PT
BR
Pesquisar
Definições



grado

A forma gradopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de gradargradar], [adjectivoadjetivo], [elemento de composição] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
grado1grado1
( gra·do

gra·do

)


adjectivoadjetivo

1. Grande ou bem desenvolvido (ex.: batatas gradas). = GRAÚDO, MEDRADOMIÚDO

3. Grave, importante, nobre.

etimologiaOrigem etimológica:latim granatus, -a, -um, abundante em grãos, granuloso.
grado2grado2
( gra·do

gra·do

)


nome masculino

1. Vontade.

2. Concessão sem constrangimento.

3. Prémio, galardão, recompensa.


de bom grado

Com vontade; voluntariamente e com gosto.

de mau grado

Contra vontade; sem gosto. (Confrontar: mal-grado.)

etimologiaOrigem etimológica:latim gratus, -a, -um, agradável, encantador, grato, reconhecido.
grado3grado3
( gra·do

gra·do

)


nome masculino

1. Unidade de medida de um ângulo plano que corresponde à centésima parte de um ângulo recto.

2. [Antigo] [Antigo] Andadura, passo.

etimologiaOrigem etimológica:latim gradus, -us, passo, marcha.
-grado-grado


elemento de composição

Elemento átono que exprime a noção de passo ou andamento (ex.: lentígrado; saltígrado; ungulígrado).

etimologiaOrigem etimológica:latim gradus, -us, passo, marcha.
gradar1gradar1
( gra·dar

gra·dar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

[Agricultura] [Agricultura] Aplanar e esterroar uma superfície com a grade (ex.: gradar a terra lavrada). = AGRADAR

etimologiaOrigem etimológica:grade + -ar.
gradar2gradar2
( gra·dar

gra·dar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

Tornar-se grado. = CRESCER, GRADECER

etimologiaOrigem etimológica:grado, graúdo, grande + -ar.
gradar3gradar3
( gra·dar

gra·dar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

Parecer bem ou corresponder ao que se espera. = AGRADAR, SATISFAZER

etimologiaOrigem etimológica:grado, vontade, gosto + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "grado" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Porque é que há uma insistência tão grande em dizer deslargar, destrocar, etc? Há alguma razão que eu desconheça? Na minha modesta opinião estas palavras são insultos à nossa bela língua portuguesa. Estarei certa?
O prefixo des-, para além de exprimir as noções de afastamento (ex.: desabafar, deslocar), negação ou privação (ex.: desacordar, desagradável), cessação (ex.: desimpedir, desacelerar) ou separação (ex.: descascar, desfolhar), é também utilizado na língua portuguesa como partícula de reforço. Assim, poderá encontrar em dicionários de português palavras como desabalar, destrocar ou desinquieto, registadas devido à sua frequência, apesar de serem geralmente aceitáveis apenas em contextos mais informais e na oralidade. O falante deverá sempre adequar a utilização destas palavras ao nível de língua apropriado.

Existem outros prefixos na língua com esta função de reforço. São os chamados prefixos protéticos, porque não acrescentam valores semânticos às palavras às quais se apõem (ex.: amostrar, assoprar).




Gostaria de saber qual a forma mais correcta dentro das que se seguem: "tu pareces gostar desta cidade" ou "parece que tu gostas desta cidade".
Ambas as frases que refere, “Tu pareces gostar desta cidade” e “Parece que tu gostas desta cidade”, estão correctas do ponto de vista gramatical. Estilisticamente, porém, poderá haver uma ligeira diferença: dir-se-ia que a primeira se coaduna com um registo de língua um pouco mais cuidado, sendo possivelmente mais usada num contexto formal.