Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

in facie ecclesiae

in facie ecclesiaein facie ecclesiae | loc.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

in facie ecclesiae


(locução latina que significa "à face da igreja")
locução

Perante a Igreja (ex.: pretendia um casamento in facie ecclesiae).

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

montes Hermínios. Em casamento e mortório, sempre há falatório. Defronte do templo, no exterior ( in facie ecclesiae , no sentido literal), procedia-se a uma série de ritos tradicionais de esponsais em presença das testemunhas, tais como a troca de consentimento mútuo entre os esposos, a assinatura e a

Em PADORNELO

festejos, que poderiam durar mais ou menos tempo, ou serem de maior ou menor importância, variando com o prestígio social das famílias envolvidas (22). O casamento de bênção era o casamento legítimo, realizado pela troca de consenso nupcial in facie ecclesiae e fazia-se acompanhar de graça sacramental

Em avertigemdopensamento.blogs.sapo.pt

. Hoc enim in oratione dicitur Deo: "Ostende nobis faciem tuam." Ac si dicatur: "Da nobis cognitionem tuam." Sic et uestigia Dei dicuntur quod nunc Deus per speculum cognoscitur. Ad perfectum uero omnipotens reperietur dum in futuro facie ad faciem quibusque electis presentabitur ut ipsam speciem

Em gpdimonderose.blogs.sapo.pt

. Hoc enim in oratione dicitur Deo: "Ostende nobis faciem tuam." Ac si dicatur: "Da nobis cognitionem tuam." Sic et uestigia Dei dicuntur quod nunc Deus per speculum cognoscitur. Ad perfectum uero omnipotens reperietur dum in futuro facie ad faciem quibusque electis presentabitur ut ipsam speciem

Em giacintontology.blogs.sapo.pt

. Hoc enim in oratione dicitur Deo: "Ostende nobis faciem tuam." Ac si dicatur: "Da nobis cognitionem tuam." Sic et uestigia Dei dicuntur quod nunc Deus per speculum cognoscitur. Ad perfectum uero omnipotens reperietur dum in futuro facie ad faciem quibusque electis presentabitur ut ipsam speciem

Em giacintx.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se é correto pronunciar o -x- da palavra sexta-feira, ou será se[s]ta-feira?
A palavra sexta-feira tem pronúncias diferentes no português europeu e no português do Brasil. Assim, no português europeu, o -x- de sexta é geralmente pronunciado como o -ch- de chá); no português do Brasil, a pronúncia mais usual desse -x- é como o s- de saco.



Tenho algumas dúvidas relativamente à posição do pronome nas seguintes estruturas gramaticais, deve dizer-se: a) gostava de o ver ou gostava de vê-lo; b) tenho o prazer de o convidar ou tenho o prazer de convidá-lo?
Nas frases apontadas, ambas as hipóteses podem ser utilizadas e nenhuma delas é considerada incorrecta. Nas hipóteses gostava de vê-lo e tenho o prazer de convidá-lo, o pronome átono o ocupa a sua posição canónica, à direita do verbo de que depende (ver e convidar, respectivamente), mas, na colocação dos clíticos, as preposições provocam geralmente a próclise, isto é, a atracção do clítico para antes do verbo (gostava de o ver e tenho o prazer de o convidar). Esta colocação proclítica é, no entanto, obrigatória quando o verbo está no infinitivo flexionado (ex.: Empresto-te o livro, mas é para o leres com atenção; Ele indignou-se por lhe omitirmos informação; e nunca *Empresto-te o livro, mas é para lere-lo com atenção; *Ele indignou-se por omitirmos-lhe informação; o asterisco indica agramaticalidade).

A descrição feita acima não se aplica à preposição a, com a qual não há geralmente atracção do clítico (ex.: Eles estavam a insultar-se; Aconselhei as crianças a reconciliarem-se; e não *Eles estavam a se insultar; Aconselhei as crianças a se reconciliarem), senão em registos dialectais do português europeu e, mais frequentemente, no português do Brasil.

pub

Palavra do dia

ha·ma·drí·a·de ha·ma·drí·a·de


(latim hamadryas, -adis, do grego hamadruás, -ádos, ninfa dos bosques)
nome feminino

1. [Mitologia]   [Mitologia]  Ninfa dos bosques que nascia e morria com uma árvore que lhe estava votada e na qual estava encerrada.

nome masculino

2. [Zoologia]   [Zoologia]  Espécie de babuíno (Papio hamadryas), cujo macho adulto tem cerca de 70 centímetros de comprimento (sem incluir a cauda), encontrado na região do Corno de África e na Península Arábica. = BABUÍNO-SAGRADO


SinónimoSinônimo Geral: HAMADRÍADA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/in%20facie%20ecclesiae [consultado em 09-08-2022]