estado vígil) têm ampla divulgação.




Gostaria que me esclarecessem a seguinte dúvida. A utilização do prefixo met- associado à palavra hemoglobina deve escrever-se: - methemoglobina - metemoglobina - metahemoglobina - outra sugestão?
A grafia correcta é metemoglobina (a par de metaemoglobina e meta-hemoglobina), como poderá verificar no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.
Sobre a grafia de palavras com este prefixo, por favor consulte a resposta meta-.