Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
mesamesa | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

me·sa |ê| me·sa |ê|
(latim mensa, -ae)
substantivo feminino

1. Móvel composto por um tampo horizontal de madeira, metal, mármore ou qualquer outro material, sustido por um ou mais pés.Ver imagem

2. Conjunto dos objectos necessários para uma refeição sobre esse móvel (ex.: pôr a mesa).Ver imagem

3. Alimentação diária ou habitual. = COMIDA, PASSADIO

4. [Geologia]   [Geologia]  Terreno plano em certa altitude. = MESETA

5. Superfície plana do bilhar.

6. Conjunto do presidente e secretários de uma assembleia, associação, confraria, etc.

7. Repartição de verificação e despacho (da alfândega).

8. [Jogos]   [Jogos]  Bolo (no jogo de vaza).

9. [Armamento]   [Armamento]  Parte dos fechos em que bate o cão da espingarda.

10. Tabuleiro em que assenta a carga, no carro de tracção animal. = LEITO

11. Barrote que sustém os emparamentos da atafona.

12. Parte plana da bigorna.

13. [Desporto]   [Esporte]  Aparelho de ginástica destinado a saltos, que consiste num corpo de forma rectangular ou oval, estofado ou forrado.

14. [Joalharia]   [Joalheria]  A face maior da parte superior de uma gema lapidada.


estar à mesa
Estar a almoçar ou a jantar.

mesa travessa
Mesa (nos refeitórios) para os prelados e pessoas de distinção.

Confrontar: meca.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "mesa" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Podem informar-me se o verbo queixar-se pode ser utilizado sem o pronome reflexivo e em que situação isso ocorre.
O verbo queixar-se é um verbo pronominal; no entanto, o pronome se não é um pronome reflexo, mas o que é designado por “se inerente”. Esta construção é diferente da construção reflexa lavar-se, em que o sujeito é ao mesmo tempo agente e paciente da sua acção (eu lavo-me = eu sou lavado por mim), ou da construção reflexa recíproca beijar-se, em que um sujeito complexo ou colectivo é ao mesmo tempo agente e paciente da mesma acção (o casal beija-se = cada um dos elementos do casal beija e é beijado); em ambas estas construções, o pronome reflexo desempenha uma função de complemento directo. Na construção queixar-se, porém, não há uma acção do sujeito sobre si próprio (eu queixo-me = *eu sou queixado por mim; o asterisco indica agramaticalidade), e o pronome pessoal não tem valor reflexo, nem reflexo recíproco, nem impessoal, nem apassivante, mas parece fazer parte do verbo e das suas propriedades lexicais. No caso de queixar-se, nenhuma das acepções do verbo permite outra forma que não a pronominal (ex.: *ele queixou à irmã; *o doente queixava de dores de cabeça). Há ainda o caso de outros verbos que admitem quer uma construção não pronominal (ex.: esqueci o livro em casa) quer uma construção pronominal com um se inerente (ex.: esqueci-me do livro em casa).



Estou usando as informações colhidas neste site e gostaria que me ajudassem. Como devo citá-lo em meu trabalho científico como referência bibliográfica? E como citar CD e DVD?
Apesar da existência de algumas normas portuguesas e estrangeiras, sem carácter vinculativo, não há uma forma única e universal para fazer referências bibliográficas de conteúdos em papel, tal como não há uma forma única para referenciar conteúdos em linha ou conteúdos electrónicos. O que é realmente importante é registar determinado número de informações imprescindíveis e, depois de escolher uma forma de as referenciar, manter a coerência e seguir uniformemente o mesmo esquema de referência em todas as citações, facilitando assim a compreensão e identificação dos elementos que a compõem. É esse o espírito subjacente à elaboração de normas que se debruçam sobre este assunto (no caso português, veja-se, por exemplo, a norma NP 405 do Instituto Português de Qualidade).
Para um conteúdo disponível em linha ou editado em formato electrónico, é importante referir os mesmos elementos que para um conteúdo em papel, isto é, a autoria, o título e a data; além disso, nos casos de conteúdos em linha, deverá ser indicada a origem do documento, que corresponde ao endereço electrónico, e a data em que foi consultado, uma vez que noutra data esse conteúdo poderá não estar disponível ou poderá ter sofrido alterações. As indicações que se seguem não são exaustivas e são meramente exemplificativas de uma possibilidade entre muitas para indicar a referência de conteúdos em linha ou em formato electrónico.

A. Em relação aos conteúdos electrónicos disponíveis em linha, é importante distinguir vários tipos de referências:
1. Páginas da internet (algumas páginas já contêm indicações de copyright que podem facilitar a tarefa), relativamente às quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título da página, o tipo de suporte, a data, o endereço electrónico e a data da consulta:
PRIBERAM, Priberam - Dúvidas linguísticas [em linha], 2006, http://www.flip.pt/duvidas/ [consultado em 2006-12-13].
PRIBERAM, FLiP - Ferramentas para a Língua Portuguesa [em linha], 2006, http://www.flip.pt/ [consultado em 2006-12-13].
PRIBERAM, Legix.pt [em linha], 1998-2006, http://www.legix.pt/ [consultado em 2006-12-13].
PRIBERAM, Priberam [em linha], 2006, http://www.priberam.pt/default.aspx [consultado em 2006-12-13].
2. Notícias ou artigos de periódicos disponíveis em linha, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título do artigo, o título do periódico, o tipo de suporte, a data, o endereço electrónico e a data da consulta ou do download:
“Novas Tecnologias”, in Diário de Notícias [em linha], 2005-06-19, http://dn.sapo.pt/2005/06/19/sociedade/novas_tecnologias.html [consultado em 2006-12-13].
3. Artigos disponíveis em linha, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, a data, o título do documento, o tipo de suporte, o endereço electrónico e a data da consulta ou do download:
MARTINS, André, "String kernels and similarity measures for information retrieval", in Priberam [em linha], 2006, http://www.priberam.pt/docs/StringKernels.pdf [descarregado em 2006-12-13].
PRIBERAM, "gramática", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa[em linha], 2006, https://dicionario.priberam.org/gramática [consultado em 2006-12-13].
4. Outros conteúdos disponíveis em linha, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título do documento, a página a que pertence, o tipo de suporte, a data, o endereço electrónico e a data da consulta ou do download:
PRIBERAM, "Bibliografia FLiP", in FLiP - Ferramentas para a Língua Portuguesa [em linha], 2006, http://www.flip.pt/docs/BibliografiaFLiP_PT.pdf [descarregado em 2006-12-13].
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NACIONAL, "Decreto n.º 35 228", de 8 de Dezembro de 1945, in Priberam [em linha], 2006, http://www.priberam.pt/docs/AcOrtog45_73.pdf [descarregado em 2006-12-13].
5. No caso de um conteúdo se encontrar disponível em formato físico e em linha, é possível indicar as duas referências:
AMARAL, Carlos [et al.], "Priberam’s Question Answering System for Portuguese" in Accessing Multilingual Information Repositories - 6th Workshop of the Cross-Language Evalution Forum, CLEF 2005, Vienna, Austria, 21-23 September, 2005, Revised Selected Papers, Springer Berlin / Heidelberg, 2006, pp. 410-419 [versão também disponível em http://www.priberam.pt/docs/CLEF2005.pdf].
6. A juntar a estas hipóteses há ainda outros tipos de conteúdo, menos frequentemente citados de maneira formal, como mensagens de correio electrónico, por exemplo, que deverão ser referenciados seguindo o mesmo princípio de registo de autoria, título, suporte, data e origem.

B. As indicações referidas acima diferem de outros documentos editados em suporte electrónico, cuja referência será porventura mais fácil, uma vez que a edição pressupõe geralmente uma ficha técnica:
7. Documentos editados em formato electrónico, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título, o tipo de suporte, a data, e, eventualmente, a versão e o número internacional normalizado (ISBN, ISSN ou ISMN):
FLiP 5 [CD-ROM], Priberam, 2005, ISBN: 9729919127.
LegiX 7 Europa [DVD], Priberam, 2004, ISBN: 9729919219.


pub

Palavra do dia

pan·de·gar pan·de·gar - ConjugarConjugar
(pândega + -ar)
verbo intransitivo

Andar em pândegas ou festas; gostar de estroinices. = ESTROINAR, FARREAR, FRANGALHOTEAR

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/mesa [consultado em 22-11-2019]