Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
gradogrado | s. m.
gradogrado | s. m.
-grado-grado | elem. de comp.
-grado-grado | elem. de comp.
gradogrado | adj.
1ª pess. sing. pres. ind. de gradargradar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

gra·do gra·do 3
(latim gradus, -us, passo, marcha)
nome masculino

1. Unidade de medida de um ângulo plano que corresponde à centésima parte de um ângulo recto.

2. [Antigo]   [Antigo]  Andadura, passo.


gra·do gra·do 2
(latim gratus, -a, -um, agradável, encantador, grato, reconhecido)
nome masculino

1. Vontade.

2. Concessão sem constrangimento.

3. Prémio, galardão, recompensa.


de bom grado
Com vontade; voluntariamente e com gosto.

de mau grado
Contra vontade; sem gosto. [Confrontar: mal-grado.]


-grado -grado 2
(latim gradus, -us, passo, marcha)
elemento de composição

Exprime a noção de andadura, passo.


-grado -grado 1
(latim gradus, -us)
elemento de composição

Exprime a noção de passo ou andamento (ex.: lentígrado).


gra·do gra·do 1
(latim granatus, -us, abundante em grãos, granuloso)
adjectivo
adjetivo

1. Grande ou bem desenvolvido (ex.: batatas gradas). = GRAÚDO, MEDRADOMIÚDO

3. Grave, importante, nobre.


gra·dar gra·dar 2 - ConjugarConjugar
(grado, graúdo, grande + -ar)
verbo intransitivo

Tornar-se grado. = CRESCER, GRADECER


gra·dar gra·dar 3 - ConjugarConjugar
(grado, vontade, gosto + -ar)
verbo intransitivo

Parecer bem ou corresponder ao que se espera. = AGRADAR, SATISFAZER


gra·dar gra·dar 1 - ConjugarConjugar
(grade + -ar)
verbo transitivo

[Agricultura]   [Agricultura]  Aplanar e esterroar uma superfície com a grade (ex.: gradar a terra lavrada). = AGRADAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "grado" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Ouve-se em certos telejornais expressões como a cujo ou em cujo; contudo gostaria de saber se gramaticalmente a palavra cujo pode ser antecedida de preposição.
O uso do pronome relativo cujo, equivalente à expressão do qual, pode ser antecedido de preposição em contextos que o justifiquem, nomeadamente quando a regência de alguma palavra ou locução a tal obrigue. Nas frases abaixo podemos verificar que o pronome está correctamente empregue antecedido de várias preposições (e não apenas a ou em) seleccionadas por determinadas palavras (nos exemplos de 1 e 2) ou na construção de adjuntos adverbiais (nos exemplos de 3 e 4):

1) O aluno faltou a alguns exames. O aluno reprovou nas disciplinas a cujo exame faltou. (=O aluno reprovou nas disciplinas ao exame das quais faltou);
2) Não haverá recurso da decisão. Os casos serão julgados pelo tribunal, de cuja decisão não haverá recurso. (=Os casos serão julgados pelo tribunal, dadecisão do qual não haverá recurso);
4) Houve danos em algumas casas. Os moradores em cujas casas houve danos foram indemnizados. (=Os moradores nas casas dos quais houve danos foram indemnizados);
5) Exige-se grande responsabilidade para o exercício desta profissão. Esta é uma profissão para cujo exercício se exige grande responsabilidade. (=Esta é uma profissão para o exercício da qual se exige grande responsabilidade).




1. Mal-formação ou malformação genética? Plural: malformações? 2. Como é mais correto: má perfusão ou mal-perfusão? Ex.: "hipofluorescência por má perfusão sub-retiniana compatível com degeneração miópica" // "hipofluorescência por mal-perfusão sub-retiniana compatível com atrofia central areolar".
Em relação à primeira dúvida, a grafia correcta é malformação (plural: malformações), como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.

Quanto à segunda dúvida, o termo que questiona não se encontra registado nos dicionários consultados nem como malperfusão (cuja forma correspondente inglesa malperfusion é de uso generalizado), nem como má-perfusão, pelo que se aconselha a grafia de locução: má perfusão.

Esta dúvida retoma a questão sobre o uso do advérbio mal justaposto a um substantivo: de acordo com as regras da língua portuguesa, um substantivo (ex.: ) é geralmente modificado por um adjectivo (ex.: ), o que está na origem de formas como má-fé (e não malfé), enquanto um verbo (ex.: fadar) é habitualmente modificado por um advérbio (ex.: mal), o que está na origem de formas como malfadar (e não maufadar).

Esta polémica já se fez sentir relativamente ao par malformação/má-formação, tendo o uso consagrado a forma malformação, seja por influência das formas francesa e inglesa malformation, seja pela percepção de mal- como um prefixo. Aliás, segundo o Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966, p. 630), o prefixo mal- escreve-se com hífen apenas quando o elemento que se lhe segue começa por vogal (ex.: mal-estar) ou h (ex.: mal-humorado); nos restantes casos, é sempre aglutinado (ex.: malcriado, malquerente, malsão).

Esta reflexão pode aplicar-se a ainda outras palavras como malcriação, malquerença ou malsonância.

pub

Palavra do dia

a·bes·tun·to a·bes·tun·to
(a- + bestunto)
nome masculino

1. [Informal]   [Informal]  Capacidade para pensar ou raciocinar (ex.: falta-lhe abestunto para entender o problema).

2. [Informal]   [Informal]  Cabeça (ex.: faltou-lhe coragem para dizer o que lhe ia no abestunto). = CACHIMÓNIA


SinónimoSinônimo Geral: BESTUNTO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/grado [consultado em 24-11-2020]