PT
BR
Pesquisar
Definições



heterocaracterização

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
heterocaracterizaçãoheterocaracterização ou heterocaraterizaçãoheterocaracterização
|âct| ou |ât| |âct| ou |ât|
( he·te·ro·ca·rac·te·ri·za·ção he·te·ro·ca·rac·te·ri·za·ção ou he·te·ro·ca·ra·te·ri·za·ção

he·te·ro·ca·rac·te·ri·za·ção

)


nome feminino

Caracterização ou descrição de alguém feita por outrem (ex.: o narrador faz a heterocaracterização do protagonista).

etimologiaOrigem etimológica:hetero- + caracterização.
sinonimo ou antonimo Dupla grafia pelo Acordo Ortográfico de 1990: heterocaraterização.
sinonimo ou antonimo Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: heterocaracterização.
grafiaGrafia no Brasil:heterocaracterização.
grafiaGrafia em Portugal:heterocaraterização.


Dúvidas linguísticas


Gostaria que me esclarecessem a seguinte dúvida. A utilização do prefixo met- associado à palavra hemoglobina deve escrever-se: - methemoglobina - metemoglobina - metahemoglobina - outra sugestão?
A grafia correcta é metemoglobina (a par de metaemoglobina e meta-hemoglobina), como poderá verificar no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.
Sobre a grafia de palavras com este prefixo, por favor consulte a resposta meta-.




Ainda no contexto da palavra estória, gostaria de saber se é errado usar a palavra estória quando se fala de algo que aconteceu; por exemplo: "Queria contar-te uma estória que aconteceu comigo." ou "Queres que te conte a minha estória" (aqui referindo-se ao que se tem passado com a personagem nas últimas 24 horas). Espero não estar a ser chato com esta dúvida, mas a verdade é que, embora tenha gostado da vossa resposta anterior (é sempre bom ter um pouco de cultura), não fiquei muito esclarecido sobre o seu uso corrente, e se é erróneo ou não.
Não é necessariamente errado, mas poderá ser desaconselhado (dependendo dos contextos), pois, contrariamente à palavra história, a palavra estória não é unanimemente aceite.

Como é dito na resposta estória e história (I), em contextos em que o utilizador da língua queira evitar o uso de uma palavra polémica, deverá utilizar sempre a forma história, pois em relação a esta não há qualquer controvérsia.