Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

número

númeronúmero | n. m.
Será que queria dizer numero?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

nú·me·ro nú·me·ro


(latim numerus, -i)
nome masculino

1. Relação entre uma quantidade e outra quantidade, tomada como termo de comparação e chamada unidade.

2. Partes da unidade.

3. Algarismo.

4. Quantidade, porção.

5. Posição de algo numa sequência ordenada.

6. Exemplar de uma publicação periódica.

7. Categoria, classe, tipo.

8. [Gramática]   [Gramática]  Categoria gramatical que expressa a propriedade de as palavras variáveis (adjectivos, artigos, pronomes, nomes e verbos) representarem unidade ou pluralidade.

9. [Literatura]   [Literatura]  Cadência, harmonia.

10. Bilhete de lotaria.

11. Cada uma das partes executadas (de dança, música, etc.) de um espectáculo de variedades.

12. Medida de roupa ou calçado. = TAMANHO

13. [Informal]   [Informal]  Pessoa cómica, que facilmente provoca o riso dos outros.


áureo número
[Astronomia]   [Astronomia]  Número de ordem de um ano no ciclo lunar.

fazer número
[Informal]   [Informal]  Estar presente sem desempenhar um papel activo, apenas como parte do número de participantes de um grupo ou conjunto.

número atómico
[Física, Química]   [Física, Química]  Número de protões no núcleo de um átomo (símbolo: Z).

número complexo
[Matemática]   [Matemática]  O que é expresso por uma certa unidade com suas divisões.

número composto
[Aritmética]   [Aritmética]  Número inteiro que não é número primo.

número de massa
[Química]   [Química]  Número total de partículas (protões e neutrões) que constituem o núcleo de um átomo (símbolo: A).

número de polícia
Número, por vezes acompanhado de letras, que permite identificar um edifício, uma habitação, uma entrada ou um recinto, geralmente colocado ou inscrito por cima ou ao lado de uma porta.

número de série
Código, geralmente composto por números e letras, que identifica cada produto de uma série.

número dual
[Gramática]   [Gramática]  O que indica dois. = DUAL

número finito
[Matemática]   [Matemática]  Aquele cujo valor se pode bem determinar.

número fraccionário
[Aritmética]   [Aritmética]  Número composto de inteiro e quebrado próprio.

número heterogéneo
[Aritmética]   [Aritmética]  O composto de unidades e fracções.

número irracional
[Matemática]   [Matemática]  Número que não pode ser representado pelo quociente de dois números inteiros.

número natural
[Aritmética]   [Aritmética]  A série dos números das tábuas logarítmicas (em oposição aos logaritmos).

número plural
[Gramática]   [Gramática]  O que indica mais de um. = PLURAL

número primo absoluto
[Aritmética]   [Aritmética]  Número inteiro que só é divisível por si mesmo ou pela unidade.

número quântico
[Física]   [Física]  Número que exprime o estado quantitativo dos electrões num átomo.

número racional
[Matemática]   [Matemática]  Número, inteiro ou fracionário, que pode ser representado pelo quociente de dois números inteiros.

número reprodutivo
[Medicina]   [Medicina]  Número de novas infecções que se prevê que possam ser geradas a partir de uma pessoa infectada.

número singular
[Gramática]   [Gramática]  O que indica só um. = SINGULAR

números primos entre si
[Aritmética]   [Aritmética]  Os que só têm por máximo divisor comum a unidade.

números proporcionais
[Aritmética]   [Aritmética]  Os que indicam as relações em que as diversas substâncias se podem combinar.

o maior número
A maioria.

sem número
Inumerável.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "número" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Tenho uma dúvida na utilização dos pronomes "lhe" ou "o". Por exemplo, nesta frase, qual é a forma correta: "para Carlos não lhe perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda" ou " para Carlos não o perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda"?
A questão que nos coloca toca uma área problemática no uso da língua, pois trata-se de informação lexical, isto é, de uma estrutura que diz respeito a cada palavra ou constituinte frásico e à sua relação com as outras palavras ou outros constituintes frásicos, e para a qual não há regras fixas. Na maioria dos casos, os utilizadores conhecem as palavras e empregam as estruturas correctas, e normalmente esse conhecimento é tanto maior quanto maior for a experiência de leitura do utilizador da língua.

No caso dos pronomes clíticos de objecto directo (o, os, a, as, na terceira pessoa) ou de objecto indirecto (lhe, lhes, na terceira pessoa), a sua utilização depende da regência do verbo com que se utilizam, isto é, se o verbo selecciona um objecto directo (ex.: comeu a sopa = comeu-a) ou um objecto indirecto (ex.: respondeu ao professor = respondeu-lhe); há ainda verbos que seleccionam ambos os objectos, pelo que nesses casos poderá dar-se a contracção dos pronomes clíticos (ex.: deu a bola à criança = deu-lhe a bola = deu-lha).

O verbo perturbar, quando usado como transitivo, apenas selecciona objectos directos não introduzidos por preposição (ex.: a discussão perturbou a mulher; a existência perturbava Carlos), pelo que deverá apenas ser usado com pronomes clíticos de objecto directo (ex.: a discussão perturbou-a; a existência perturbava-o) e não com pronomes clíticos de objecto indirecto.

Assim sendo, das duas frases que refere, a frase “para Carlos, não o perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda” pode ser considerada mais correcta, uma vez que respeita a regência do verbo perturbar como transitivo directo. Note que deverá usar a vírgula depois de “para Carlos”, uma vez que se trata de um complemento circunstancial antecipado.




Uso e ouço frequentemente a palavra insonso para referir a comida sem sal ou com pouco sabor, ou ainda a algo que é pouco interessante. No entanto, não encontro esta palavra nos dicionários em que procuro. Ouvi recentemente que a forma correcta é insosso. É assim?
A forma insonso não é incorrecta, pois trata-se de uma variante de insosso, a par de ensosso ou ainda de insulso, de origem mais erudita. Apesar de nenhum dicionário poder registar de forma exaustiva o léxico de uma língua, esta forma encontra-se atestada no Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966) e no Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Lisboa: Âncora Editora, 2001), bem como em dicionários de referência, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Editorial Verbo, 2001) ou a versão portuguesa do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Lisboa: Círculo de Leitores, 2002). O Dicionário Aurélio e a versão brasileira do Dicionário Houaiss não contemplam a entrada insonso, uma vez que esta palavra tem curso reduzido no português do Brasil.
pub

Palavra do dia

cha·pli·nes·co |ê|cha·pli·nes·co |ê|


([Charles] Chaplin, antropónimo + -esco)
adjectivo
adjetivo

[Cinema, Teatro, Televisão]   [Cinema, Teatro, Televisão]  Relativo a Charles Chaplin (1889-1977), actor e realizador inglês, à sua obra, ao seu estilo ou à sua personagem Charlot. = CHAPLINIANO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/n%C3%BAmero [consultado em 04-03-2021]