Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

recenseado

recenseadorecenseado | adj. n. m.
masc. sing. part. pass. de recensearrecensear
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

re·cen·se·a·do re·cen·se·a·do


adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

Diz-se de ou aquele que foi incluído num recenseamento.


re·cen·se·ar re·cen·se·ar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Arrolar, fazer o recenseamento de.

2. Incluir no recenseamento.

3. Rever; examinar.

4. Enumerar.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "recenseado" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

recenseado ..

Em Outra Margem

...que todos os cidadãos têm o direito de voto e que é obrigatório estar recenseado no local de residência para o fazer..

Em oinformador.com

...do Ministério da Administração Interna ou na junta de freguesia onde o eleitor está recenseado , através de procuração, entre o décimo e o sétimo dia antes da eleição..

Em estado de Barrancos

Se é eleitor, recenseado em território nacional, e pretende exercer o seu direito de voto antecipadamente poderá efetuar...

Em estado de Barrancos

Ora, o livro aqui recenseado , investigando o contexto e o processo de nacionalização da banca, vem colmatar uma...

Em L&LP; (Livre & Leal Português)
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber qual é a grafia correcta para poster e seu plural, no sentido da apresentação destes posteres em congressos.
Além do anglicismo poster (“cartaz” ou “ampliação fotográfica”), os dicionários de língua portuguesa mais recentes registam ainda o seu aportuguesamento, que varia consoante se trate da norma europeia ou da norma brasileira do português. Assim, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Editorial Verbo, 2001), bem como o Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto: Porto Editora, 2004), propõem para a norma europeia do português o aportuguesamento póster (com indicação do plural pósteres) e o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001), bem como o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Curitiba: Positivo, 2004), propõem para a norma brasileira do português o aportuguesamento pôster (com indicação do plural pôsteres).



A minha dúvida é a respeito da etimologia de determinadas palavras cuja raiz é de origem latina, por ex. bondade, sensibilidade, depressão, etc. No Dicionário Priberam elas aparecem com a terminação nominativa mas noutros dicionários parece-me que estão na terminação ablativa e não nominativa. Gostaria que me esclarecessem.
O Dicionário Priberam da Língua Portuguesa regista, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas que são normalmente enunciadas na forma do nominativo, seguida do genitivo: bonitas, bonitatis (ou bonitas, -atis); sensibilitas, sensibilitatis (ou sensibilitas, -atis) e depressio, depressionis (ou depressio, -onis).

Noutros dicionários gerais de língua portuguesa, é muito usual o registo da etimologia latina através da forma do acusativo sem a desinência -m (não se trata, como à primeira vista pode parecer, do ablativo). Isto acontece por ser o acusativo o caso lexicogénico, isto é, o caso latino que deu origem à maioria das palavras do português, e por, na evolução do latim para o português, o -m da desinência acusativa ter invariavelmente desaparecido. Assim, alguns dicionários registam, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas bonitate, sensibilitate e depressione, que foram extrapoladas, respectivamente, dos acusativos bonitatem, sensibilitatem e depressionem.

Esta opção de apresentar o acusativo apocopado pode causar alguma perplexidade nos consulentes dos dicionários, que depois não encontram estas formas em dicionários de latim. Alguns dicionários optam por assinalar a queda do -m, colocando um hífen no final do étimo latino (ex.: bonitate-, sensibilitate-, depressione-). Outros, mais raros, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa optaram por enunciar os étimos latinos (ex.: bonitas, -atis; sensibilitas, -atis, depressio, -onis), não os apresentando como a maioria dos dicionários; o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa não enuncia o étimo latino dos verbos, referenciando apenas a forma do infinitivo (ex.: fazer < facere; sentir < sentire).

pub

Palavra do dia

al·var al·var


(alvo + -ar)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. De cor quase branca. = ALVACENTO, ALVADIO, ALVARINHO, ESBRANQUIÇADO

adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

2. [Depreciativo]   [Depreciativo]  Que ou quem mostra pouca inteligência ou muita ingenuidade (ex.: cara alvar; não ia responder àquele alvar). = PARVO, PATETA, TOLO

nome masculino

3. [Viticultura]   [Viticultura]  Casta de uva branca.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/recenseado [consultado em 28-01-2022]