Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
cadastrocadastro | s. m.
1ª pess. sing. pres. ind. de cadastrarcadastrar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ca·das·tro ca·das·tro
(francês cadastre)
substantivo masculino

1. Recenseamento da população. = CENSO

2. Registo dos bens de raiz de um país, região, etc.

3. Registo descritivo dos prédios rústicos ou urbanos de uma região.

4. Registo policial ou judicial de criminosos ou de penas aplicadas.

5. Conjunto de dados pertinentes de pessoas ou entidades que são clientes, utilizadores, beneficiários ou associados de uma instituição.

6. Documento em que é feito um destes registos.


Cadastro de Pessoas Físicas
Registo individual de cada contribuinte na Receita Federal Brasileira, a que corresponde um número e um cartão (sigla: CPF).


ca·das·trar ca·das·trar - ConjugarConjugar
(cadastro + -ar)
verbo transitivo

Fazer o cadastro de.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "cadastro" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Muito agradecia que me esclarecessem se esta frase é correcta, em termos de pontuação (trata-se de uma tradução de um texto inglês, em que o discurso, assinalado entre aspas, esta na mesma linha): O Raposo reagiu imediatamente: - Como se atreve! - disse ele. Não sabe que eu sou o Rei da Floresta? Note-se que a minha questão tem a ver com a colocação do travessão a seguir aos dois pontos, sem mudar de linha.
Os dois pontos, o parágrafo, o travessão e as aspas são maneiras de assinalar graficamente o discurso directo. Não há, contudo, obrigatoriedade de uso simultâneo de todos estes recursos, pelo que a frase apontada está correcta.

Sobre assuntos relacionados, poderá consultar também as respostas travessão/ponto de interrogação combinado com ponto de exclamação e discurso directo, discurso indirecto e discurso indirecto livre.




É correto iniciar uma frase de um parágrafo com a palavra portanto?
A palavra portanto é uma conjunção que se usa para ligar frases coordenadas, iniciando uma oração que exprime a consequência da outra expressa anteriormente (ex.: Não tinha nada em casa para comer, portanto teria de ir jantar fora.). De entre as conjunções ou locuções conjuncionais coordenativas, logo, por conseguinte e portanto podem variar de posição, “conforme o ritmo, a entoação ou a harmonia da frase”1, pelo que não tem de haver um uso exclusivo daquelas conjunções entre duas orações. Estas conjunções coordenativas, tal como algumas outras, podem iniciar frases, retomando assim o que foi expresso no enunciado anterior (ex.: Ela esperava. Mas as horas passavam e o seu pai nunca mais chegava. / Não estava ninguém na loja. Portanto teria de esperar mais umas horas ou voltar no dia seguinte.).

Há, no entanto, outras conjunções, como a coordenativa copulativa e (ex.: Tinha comido cerejas e pêssegos.) e a coordenativa disjuntiva ou (ex.: Queres ou não saber o que aconteceu?), cujo uso em início de frase, num registo escrito e mais cuidado, é geralmente desaconselhado, por possuírem uma função conectiva muito marcada. Porém, por necessidades expressivas ou por motivos literários, essas conjunções podem ocorrer no começo de frases (ex.: Havia tartes! E bolos! E gelados! E tantas outras sobremesas!).


1 Cunha, Celso, Lindley Cintra, Nova Gramática do Português, 14.ª ed., Lisboa: Edições Sá da Costa, 1998, p. 578

pub

Palavra do dia

vor·ti·ce·la |é| vor·ti·ce·la |é|
(latim vortex, -icis, redemoinho, turbilhão + -ela)
substantivo feminino

[Zoologia]   [Zoologia]  Género de infusórios de águas doces e salgadas.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/cadastro [consultado em 19-07-2019]